RSSTwitter

segunda-feira, 6 de agosto de 2012


Homofobia?

E pelo jeito nossa segundona está toda trabalhada nos vídeos! rsrsrsrs Mas o babado agora, ao menos para minha pessoa, é um pouco mais sério, já que o tal vídeo questiona a homofobia, e após a polêmica da semana passada sobre a homofobia da Joelma Calypso, que a Kaira postou aqui, eu resolvi hoje me pronunciar sobre o assunto que muitos nas redes sociais viram como brincadeira inofensiva da cantora.

Bem, o que posso dizer sobre isso é que o brasileiro permanece deveras preconceituoso sim! E isso foi totalmente demonstrado nas opiniões dadas pelas pessoas que a cantora não estaria sendo de forma alguma homofóbica! Onde também diziam que seria liberdade de expressão da mesma, que ela não estava em cima do palco e nem na TV, e sim num bate papo descontraído, e sendo assim, o assunto não era pra causar tanto alvoroço. Será mesmo?

O foda é que o problema do preconceito no Brasil é justamente querer passar a mão na cabeça em tudo! Achando que homofobia é apenas taxada quando alguém parte para a violência física. Nisso a coisa vai sendo moldada de forma engraçadinha, doce, porém formando os fortes alicerces do repúdio à sexualidade alheia. Fazendo com que essas "besteirinhas" traduzam em um preconceito enrustido, só que totalmente aceito pela sociedade. Algo meio assim como o álcool e a maconha, onde ambos são drogas, só que um é visto até com bons olhos no meio social, já o outro não!

Então achar que a "brincadeirinha" que Joelma tirou com o garoto não deve se encaixar na categoria preconceito, é querer levar atestado de um ser alienado. Pois fica bem claro que o que ela pensa sobre os homossexuais é aquilo mesmo, só que foi disfarçado com ternas palavras. Tanto que até o "abestado" do menino que foi vítima, a defendeu após o episódio. Mas isso é porque ela é a "Joelma do Calypso", né mesmo? Já ele é uma bichinha pão com ovo. Isso na visão tanto dele, quanto dela e do público em geral.

Lembro que alguns anos atrás um antropólogo gringo, que não recordo o nome agora, ficou bastante impressionando com a forma como negros e brancos conviviam de forma pacífica em nosso país. E tão grande foi essa revelação para ele, que tratou de vir correndo para cá e estudar isso de perto. Conclusão de sua pesquisa? Saiu totalmente arrasad0, pois o que viu é que o nosso povo tem o pior preconceito de todos: o que não se mostra claramente! Esse que vem ser muito mais difícil de ser modificado, já que a sociedade o aceita quando é ministrado em pequenas, embora constantes doses, como foi o caso da Joelma e de tantos outros, como os religiosos, em especial alguns evangélicos por exemplo, que usam o nome de Deus para na verdade disseminar ódio. Tem coerência nisso?

Agora tentem imaginar o garoto no mesmo tom de "brincadeira" que a Joelma diz ter falado com ele, dissesse para ela que desgosto mesmo é escutar o tipo de música que ela canta, ou falasse mal do visual dela. Joelma gostaria disso? Não, né? Mas como foi no c... alheio, a coisa já muda de figura...

Eu confesso que detesto que meus amigos heteros me chamem de alcunhas como: bicha, viado, mona, etc. Afinal, muitas são putas, drogados, e eu não os chamo disso por respeito, e sabendo que nenhum deles gostariam de ser tratados dessa forma, então porque eu gostaria de ser chamado assim? Tenho nome e sobrenome e nenhuma dessas alcunhas constam em meu registro de nascimento!

E antes que falem que os gays vivem de "mimimi", digo que não é bem assim não! Acho até que muitas vezes somos realmente radicais por demais. Só que agimos assim como mecanismo de defesa contra essas pessoas que ainda insistem em achar que com o "viado" tudo é permitido! E não é bem desse jeito, pois respeito continua sendo muito bom e a gente também gosta! E estamos mais do que conversados!


Vídeo: Parafernalha


49 comentários:

Van disse...

Primeiramente, gosto muito do seu blog e acho que escreve muito bem. Parabéns! Com relação ao post, concordo que brincadeira tem limite sim, e ninguém é obrigado a aguentar tudo. Por outro lado, me irrita bastante essa ditadura do silêncio. Se eu acho, e posso achar, que homossexualismo não é legal, por que não posso dizer? Veja bem, não estou ofendendo e nem dizendo que são piores que ninguém, simplesmente não gosto da ideia e nem da visão de dois homens se beijando, assim como não gostaria de ter um filho gay. E caso eu venha a ter, claro que irei amá-lo e claro que não acho que por conta disso ele seria uma pessoa ruim. Contudo, não uma situação que eu sonhe. E se eu acredito que Deus não aprova, que apesar dele ser amor, ele também tem regras. Posso estar errada? claro que posso, mas porque não posso pensar assim? E claro que isso dentro do limite do respeito. Mas, não podemos mais nem pensar. O comentário da Joelma foi infeliz? foi. Foi chato? foi. Mas peraí, quando todo mundo foi para as redes sociais, inclusive vc, mandando ela calar a boca, também não é forma de repressão. Todo mundo tem que pensar igual? Não espero que vc me compreenda, assim como eu não te compreendo por completo. A vida é assim. Só espero que você pense um pouquinho na minha argumentação, assim como estou pensando na sua. A perfeição, acredito, seria o meio do caminho entre as duas ideias. Abraço

Van disse...

Primeiramente, gosto muito do seu blog e acho que escreve muito bem. Parabéns! Com relação ao post, concordo que brincadeira tem limite sim, e ninguém é obrigado a aguentar tudo. Por outro lado, me irrita bastante essa ditadura do silêncio. Se eu acho, e posso achar, que homossexualismo não é legal, por que não posso dizer? Veja bem, não estou ofendendo e nem dizendo que são piores que ninguém, simplesmente não gosto da ideia e nem da visão de dois homens se beijando, assim como não gostaria de ter um filho gay. E caso eu venha a ter, claro que irei amá-lo e claro que não acho que por conta disso ele seria uma pessoa ruim. Contudo, não uma situação que eu sonhe. E se eu acredito que Deus não aprova, que apesar dele ser amor, ele também tem regras. Posso estar errada? claro que posso, mas porque não posso pensar assim? E claro que isso dentro do limite do respeito. Mas, não podemos mais nem pensar. O comentário da Joelma foi infeliz? foi. Foi chato? foi. Mas peraí, quando todo mundo foi para as redes sociais, inclusive vc, mandando ela calar a boca, também não é forma de repressão. Todo mundo tem que pensar igual? Não espero que vc me compreenda, assim como eu não te compreendo por completo. A vida é assim. Só espero que você pense um pouquinho na minha argumentação, assim como estou pensando na sua. A perfeição, acredito, seria o meio do caminho entre as duas ideias. Abraço

Nanda disse...

Klap klap klap!
Tô aqui te aplaudindo de pé e sem querer babar muito mas já babando, acho muito válida a reflexão.
Eu tive um professor de história que marcou muito a minha adolescência pelo seu sarcasmo inteligentíssimo e por não ter freio na língua. Ele é negro, então sempre foi alvo de preconceito.
Um dia, numa aula, ele perguntou, brincando: "Quem aqui é preconceituoso?". Ninguém levantou a mão, claro. Somos convencidos de que os nossos puros pensamentos jamais cometeriam o absurdo do preconceito até que ele disse: "Vamos, gente, agora sem brincadeira. Se um de vcs estivessem andando na rua, de noite, sozinho, a rua deserta, e viesse um camarada negro, "mal-encarado" (embora ele só estivesse pensando no que vai ter para jantar quando chegar em casa), o que vocês fariam?" Claro que todo mundo caiu na gargalhada e um disse: "Oxi, eu dava uma carreira para longe dele que nem bala me pegava". Agora, se o camarada fosse branco?
E o povo que sente pena dos outros porque o "bixinho" é gay e não vai poder ser feliz nunca? (eu já ouvi isso!) Ou que não quer que o filho seja gay pq a vida é muito mais difícil para os gays. Alô Claudia Leitte? Ou de outra que disse que se o camarada é gay deveria virar padre (ai ai)... Gay é para muitos sinônimo de depravado(a) apesar de achar, Ale, que esse é especificamente o seu caso (e o meu tb!) hahahahaha
Eu lembro que a primeira coisa que eu perguntei a meu marido quando estava aqui na Alemanha foi se eles são preconceituosos. E ele disse: "Sim, dependendo de onde vc está. Mas isso é coisa de gente pequena que não está satisfeita com a própria vida e vive tentando desmerecer os outros ou achar um bode expiatório para a sua própria desgraça." Ele ainda disse que, quanto melhor a condição de vida de uma comunidade, mais harmoniosa e sem preconceitos ela viverá. O preconceito é substituido pela admiração pelo diferente. E foi justamente isso que eu senti e sinto o tempo todo aqui: que em vez de pensar "o que essa brasileira tá fazendo aqui? Certamente quer roubar a gente", eles pensam: "como devia ser perfeita a vida dela no Brasil, com tantos povos misturados vivendo em harmonia e respeito, tudo tão relax..." Ah se eles soubessem, né?
Eu me pergunto até quando iremos continuar tachando os grupos de pessoas dessa maneira.

Beijos Ale, seu lymdo!

Anônimo disse...

É Ale achei estranho vc não ter feito nenhum comentário no post da Kaira, tendo em vista algumas besteiras que foram escritas nos comentários, porque opinião eu respeito sempre, independente de ser diferente da minha, mas escrever coisas sem fundamentos como se fosse uma verdade absoluta(como um comentário feito de que se pode escolher ser homossexual ou não, quando penso ser um consenso geral de que se trata de algo que nasce com a pessoa, não é algo que se escolhe, entre outros comentários)ou é coisa de gente muita bitolada, sem uma vivencia real de vida ou de gente preconceituosa enrustida que não aceita o outro,no caso os gays, e fica inventando, defendendo teorias infundadas para defender seu ponto de vista.Enfim,falando sobre homossexualidade eu acredito que deve ser difícil ser gay em um mundo tão preconceituoso em que "Segundo um relatório recente da ONU, ainda em 2011 nações como Irã e Arábia Saudita impõem a pena de morte aos homossexuais."(tirei essa informação deste post http://colunas.revistaepoca.globo.com/sexpedia/2012/01/03/as-coisas-vao-melhorar/ ) e sendo assim já que vivemos em um mundo tão violento, e em um país em que a homossexualidade não é punida pela lei como em alguns países(graças a deus somos mais evoluídos nesse sentido) mas acontece coisas como essa http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/grupo+usou+lampada+fluorescente+para+agredir+jovens+em+sao+paulo/n1237827050487.html e http://www.youtube.com/watch?v=YEUGpEiUN44 acredito que essa senhora, a Joelma, enquanto artista deveria tomar cuidado com suas palavras e não sair dizendo besteiras pois artistas tem o poder de formar opiniões ou reforça-las ou não, então é importante pensar no que se fala e ela não é burra, sabe disso, mas mesmo assim tratou o fã daquela maneira, fã burro que infelizmente não disse o que deveria dizer e ficou sendo depreciado passivamente.Sendo assim concordo com o que vc escreveu, é por aí mesmo.

Anônimo disse...

Concordo com a Van! Hj em dia confundem muito opinião com falta de respeito e homofobia, sem generalizar é claro, porque sei que tem muita gente mal educada por ai.

Anônimo disse...

Pois é né... tinha que falar dos evangélicos, baaaaahhhhh, pergunta para o Papa o que a igreja católica pensa sobre o homossexualismo... mas não, a bomba sempre cai para os evangélicos, claro, Alessandro combatendo preconceito com preconceito baseado na sua meia dúzia de familiares evangélicos que o odeiam. Há Alessandro, faça-me o favor, vai... sou contra a homofobia mas repudio o fato de você vir com esse preconceito também, se enxerga pôw!!!

Anônimo disse...

não suporto o fato de falarem de evangélicos, apenas por alguns ignorantes. SER CONTRA NÃO É HOMOFOBIA! acordem! ser contra tbm não quer dizer que eu precise desrespeitar ou sei lá. Apenas tenho opinião, assim como tem gente que é a favor, tem gente contra e boa. Só é preciso haver respeito, POR PARTE DOS DOIS LADOS, pra deixar bem claro.

Anônimo disse...

Tão bUnitinho Alê falando sobre preconceito, homofobia, que não gosta de ser chamado de mona, mas há algumas semanas atrás postou aqui no blog "E TIROU O SARRO" do video de uma adolescente (aparentemente especial) fazendo um tutorial de cabelo, aonde ela se enrolava toda, mas tentava ensinar algo na internet como qualquer outra menina da idade dela, ainda que ela não seja especial, quer dizer que na sua cabeça é assim, "deixa eu usar meu blog para praticar bullying mas que ninguém venha falar sobre homofobia" dois pesos duas medidas né???

SUE disse...

CONCORDO MUITO COM A VAN E COM O ANONIMO AI DE CIMA.
95% DO PRECONCEITO SAO OS PROPRIOS GAYS QUE FAZEM,
SO PORQUE EU NAO APLAUDO O HOMOSSEXUALISMO, NAO SIGNIFICA QUE SOU HOMOFOBICA
NAO ACHO BONITO DOIS HOMENS SE BEIJANDO NA FRENTE DOS OUTROS, NEM POR ISSO VOU 'BATER" EM UM HOMOSSEXUAL QDO O VER NA RUA...
ABRE O OLHO GENTE, ESSA HISTORIA DE PERSEGUIÇAO AOS GAYS, TA QUASE NULA

Anônimo disse...

Alessandro meu querido venha cá, você já ouviu falar de biblia??? sabe o que é??? Já tentou ler??? ótimo, agora a pergunta principal, AINDA QUE VOCÊ NÃO ACREDITE EM NADA QUE ESTEJA ESCRITO NELA, VOCÊ PELO MENOS RESPEITA QUEM ACREDITA??? Se sim existem algumas passagens que falam a respeito do homossexualismo LEVITICO 18:22, ROMANOS 1:27 e 1 CORINTIOS 6:10, é essa a moral da história meu filho EXISTEM EVANGÉLICOS QUE NÃO SÃO HOMOFÓBICOS, APENAS SÃO CONTRA O HOMOSSEXUALISMO PORQUE ACREDITAM NESSAS PASSAGENS, agora dá pra você respeitar isso também??? Não ia nem comentar esse post, mas na hora que vi você com 4 pedras na mãos contra os evangélicos não me contive!!!

Anônimo disse...

Já disseram quase tudo... não sou homossexual, sou evangélica, tenho um sobrinho lindo e amado que é homossexual e toda, TODA a minha família de evangélicos... o ama da mesma forma que amávamos quando não sabíamos, amamos o namorado dele (que será marido), ele é homossexual, eu não... convivemos muito bem com isso, eu, ele e TODA A MINHA FAMÍLIA EANGÉLICA...essa história de generalizar já cansou!
Adoro o blog, leio sempre, mas acredito que a liberdade de expressão só funciona pra alguns, não é???

Marcia disse...

Eu acho um absurdo que alguns venham aqui falar em direito de expressão, esquecendo-se que tão antiga quando a ideia de que todos tem os mesmos direitos, é a ideia de que todos os direitos se limitam.

Seu direito termina onde começa a dignidade do outro. Se o exercício de um direito seu menospreza os demais, ele não é direito, simples assim.

Sério que não é homofobia 'só' não gostar da homossexualidade?

Façam o favor... tirem seu posicionamento retrógrado do armário e olhem para as consequências do seu 'livre pensar'.

E para quem reclamou da referência aos evangélicos, que não está no texto, fiquem tranquilos, existem católicos e ateus tão preconceituosos quanto a Joelma, e ainda sim o direito à liberdade religiosa está de pé e vale indistintamente para todos.

Que tal aplicar o mesmo princípio, que aliás, dizem que é uma das bases do cristianismo, de que todos são portadores da mesma dignidade, e reconheçam à expressão da sexualidade como um direito que o héteros têm, e que os homossexuais também merecem.

E sim, não gostar da orientação sexual dos outros, que não é da sua conta, é homofobia.

você pode ser subjetivo com você, mas na vida pública todo têm o dever de reconhecer aos demais a mesma dignidade que possui.

Não gosta de dois homens se beijando? Olha para o lado, não é da sua conta. E sim, você tem o dever de tolerar.

Anônimo disse...

A referencia aos evangélicos está no texto sim, desculpa aí se você não leu direito!!!

Ariane disse...

"Sério que não é homofobia 'só' não gostar da homossexualidade?" (2)

Uma coisa é não gostar de um tipo de música, de um estilo de roupa, vc não tem o direito de "gostar" ou não da opção sexual das outras pessoas, que é problema exclusivo dela.

Parece que nem leram o ótimo texto do Alessandro. Shame on you.

Dan disse...

homofobia nao é só bater em homossexuais. nao aceitá-los, achar contra as leis da natureza, e querer pregar a sua crença religiosa como forma de querer ditar o certo e errado tb é.

mas precocneito nao se restringe a homossexuais, é tb contra religioes, seja evangelica, espirita,c atolica, umbanda, candomble, as mulheres, a corpos...blogs de moda sao alguns dos lugares odne mais vejo precocneito velado. tanto que sao poucos os q ainda frequento, o pimentas é dos poucos.

cansei de ver o pprio petiscos sempre fazendo apologia a corpo magerrimo, e insultando gostosa, ou gordinha, fazendo apologia a beleza europeia, branquinha, e nunca colocando beleza brasleira, latina, negra como modelo de beleza. as leitoras entao nem se fala, é um desfile de precocneito, detestam gostosas, gordinhas, cabelo "ruim", latinas, negras, até mesmo aqui já vi comentarios horriveis das leitoras direcionados a varias mulheres. e aquela shame entao?

por isso, acho que vale a gente colocar o discurso relgioso de lado, e observar oq realemnte está acntecendo na sociedade. cada um tems ua crença, suas opinioes, mas palavras ferem, ditadura do certo e errado aprisiona pessoas.

e cada um deve olhar se faz ou nao isso, seja com homossexuais, mulheres, o q for.


menos discurso religioso, menos moralismo, mais moral.

Dan disse...

PS: concordo com Márcia e Ariane. nao temos que gostar ou nao da orientação sexual do outro. isso nao nos diz respeito. isso nao é espiritualidade.

Anônimo disse...

não gostar e não concordar é BEM diferente ok? nem vem querer dar uma de defensora, porque os homossexuais tem uma cina em querer que liberem casamento gay em todas igrejas, obrigando assim, a católicos, e evangélicos, que têm seus principios e suas crenças a terem que fazer sem reclamar. ISSO É RESPEITO? faça-me o favor né? as duas partes tem que melhorar!

Dan disse...

eu dou uma de defensora sim, e daí??? "nem vem dar uma de defensora" ahh valha-me Deus!!


olha a ditadura aí. detesto que me digam oq fazer. defendo oq acredito, defendo o direito de cada ser humano poder viver e ser feliz da forma que acredita ser melhor. sou hetero e nao me incomodo nem um pouco coma orientação sexual alheia, pq as pessoas nao conseguem fazer o mesmo? q mania de sempre implicarem coma vida alheia!!

defendo mesmo o direito dos homossexuais, assim como defendo se a pessoa quer casar, ser solteira, morar junto, morar sozinha, morar com seu parceiro gay, morar com seu parceiro hetero, cada um com sua escolha.


oq os gays lutam, é pelo direito da uniao civil, e se querem fazer uma cerminonia, tb é escolha deles, agora vc generaliza dizendo que todos os gays do planeta queem casar na igreja catolica ou evangelica, ao menos, eu desconheço. todos os casais homossexuais que conheço, querem respeitados seus direitos de viver junto, como um casal. uniao civil, e querer uma cerminonia nao significa querer casar na igreja okay?

Anônimo disse...

Cuidado ao apontar 1 dedo para alguém Alessandro pois quando você o faz existem 3 na sua direção, você prestou atenção na frase que você publicou? "como os evangélicos em geral, por exemplo, que usam o nome de Deus para disseminar ódio", quem está disseminando ódio contra os evangélicos é você, vai se tratar, quer respeito mas não respeita os outros, seu texto contra homofobia estava ótimo até essa frase.

Marcia disse...

Anônimo, me diz qual movimento GBLT quer casamento na igreja?

Volte lá e leia a decisão do STF, o reconhecimento foi para a esfera civil. CASAMENTO, também é o nome do contrato que dois adultos fazem perante o cartório para reconhecer seus direitos e deveres enquanto companheiros. Significa muito mais para muitos?

Sim, felizmente. Mas ninguém que eu conheça do movimento GBLT quer que o catolicismo ou as igrejas protestantes realizem o casamentos gays.

Só não condenar e disseminar preconceito já seria ótimo.

Então procure se informar melhor. Não tem ninguém obrigando as igrejas a mudar suas orientações. Existem fiéis que acham uó a posição das igrejas? Ainda bem que sim! Mas ninguém pode pedir para que o Estado se intrometa em questões de consciência, portanto, não tem nenhum pedido para fazer lei 'obrigando' as igrejas a realizar casamento entre duas pessoas do mesmo sexo.

Ale, realmente, um dos anônimos tem razão: você generalizou com os evangélicos, e eu conheço três igrejas luteranas nos Eua e uma em São Paulo que reconhecem o casamento homoafetivo. E o fazem de livre e espontânea vontade.

Acho que vale a pena tirar o termo envagélico do texto, para apoiar esta poucas, mas iluminadas facções que me parecem mais cristãs do que muitas igrejas com séculos de história.

Anônimo disse...

Acho que é um pouco de mimimi sim...
Todo mundo sofre algum tipo de preconceito.
Quanto aos seus amigos heteros, acho que você deve resolver isso diretamente com eles, e não aqui no blog.

Anônimo disse...

onde ja se viu brasileiro ser racista ?? um povo descentente de mouros e Negros um país 99% de negros , e vem cá alguém escolher ser hetero??? pq acham q o gay é uma escolha.... só me falta agora a Joelma falar , deixa de ser negro probre catálolico espirita o q seja.... Desculpe mas quanta ignorância....

Marcia disse...

Anônimo das 16:15, fiquei profundamente curiosa.

Já que há passagens na bíblia que também defendem a legitimidade da escravidão, existem cristãos que por motivo de consciência querem a revogação da lei áurea no país?

Para você, mesmo que há mais de 100 anos, havia legitimidade moral para a existência da escravidão? Não cometeram nenhum pecado os católicos na américa latina e os protestantes do sul dos estados unidos que compravam, marcavam, e tomavam como propriedade negros africanos, os legando a mais degradante das condições humanas?

Deveria o estado legitimar a prática de escravidão por dívidas, como uma maneira de tornar os devedores mais éticos, já que esta é a recomendação do velho testamento?

Eu tenho certeza de que você sabe que a resposta é NÃO. Por que a bíblia é um documento vivo, que deve ser interpretado de acordo com os tempos.

E olha que quem disse isso aí, não fui euzinha não, foi MARTIN LUTERO, um sujeito que fez uma reforma contra a igreja católica e um fervoroso ativista da liberdade de consciência.

Se católicos não queimam mais protestantes, é por que suas interpretações anacrônicas da bíblia de que deveria haver uma única igreja foram revogadas em favor da liberdade de consciência.

E se o cristianismo sobreviveu a estas mudanças, que incluíram na supressão de 7 livros inteiros, não vai ser o abandono de três versículos dos 35.227 que o livro todo tem que vai matar o cristianismo, né mesmo?

Ou serão os cristãos preconceituosos homens e mulheres de tão pouca fé, que basta três versículos da bíblia serem desconsiderados para todo o resto também não tenha validade?

Dan disse...

olha uma pessoa ali falando que brasileiro não é racista!!!! moça, brasileiro é um povo que renega as proprias origens!!! nao digo todos, claro, e graças a Deus, mas temos muita gente racista aqui sim, sai da bolha!!! tem muita coisa que precisa melhorar nesse país, e preconceito racial é uma delas!!!

Anônimo disse...

Primeiro me mostre aonde está as passagens que defendem a legitimidade da escravidão e vamos estudar o texto para chegarmos a uma conclusão ok??? Segundo, existem pessoas que só acreditam em partes da biblia que as convém, aquelas que as exortam de seus erros, essas certas pessoas fazem questão de descartar, aí fica fácil né??? Terceiro, 1 CORINTIOS é Novo Testamento.

Anônimo disse...

Há Márcia e só completando, Deus é tão contra a escravidão, que usou seu servo Moisés para liderar o povo Hebreu e fazer com que faraó os libertassem da escravidão!!!

Anônimo disse...

PFVR Alessandro!
O que a Joelma falou foi RIDÍCULO, assim como o que vcs, NESTE BLOG, já cansaram de fazre com outras pessoas - A Kaira mesmo fez um post PRECONCEITUOSO sobre uma jogadora.
Achar que o diferente será tratado de forma totalmente igual é utopia.
Sou favorável ao REPEITO, claro. Mas gostar é outra coisa...
Vc pode achar uma menina fazendo um tutorial, idiota..
A outra pode gongar evangélicos (povo que é mais vítima de preconceito no Brasil,
E eu posso não gostar do comportamento da maioria dos gays..
E PRONTO. Isso é preconceito?...Que seja. Somos livres para pensar, gostar, acreditar e ser o que quisermos.
Só não vale agredir. Não foi o caso.
Então deixa de mimimi.

Dan disse...

nao acho que os evangelicos sao maior alvo de preconceito no Brasil nao fia, talvez VOCE ache isso pq ja sentiu alguma vez na pele. ja imaginou como se sentem os umbandistas, espiristas kardecistas, todos colocados no patamar de macumbeiros????

ja viu como gordo sofre?? ja viu como negro sofre precocneito? ja vi negro, ja vi obeso qualificadod eixar de conseguir emprego para alguem menos qualificado, mas nunca vi isso acontecer com evangelicos, até pq é uma religiao que cresce a cada dia no Brasil. ja vi pessoa ter que esconder que é umbandista no trabalho, ja vi de tudo.


vemos gays sendo espancados no noticiario, mendigos, indios, e vc vem me falar que quem MAIS sofre preconceito é evangelico? no minimo exagero né? nao dá pra falar quem é que sofre MAIS. oq dá pra fazer, é enxergar que existe o sofrimento em todas as esferas, e procurar fazer sua parte, ao inves de ficara qui defendendo esse tipo de comportamento, dizendo que é mimimi.

já temos violencia demais nesse mundo.

Dan disse...

preconceito de qualquer tipo é uma merda. Não digo que a gente é perfeito e tem zero porcento, mas ao inves de ficar aqui falando: tenho direito de pensar assim, nasci assim, cresci assim sou gabrielaaaa, po, abre a cabreça!!! dá pra ser melhor sabe?

Anônimo disse...

Fica difícil levar a sério um texto sobre um tema tão importante quando ele mesmo onde contém preconceito contra religião e está em um blog onde saltam preconceitos contra alguns tipos de estética. Mas quando é nos dos outros é refresco.

Anônimo disse...

Anônimo das 18:18 assim como não se escolhe nascer hétero não se escolhe nascer gay, simplesmente se nasce assim.Mas como o bom julgador por si julga os outros, e vc citou a palavra ignorância, esta entendido.

Não acho legal misturar a religião com nada, porque religião para mim ter a ver com uma conexão espiritual, uma ligação com algo superior para que eu possa me tornar melhor enquanto ser humano, e penso que deveria ser assim para todo mundo, mas vejo que para a maioria das pessoas é só um modo de estabelecer regras despóticas e demonizar aquilo que é diferente, não é igual.Acho terrível generalizar, mas infelizmente vejo muitos cristãos principalmente os evangélicos, não quero ofende-los mais é o que vejo acontecer, sendo preconceituosos e sendo hipócritas em algum sentido, digo isso porque são pessoas em sua maioria fervorosas, mais que continuam fazendo me#%@ e mesmo assim gostam de apontar o dedo na nossa cara como se fossem perfeitos...Aff né.Os católicos também são cheios de mimimi mais os evangélicos ganham deles.De 10 evangélicos que conheço, pra ser sincera 1,5 é realmente consagrado os outros 8,5 são só fachada.Conheço cada história de pessoas super religiosas...Mas o que não entendo,e que é o que realmente importa, é o porque de se misturar religião com um assunto tão sério?Até porque, vivemos em um país laico então eu não posso chegar e dizer: Ah eu sou muçulmana e o Corão diz na 16ª surata - versículo tal que... E como Maomé diz isso... ou que sou umbandista e Oxum diz que... porque quando o Caboclo das Sete encruzilhadas que guiava Zélio F de Moraes... Não acredito que seja pela religião, partindo dela, que certos assuntos devam ser discutidos pois transcendem a religião quando se tratam de direitos, vidas, mas as pessoas não entendem isso.E como não tem argumentos sólidos na maioria das vezes atacam, só sabem atacar.

Concordo com o Ale e ele enquanto gay tem todo o direito de defender a causa e falar sobre o assunto porque assim como só um negro sabe realmente o que é racismo, pois já passou por isso, só um gay sabe o que é realmente ser vítima de homofobia.

Anônimo disse...

Torno a dizer, se ser gay é pecado, não seriam eles a se preocupar de irem pro inferno? Por que esse povo tããããão religioso, tãããããão focado na bíblia, está tão preocupado com a vida dos outros? Segunda feira não é dia de culto, missa, tambor etc?
Vanessa

Anônimo disse...

Na minha opinião idiotas são "o bando de crentes" que acessam esse blog diariamente, não vê que eles aqui já tem uma opinião formada??? São contra evangélicos e pronto, por mais que se use argumentos, eles nem ligam, argumento de crente dá preguiça neles. Sempre vão se colocar na posição de vitimas, dizendo que os crentes usam o nome de Deus para espalhar ódio e pronto, se conformem!!!

Alessandro Araújo disse...

a única coisa que realmente concordo que não fui feliz no texto foi ter colocado a palavra geral, algo que consertei para alguns evangélicos, pois nem eu nem vocês são idiotas para não perceberem que sim, os líderes e muitos evangélicos repudiam e não respeitam os homossexuais, porque se respeitassem não tentaria nos mudar e nem se melindrariam com o assunto, como constantemente fazem. e por favor, não venham me argumentar que coisa não é assim, porque exemplos desse preconceito está aí pra quem quiser ver, não banquem os cegos ou se escondam por trás dessa "liberdade de expressão"!

Anônimo disse...

Acredito que ninguém aqui é contra evangélico, católico, ou qualquer outra religião anônimo das 20:50 as pessoas simplesmente dão as suas opiniões segundo suas vivências, experiências e idéias do que é certo ou errado, só isso.Graças a Deus vivemos em uma democracia e isso é permitido.Ou vc quer virar o jogo se fazendo de vítima alegando o que está alegando ou vc deve melhorar sua percepção de como as coisas são.A opinião de um não define a opinião de todos.E as coisas são do jeito que são, se queremos muda-las devemos usar argumentos legítimos e não baboseiras religiosas em uma discussão séria.No caso da homossexualidade não ha mudança e sim aceitação e respeito pois é algo que é inerente ao ser humano, não a todos, mas a alguns que já nascem assim.

Edi Mariano Couto Fortes disse...

Muito triste por pessoas com espírito inferior que fazem esse tipo de comentário ofensivo.

disse...

Nunca vou entender pq as pessoas se preocupam tanto com a vida sexual alheia?!!!
Eu tenho filhos pequenos honestamente, não me preocupo nem um pouco se ambos vão ser gays, bi. Minha única preocupação em relação ao sexo é q eles se protejam, tenham uma vida sexual sadia, estejam preparados p/ as possíveis consequencias de se fazer sexo, sejam honestos e limpos com seus parceiros, procurem não ferir os sentimentos de forma intencional das pessoas q eles se relacionem. De resto? Caguei! Eu fiz e faço o q eu quero da minha vida sexual, acho válido q meus filhos e as pessoas façam o q quiserem das suas.

Anônimo disse...

Deixa eu entender uma coisa: quando os pimentas criticam uma menina com problemas fazendo tutorial, ou quando falam de uma sessão de fotos da jogadora de vôlei criticando-a por ser uma mulher NORMAL ,ao eh preconceito, e sim brincadeira, o "espirito dor blog", mas se alguem falar dos gays eh preconceito? Dispersos e duas medidas...nao estou defendendo aqui nem gay, nem hetero, quero apenas entender.

Anônimo disse...

Desculpe...corretor ortográfico burro...dois pesos e duas medidas.....

Anônimo disse...

Vindo de uma pessoa que tem um blog que gonga todo mundo, é estranho saber que vc não gosta de ser chamado de mona, já que vc faz questão de ser irreverente e colocar aqui palavras até meio obcenas.
Eu acho o maior barato, e acho que os gays "assumidos" são os caras mais bacanas do mundo de se conviver, mas tá na chuva é pra se molhar...como disse a colega daí de cima, não pode haver dois pesos e duas medidas.
AGORA, PARA A VIOLÊNCIA, SOU A FAVOR DE AUMENTO DA PENA POR MOTIVOS TORPES (preconceito).

Anônimo disse...

Chegamos ao ponto que até a vida pós a morte dos outros interessam O.O

Ariane disse...

Gente... O blog gonga as pessoas que gostam de se expor, que argumento inválido. A menina do vôlei fez um ensaio zensual e divulgou, a menina do tutorial também subiu o vídeo no youtube pq quis.
Se você quer se expor (seja na imprensa ou internet), aguente as críticas, que podem ser boas ou não.
Bjs

Anônimo disse...

Arrasou Ariane!

Marcia disse...

Anônimo

Vamos lá, não vale mesmo só ler a parte que convém da bíblia não. Está lá, em vários livros, inclusive em reis, a legitimidade da escravidão, nas cartas do Rei Judeu David. A escravidão era prática adotada pelo povo 'eleito' após as 'guerras santas' pela terra prometida.

ha, mas esta parte todo mundo parece não querer citar, não é mesmo?

E esta interpretação mudou, acho que podemos muito bem levar o cristianismo adiante e tolerar a diversidade sexual, da mesma forma como se estendeu a igualdade para negros, índios e mulheres.

Como as pessoas podem achar que tem o direito de regular a vida dos outros de acordo com suas crenças? Quando só as exercem por que conquistaram o direito junto ao Estado de não serem queimados e perseguidos por sua fé?

Nossa, já se esqueceu como foi que a tolerância entrou para história dos direitos no mundo moderno?

Sinceramente, pouco importa o que você pensa sobre como deveria ser a vida sexual das pessoas, elas são tão livres quanto você para serem o que quiserem ser.

Willian Cuzzuol disse...

Acho que respeito ao próximo é essencial! Sendo gay, sendo negro, sendo evangélico, todos temos o direito de ir contra ou a favor do que achamos. Acho só que o respeito ao próximo deve ser levado muito a sério. O que meu vizinho faz ou deixa de fazer, nunca foi problema meu, e sempre vou ter a educação e o bom senso de comprimenta-lo com toda a educação de sempre. Adorei a matéria Alê. bju

Anônimo disse...

Oi Márcia, então não ia nem mais comentar mas como você me citou algo biblico, (não sei bem se foi uma pergunta ou simplismente um comentário) gostaria de responder, na época do rei Davi a nação de Israel foi dividida (na verdade já no fim da vida de Salomão filho dele) por Deus em tribos por causa da idolatria do povo e novamente eles cairam em escravidão, e assim permaneceram até a vinda de Cristo e blá, blá, blá, sei que você não deve estar muito interessada mas gostaria apenas de responder que Deus nunca foi a favor da escravidão do seu povo, por várias vezes Ele quis libertá-los, até a vinda de Cristo. E eu não me importo sobre a vida sexual das pessoas, muito menos regulo nada, pelo amor de Deus, me poupe, assim como todos, só expressei minha opinião e porque penso dessa forma ok??? Cada um tem o direito de viver da forma que bem entende, vocês não são obrigados a pensar como eu ou eu como vocês, mas acho que temos o dever de respeitar uns aos outros para vivermos em paz, o Alessandro de inicio falou dos evangélicos em geral (depois achei muito digno ele se corrigir e escrever "alguns evangélicos"), mas até então eu não posso expressar o meu ponto de vista e me defender como evangélica?? Assim fica dificil né, só escutar e não poder falar nada, de qualquer forma valeu os debates aqui no post!!!

Anônimo disse...

Post mala,heim?

Reh disse...

Sorry galera!!
Mas infelizmente esse tipo de comentário criticando a "pessoa"em questão por ser gay, têm que ser polemizado SIM! Os héteros também não gostariam nem um pouco, se os gays tivessem uma determinada religião onde os héteros seriam "o diferente", " o não aceito". E diante da não aceitação, para partir para violência gratuita é um pulo. Foi assim com os negros, com as mulheres, e agora com os homosexuais.
Que há preconceito entre os homosexuais, é óbvio que existe, assim como há negros que não se aceitam e mulheres machistas. Isso não nos dá o direito de desmerecer as "minorias".
Vivem dizendo que é um absurdo as leis de proteção ao homosexual, que é um EXAGERO, mas não foi o mesmo que disseram quando criaram uma lei contra o racismo? E a Maria da Penha??
Muitas religioes pregam a homofobia, dizendo que os homosexuais irão para o inferno, porque Deus fez o homem e a mulher (adão e eva), aquele bla bla bla todo. Mas esquecem de um simples mandamento: "Amar o próximo como a ti mesmo", é fácil amar o próximo quando ele é cristão (homem), alto, branco e de olhos azuis...
Tá na hora de tirar a máscara meu povo: Eu não sou preconceituoso mas...
... não gostaria que minha filha namorasse um äfrodescendente".
... Deus me livre meu filho(a) ser gay/lesbica.
Parem de tentar maquiar!!! Ninguém é obrigado a nada, mas no mínimo respeito. Onde termina a sua liberdade começa a minha!
E nunca se esqueçam desta palavrinha mágica que serve para todos os tipos de relações, seja amorosa, familiar, entre amigos, conhecidos e/ou colegas de trabalho: RESPEITO!
Com certeza esta palavra que está faltando no vocabulário e no coração das pessoas e que estamos perdendo gradativamente a qualidade de nossa RAÇA... sermos HUMANOS!!

Reh disse...

Sorry galera!!
Mas infelizmente esse tipo de comentário criticando a "pessoa"em questão por ser gay, têm que ser polemizado SIM! Os héteros também não gostariam nem um pouco, se os gays tivessem uma determinada religião onde os héteros seriam "o diferente", " o não aceito". E diante da não aceitação, para partir para violência gratuita é um pulo. Foi assim com os negros, com as mulheres, e agora com os homosexuais.
Que há preconceito entre os homosexuais, é óbvio que existe, assim como há negros que não se aceitam e mulheres machistas. Isso não nos dá o direito de desmerecer as "minorias".
Vivem dizendo que é um absurdo as leis de proteção ao homosexual, que é um EXAGERO, mas não foi o mesmo que disseram quando criaram uma lei contra o racismo? E a Maria da Penha??
Muitas religioes pregam a homofobia, dizendo que os homosexuais irão para o inferno, porque Deus fez o homem e a mulher (adão e eva), aquele bla bla bla todo. Mas esquecem de um simples mandamento: "Amar o próximo como a ti mesmo", é fácil amar o próximo quando ele é cristão (homem), alto, branco e de olhos azuis...
Tá na hora de tirar a máscara meu povo: Eu não sou preconceituoso mas...
... não gostaria que minha filha namorasse um äfrodescendente".
... Deus me livre meu filho(a) ser gay/lesbica.
Parem de tentar maquiar!!! Ninguém é obrigado a nada, mas no mínimo respeito. Onde termina a sua liberdade começa a minha!
E nunca se esqueçam desta palavrinha mágica que serve para todos os tipos de relações, seja amorosa, familiar, entre amigos, conhecidos e/ou colegas de trabalho: RESPEITO!
Com certeza esta palavra que está faltando no vocabulário e no coração das pessoas e que estamos perdendo gradativamente a qualidade de nossa RAÇA... sermos HUMANOS!!

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs