RSSTwitter

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011


Água Para Elefantes

Uma das grandes cismas que tenho sobre o meio cinematográfico é acerca das adaptações literárias, que quase sempre são estragadas em sua transição para a tela grande, sofrendo modificações, castrações e toda a má sorte das visões errôneas que diretores, produtores e roteiristas tem sobre histórias que não precisam em nada serem modificadas e sim fielmente adaptadas ao veículo.

Logicamente o contrário também tende a acontecer, pois já vi filmes maravilhosos advindos de livros medíocres. Mas, infelizmente, isso vem a ser algo bem raro...

Bem, o babado é que acabo de ler um que fazia parte de meu pequeno acervo e eu sequer desconfiava: "Água Para Elefantes" de Sara Gruen. Confesso que o peguei para ler por conta da notícia de que o mesmo tinha acabado de ser filmado sob a direção nada convidativa de Francis Lawrence ( "Costantine", "Eu sou a Lenda", e que também dirigiu clipes como "Whenever, Wherever" de Shakira, "I'm a Slave 4 U" de Britney Spears", "Bad Romance", da Lady Gaga, entre outros sucessos da música pop ). A película irá contar em seu elenco principal com nomes de dois ganhadores do Oscar: Reese Witherspoon ( "Johnny e June" ) e Christoph Waltz ("Bastardos Inglórios" )e mais o vampirinho badalado Robert Pattinson fechando o trio de protagonistas.

O que esperar disso? Francamente, estou não apenas com meu pé mas com meu corpo todo atrás! Já que o diretor é comercial por demais para dirigir um drama romântico passado nos anos da Depressão e da Lei Seca, tendo o circo como cenário.

Além do que, a escolha do cast é super acertada quando falamos sobre Reese e de Christoph, que super consigo ver na pele dos personagens Marlena e August, mas colocar o pouco talentoso Pattinson no papel de Jacob, um polonês órfão e apaixonado tanto pela estrela casada do tal circo, quanto pelos animais que participam do espetáculo, em particular a elefanta Rosie, acho que isso, para mim, foi um dos grandes erros de escalação da produção, pois é quase certeza que o ator nos entregará uma interpretação tão pobre quanto a que nos oferece na saga "Crepúsculo".

Em todo o caso temos o livro para podermos apreciar e viajar gostosamente nesse romance com tintas fortes de paixão reprimida, onde sua história se passa em duas épocas, intercalando a vida do personagem já idoso em um asilo de velhos e suas lembranças da juventude, cuja trama das duas histórias caminham para um final inesperado. É essa a nossa dica de leitura para esse fim-de-semana. Beijos!


Água para Elefantes

Título Original: Water for Elephants
Autor: Gruen, Sara
Editora: Sextante
Número de Páginas:336


Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solí­citas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora. Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais. É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo. Água para elefantes é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construí­do com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.

8 comentários:

Anônimo disse...

Li o livro muito antes de saber que iria virar filme. Gostei sim da escalação do Robert para o papel do Jacob. Sim, acho que ele vai dar conta do recado. . Já a Reese... não gosta das atuações dela, em qualquer papel é um tal de suspirar e revirar os olhos (sei que ela ganhou o Oscar e tal). Quero muito ver o filme!

Dee disse...

Eu também li esse livro há um bom tempo e até cogitei assistir quando fiquei sabendo que teria filme. Mas com o Pattinson (?) no papel? NUNCA!

Ficarei apenas com a história e a minha imaginação.

Sarah disse...

Céus,eu adorei todo o elenco,e gostei sim do Pattinson como Jacob.Assistem o trailer!Ficou ótimo,as opniões são opniões né..

Anônimo disse...

Amoooo o livro!! que fará o anão!?
bjo Alê

Alessandro Araújo disse...

Anônimo, depois de ter visto um ator de quase dois metros fazer o anão da trilogia O Senhor dos Anéis não duvido que qualquer um possa fazer o Walther

Alessandro Araújo disse...

Bem gente, eu só acho que o Pattison fará a mesma coisa que em Crepúsculo, que ao meu ver é pouco, muito pouco...

Anônimo disse...

Concordo com o Alê! O Pattinson eh muito fraco gente. Nem fisicamente ele ta bem em Crepúsculo, quem leu os livros sabe q o fisico do Edward eh maravilhoso, nao vi nem esse comprometimento da parte dele, ao contrario do outro ator q faz o lobisomen. Eh so ver ele como Cedric (Harry Potter) as mesmas expressões, o mesmo olhar. Ele eh lindo, mas talento passa longe.

Anônimo disse...

Adorei os atores!!
Eu gosto do Pattinson mesmo nao sendo Faaan da saga crepusculo é um otimo ator o personagem dele na saga que e descrito sem muita explessão facial so beleza .
acho que as pessoas deviao respeitar o trabalho dos outros sao otimos atores!!
Bom quem vai fazer o Tio Al??

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs