RSSTwitter

quinta-feira, 1 de novembro de 2012


SPFW INVERNO 2013 - Um inverno cheio de propostas

*Por Alex Cavalcanti 

 
No segundo e antepenúltimo dia do SPFW (essa edição é mais curtinha, serão só 4 dias de desfiles) tivemos mais diversidade de propostas para a próxima temporada. Enquanto algumas grifes optaram por looks mais comerciais e usáveis no dia a dia, outras mergulharam fundo no lado conceitual, mostrando produções maximalistas e dramáticas.


 


João Pimenta abriu o segundo dia de desfiles com uma das coleções masculinas mais bonitas que eu vi nos últimos tempos. Inspirada na estética dos malandros cariocas, a coleção se baseou na alfaiataria e trabalhou de forma super interessante várias peças. Flertando com os estilos vintage e dândi – a coleção é ideal para os homens que querem ser elegantes mas não abrem mão de um toque moderno nas suas produções. 


Destaque para as leggings de veludo preto, casacos sequinhos e estruturados, camisas e calças douradas, ternos de couro, blazers que pareciam sobretudos – que mostram que até o homem mais tradicional pode dar um toque moderno ao seu guarda roupa. 

 


Já a Uma, comandada pela estilista Raquel Davidowicz, seguiu por um caminho mais urbano e minimalista, como ela já tinha feito na temporada passada. Roupas fáceis de usar, confortáveis e quase sempre lisas – portanto, mais atemporais – adequadas para mulheres que vivem em cidades grandes. Na cartela de cores, tons como branco, preto, marrom e laranja. 


Samuel Cirnansck e Lino Villaventura colocaram a moda festa no mais alto patamar com as suas criações. Os dois seguiram o mesmo caminho aberto com a coleção passada. 


 

Com Cirnansck, vimos bordados riquíssimos, transparências, vestidos diáfanos e um apelo super glamouroso. 



Já o Lino, dramático como sempre, apresentou outra coleção que foi um show visual. Bem ao gosto do Halloween, ele mixou referências góticas com um toque maximalista: Golas que viravam capuzes, bordados ricos, muito volume nas saias e por aí vai. 



Encerrando a noite, a Colcci apresentou mais uma coleção que é a cara da marca: Bem usável, e que mostrou um apanhado geral de tudo o que está se firmando como tendência para a próxima temporada. Se a Ellus se inspirou nos looks dos policiais, a Colcci se inspirou nos uniformes para a sua coleção de inverno. Assim, vimos looks monocromáticos e outros onde as peças tinham uma cartela de cores coordenadas, tipo uniforme mesmo. Além da pegada urbana, vi um toque militarista em alguns dos looks

 
Fotos: Fotosite



*Alex Cavalcanti é jornalista e produtor de moda. Além de editar há 5 anos o www.nacamacomleon.com, é colaborador de vários jornais e revistas nacionais.



7 comentários:

Anônimo disse...

Acho que algumas tendências são até usáveis. Pessoalmente, prefiro o minimalismo da UMA.
As ombreiras (não sei bem se é isso) do Cirnansck passo...
Já o Lino me encanta, porque posso facilmente ver as roupas sendo usadas em alguma representação de tragédia grega, incluindo a maquiagem. Achei bem interessante.
Quanto à Colcci, sempre acho meio boring as roupas deles, quase sempre a mesma coisa (apela jovem e moderno) e não costuma ousar muito.

lea disse...

com certeza esse samuel sabe fazer vestidos lindos, senhor, que espetaculo.

Carolina B. disse...

Gostei do colunista, bem pontual no que é interessante saber da SPFW. (:

Anônimo disse...

Sem a introdução eu ia jurar que a coleção do João Pimenta era uma homenagem a John Galliano...

Anônimo disse...

Samuel Cirnansck, que bela bosta é essa de copiar o BARNGUÉRRIMOS vestidos com uma fenda profunda coberta de tule IGUALZINHO ás Cagad...ops, quero dizer modelos da PATRICIA NASCIMENTO.(SIm , aquela que sacanei.., quero dizer veste a Paula XAROPE Fernades)

C. Fiuza disse...

Aplausos! Estilistas do Brasil se superando cada vez mais. Fazia tempo que não via coisas tão belas.

Anônimo disse...

Vou imprimir as roupas do João Pimenta e colocar na parede. Quando acordar de mau humor, vai ser ótimo...
Gente, pra onde a moda está indo?
marcia

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs