RSSTwitter

sexta-feira, 21 de maio de 2010


DVDicas: Para Bater Cabelo

Fim de semana chegou, e se você for do babado forte não irá nunquinha nessa vida ficar em casa chocando o ovo, pois galinha digna tem mais é que estar causando horrores na balada, tá?

Então, my dear friend, bota aquele teu uniforme de quenga da luz vermelha, um saltão nos pezitos, um make nada discreto, um perfume que grite, mete uma calcinha limpa e que não esteja furada, porque nunca se sabe, né? Ou melhor: vai logo sem calcinha, que é para fazer o requisito e baixar uma Lindsay muito da destemperada.

Mas antes, para pegar o clima da coisa, assiste um desses filmes abaixo, que vai te deixar no extremo espírito da vaca louca. Beijas!!!!!!!!!


Fama
(Fame, EUA/1984)

Em Nova York, os estudantes de diversas origens sociais de uma escola de arte cênicas se deparam com seus sonhos e suas frustrações no decorrer do curso, mas acima de tudo almejam serem amados e reconhecidos artisticamente.

Estrelando: Irene Cara, Lee Curreri, Laura Dean, Antonia Franceschi, Boyd Gaines.

Dirigido por: Alan Parker.





Nos Embalos da Disco
(Disco, França/2008)

Comédia sobre um quarentão, fã da disco music, que está desempregado e mora com a mãe. Sua ex-mulher recusa-se a deixá-lo passar as férias com o filho, a menos que ele possa oferecer férias de verdade. Como não tem emprego nem dinheiro, o único jeito que encontra para ficar com o garoto é participando de um concurso de dança, no qual o vencedor ganha uma viagem para a Austrália, com direito a acompanhante. Para isso, ele consegue convencer seus dois ex-parceiros de dança para um retorno triunfal do velho grupo Bee Kings, um fenômeno das pistas.

Estrelando: Franck Dubosc, Emmanuelle Béart, Gerard Depardieu, Samuel Le Bihan, Abbes Zahmani, Annie Cordy, Christine Citti, Chloé Lambert, Danièle Lebrun, Jacques Sereys.

Dirigido por: Fabien Onteniente.





Os Embalos de Sábado à Noite
(Saturday Night Fever, EUA/1977)

Tony Manero (John Travolta), um jovem do Brooklyn e um excelente dançarino de disco music, só encontra significado na vida quando dança, pois passar a semana trabalhando em uma loja de tintas não o gratifica de forma nenhuma. Assim ele se perfuma, se veste de um jeito fashion e vai para a discoteca no final de semana. Sob a influência de seu irmão, um padre frustrado, e de Stephanie (Karen Lynn Gorney), sua parceira de dança, começa a questionar a maneira como encara a vida e a limitação de suas perspectivas. Paralelamente Tony vive uma crise amorosa, enquanto se prepara para participar de um concurso em uma discoteca.

Estrelando: John Travolta, Karen Lynn Gorney, Barry Miller, Joseph Cali, Paul Pape.

Dirigido por: John Badham.





Os Últimos Embalos da Disco
(The Last Days of Disco, EUA/1998)

Nova York, início dos anos 80. A era disco está chegando ao fim. Em uma das mais badaladas discotecas da cidade, um grupo de jovens se encontra, dança e se diverte. Charlotte Pingress (Kate Beckinsale) e Alice Kinnon (Chloë Sevigny) são recém-formadas e trabalham em uma editora. À noite, procuram novos amores nas pistas de dança. Alice está de olho em Tom Platt (Robert Sean Leonard), um advogado ambientalista que acaba de romper com a namorada, e no publicitário Jimmy Steinway (Mackenzie Astin), mas seu jeito tímido e conservador não a ajuda muito. Em contrapartida, Charlotte é sexy e extrovertida, no entanto vive dando conselhos duvidosos para a amiga. Quando decidem dividir um apartamento (juntamente com Holly) os conflitos começam e cada uma passa a procurar o seu próprio caminho.

Estrelando: Chloë Sevigny, Kate Beckinsale, Christopher Eigeman, Mackenzie Astin, Matt Keeslar.

Dirigido por: Whit Stillman.





Party Monster
(Party Monster, EUA/2003)

Michael Alig (Macaulay Culkin) e James St. James (Seth Green) são dois grandes amigos, que se mudam de uma cidade do meio-oeste dos Estados Unidos para Nova York. Lá eles percebem que são almas gêmeas, agindo juntos para crescer na cidade. James inicia Michael na vida noturna local, que logo ganha grande notoriedade devido ao seu carisma. Michael torna-se um dos principais empresários da noite nova-iorquina nas décadas de 80 e 90, mas acaba misturando traços de sua personalidade com o personagem que inventou para si mesmo.

Estrelando: Seth Green, Diana Scarwid, Marilyn Manson, Dylan McDermott, Mia Kirshner.

Dirigido por: Fenton Bailey , Randy Barbato.



Studio 54
(54,EUA/1998)

Na época áurea do "disco", Studio 54 foi a discoteca idealizada por Steve Rubell (Mike Myers), que agitava a vida de Nova York com todo o frenesi que lhe deu uma reputação internacional. Lá Rubell tentava transformar seu sonho em realidade ao dar as melhores festas que o mundo tinha visto e fazer com que elas durassem para sempre, com toda a decadência e excessos da época. Rubell criou um lugar onde a fantasia era a realidade, pois não haviam nem rótulos, nem regras. Diversos acontecimentos que envolvem esta discoteca são narrados pela ótica de Shane O'Shea (Ryan Phillippe), um jovem frentista de Nova Jersey que, em 1979, quando tinha dezenove anos, não estava satisfeito com a mesmice da sua vida. Foi até Nova York, conseguiu entrar na discoteca e em pouco tempo trabalha como barman. Shane tem a oportunidade de ver a ascensão e decadência desta famosa casa noturna.

Estrelando: Ryan Phillippe, Salma Hayek, Neve Campbell, Mike Myers, Sela Ward.

Dirigido por: Mark Christopher.



Postado por: Alessandro Araújo, às 13:00h

6 comentários:

Sissi | www.commode.com.br disse...

Só não vi o Party Monster!

Sugiro tb Show Bar. Aquela música me faz querer (quase) subir na escrivaninha... Rsrs

Bjocas.

Kwell disse...

Vixi, q não assitir a nenhum desses...rsrsrs q horror!!
Alê tu ainda vai ao meu velório com esses textos...hauauahauahauahaua
Bjão!!!

Alessandro disse...

Sissi, eu tb adoro Showbar. numa próxima colocarei ele. beijos

Alessandro disse...

Kwell, que velório que nada! eu quero ir é numa micareta contigo aí na Bahia! rsrsrs. beijos

Kaira disse...

Os textos do Ale são um show à parte, né Kwell?

Kwell disse...

Com certeza Ka!!
Eita menino safado q beijar muito nas micaretas!!!rsrsrsrs

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs