RSSTwitter

sexta-feira, 25 de março de 2011


DVDicas: Elizabeth Taylor

Nossas dicas de filmes de hoje não poderiam ser outra a não ser sobre a carreira da já saudosa diva Elizabeth Taylor.

Antes de ser conhecida por seus lindos olhos cor de violeta, sua obsessão por jóias, casamentos e dietas, ou mesmo por sua luta para a descoberta da cura da AIDS através de sua "Elizabeth Taylor Aids Foundation", Liz Taylor foi uma das mais talentosas atrizes a aparecer na face da terra, tendo por mérito artístico interpretado personagens difíceis e maravilhosos. Para tanto voi merecedora de ter ganho o prêmio Oscar de Melhor Atriz em duas ocasiões, tendo sido indicada em outras tantas.

Então, nada melhor do que nesse fim de semana prestigiarmos esse monstro sagrado da atuação. Beijos e bom fim de semana!


CLEÓPATRA
(Cleopatra, EUA /1963)

Sinopse:

O pano de fundo é o Império Romano. Temendo a expansão dos romanos, Cleópatra (Elizabeth Taylor) procura Júlio César (Rex Harrison) para convencê-lo a formar uma aliança, pois só assim ela continuaria controlando o império egípcio. Usando seu charme, Cleópatra faz com que César desista de invadir o Egito, porém, o imperador é assassinado no senado romano. Cleópatra se volta então para seu substituto, o general Marco Antônio (Richard Burton), novamente com a intenção de proteger e ampliar seus poderes. Cleópatra o seduz, mas Marco Antônio torna-se frágil e submisso. E Otaviano, sobrinho de Júlio César, quer o poder de Roma e irá travar uma grande batalha contra Marco Antônio e Cleópatra.

Um dos filmes mais caros já feitos - na época custou mais de US$ 40 milhões, que, em valores atualizados, ultrapassam os US$ 200 milhões. O filme entrou para a história do cinema por vários motivos: pela exuberância, pelas fofocas sobre os bastidores (em especial, o romance entre Elizabeth Taylor e Richard Burton), pelos vários problemas que atrasaram a produção (como a troca de diretor) e por quase ter levado a Fox à falência. Vencedor de quatro Oscars: direção de arte, figurino, fotografia e efeitos visuais.

Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: Joseph L. Mankiewicz

Elenco: Elizabeth Taylor, Richard Burton, Rex Harrison, Roddy McDowall, Pamela Brown, George Cole, Martin Landau.

Produção: Walter Wanger

Roteiro: Joseph L. Mankiewicz

Fotografia: Leon Shamroy

Trilha Sonora: Alex North

Duração: 243 min.

Cor: Colorido




ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE
( Giant, EUA / 1956 )

Sinopse:

Elizabeth Taylor faz o papel da filha mimada de uma família rica. Ela é cortejada por dois homens do Texas: o rico fazendeiro Bick Benedict (Rock Hudson) e por um homem de poucas posses, Jett Rink (James Dean). É com Benedict que ela se casa, dando início a uma inimizade com Jett Rink que se estenderá por gerações. Rink encontra petróleo em suas terras e usa sua nova fortuna e seu novo status para para se vingar de Benedict, numa rivalidade que, anos mais tarde, atingirá também seus filhos.

Indicado a 10 Oscars, ganhando o de melhor direção. O filme se tornou um clássico e traz James Dean em sua última atuação. Adaptação do romance de Edna Ferber.


Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: George Stevens

Elenco: Elizabeth Taylor, Rock Hudson, James Dean, Carroll Baker, Mercedes McCambridge, Jane Withers, Chill Wills, Sal Mineo, Dennis Hopper.

Produção: Henry Ginsberg, George Stevens

Roteiro: Fred Guiol, Ivan Moffat

Fotografia: William Mellor

Trilha Sonora: Dimitri Tiomkin

Duração: 210 min.

Cor: Colorido




DISQUE BUTTERFIELD 8
( Butterfield 8, EUA / 1960 )

Sinopse:

Gloria Wondrous (Elizabeth Taylor) acorda em um luxuoso quarto, mas não é o dela. Ela engole uma bebida para começar o dia, despreza US$ 250 deixados por um admirador, deixa uma mensagem estúpida escrita em batom no espelho, acessa seu serviço de mensagens e desliza em um casaco de peles que ela encontra no armário. O dia e o filme estão apenas começando. Em Butterfield 8, Elizabeth recebeu o seu primeiro Oscar vivendo a garota de programa cuja vida brota num emaranhado de emoções. Com um passado conturbado, Gloria não consegue deixar a vida que tem, enfrenta dilemas morais e o desprezo de muita gente. As coisas complicam ainda mais quando ela se apaixona por um cliente casado.

Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: Daniel Mann

Elenco: Elizabeth Taylor, Laurence Harvey, Eddie Fisher, Dina Merrill, Mildred Dunnock, Betty Field, Jeffrey Lynn.

Produção: Pandro S. Berman

Roteiro: Charles Schnee, John Michael Hayes

Fotografia: Charles Harten, Joseph Ruttenberg

Trilha Sonora: Bronislau Kaper

Duração: 109 min.

Cor: Colorido




QUEM TEM MEDO DE VIRGÍNIA WOLF?
( Who's Afraid of Virginia Woolf?, EUA / 1966 )

Sinopse:

George (Richard Burton) é um professor universitário alcoólatra; Martha (Elizabeth Taylor - ganhadora do Oscar) é sua esposa. George e Martha sabem como se provocar, com vantagem para George: ele só precisa mencionar o nome do filho para a esposa entrar em órbita. Seus convidados desta vez são Nick (George Segal) também professor, e sua esposa Honey (Sandy Dennis), que acabam conhecendo todos os segredos do casal depoi de uma noite sádica (e perversamente hilariante).

Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: Mike Nichols

Elenco: Elizabeth Taylor, Richard Burton, George Segal, Sandy Dennis

Produção: Ernest Lehman

Roteiro: Ernest Lehman

Fotografia: Harry Stradling, Jr., Haskell Wexler

Trilha Sonora: Alex North

Duração: 150 min.

Cor: Preto e Branco





GATA EM TETO DE ZINCO QUENTE
( Cat on a Hot Tin Roof, EUA / 1958 )

Sinopse:

Harvey Pollitt (Burt Ives) é um patriarca que é um rico proprietário de terras, além de possuir uma fortuna de US$ 10 milhões. Harvey celebra seu aniversário e é visitado pelos dois filhos, mas ele ignora que tem um câncer inoperável, pois seu médico lhe disse que tinha se recuperado. Gooper (Jack Carson), um dos filhos, e sua esposa (Madeleine Sherwood) tiveram algumas crianças e cobiçam poder herdar os milhões do "Velho". Por outro lado Brick (Paul Newman), seu filho favorito, é um alcoólatra e ex-astro de futebol americano, que vive um casamento infeliz. Esta situação deixa Maggie (Elizabeth Taylor), sua esposa, muito frustrada, pois ama o marido apesar de ser desprezada por ele.

Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: Richard Brooks

Elenco: Elizabeth Taylor, Paul Newman, Burl Ives, Jack Carson, Judith Anderson.

Roteiro: James Poe, Richard Brooks

Duração: 108 min.

Cor: Colorido




O PECADO DE TODOS NÓS
( Reflections in a Golden Eye, EUA / 1967)

Sinopse:

Weldon Penderton (Marlon Brando) é um major que vê sua carreira em franca decadência, após o término da 2ª Guerra Mundial. Seus problemas na carreira terminam influenciando também seu casamento, que vive uma crise que é acompanhada atentamente por um casal de vizinhos e um recruta que nutre uma paixão platônica por sua esposa, sendo também esse mesmo soldado objeto do desejo enrustido do major .


Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: John Huston

Elenco: Elizabeth Taylor, Marlon Brando, Brian Keith, Julie Harris, Zorro David, Gordon Mitchell.

Produção: John Huston, Ray Stark

Roteiro: Gladys Hill, Chapman Mortimer

Fotografia: Aldo Tonti

Trilha Sonora: Toshirô Mayuzumi

Duração: 108 min.

Cor: Colorido





UM LUGAR AO SOL
( A Place in the Sun, EUA / 1951 )

Sinopse:

George Eastman (Montgomery Clift) é um jovem trabalhador que conhegue um emprego na fábrica de um tio. Lá ele conhece Alice Vickers (Shelley Winters), com quem mantém um romance. No entanto, depois de engravidar a colega de trabalha, apaixona-se pela jovem rica Angela Vickers (Elizabeth Taylor), apesar de ter o dever de se casar com Alice.

Ficha técnica:

Gênero: Drama

Diretor: George Stevens

Elenco: Montgomery Clift, Elizabeth Taylor, Shelley Winters, Keefe Braselle.

Produção: George Stevens

Roteiro: Michael Wilson, Harry Brown, baseado em peça de Theodore Dreiser e Patrick Kearney

Fotografia: William C. Mellor

Trilha Sonora: Franz Waxman

Duração: 122 min.

Cor: Colorido


4 comentários:

disse...

Só filmes excelentes. Sabe aquela história de q beleza pode atrapalhar? Acho q aconteceu um pouco com a Liz Taylor, ela era belissima e muitos só repararam na beleza dela; só q além de bela, ela era super talentosa.
O mais bacana desses filmes q vc citou, são os parceiros dela nos filmes: homens igualmente talentosos e belos. Marlon Brando, Montgomery Clift, Paul Nwman e o amor da vida dela Richard Burton!

Leocádia J.G.Pinto disse...

Assisti àquele da Lassie e esse com o James Dean no canal TCM que adoro. Até hoje não vi essa película que foi um fracasso de bilheteria, sabe? Os outros achei profunods demais e chatos.

Garibaldi disse...

Ah, sim; tem uma película em branco e preto sobre um casal de primos, com final trágico - é que o primo gostava de viajar com a bela prima porque ela chamava a atenção dos homens.

@monicaluiza disse...

Alessandro, desta vez todos os filmes que vc indicou estão na minha lista, pra ver ou rever.
Amo!

Beijoo

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs