RSSTwitter

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013


Preconceito Racial na PM de Campinas

Acho que umas duas semanas atrás, creio eu, acompanhei um bafafá de uma bogueira brasileira com uma seguidora por que a primeira tinha falado que morava em uma cidade de gente BRANCA e RICA. Dei uma olhada na timeline da tal blogueira e senti muito nojo da pessoa, sabe? Tanto que no mesmo instante sai do twitter porque sabia que iria acabar me metendo onde não fui chamado. Até porque tive mais asco ainda quando apareceu o povo "baba-ovo" querendo defender essa criatura, soltando impropérios para a menina que ficou indignada, com toda a razão, com a merda que a outra falou sobre a pretensa "soberania" de sua cidade. A justicativa foi, como tem acontecido com muitos no momento atual, que também é preconceito achar que ela não pode falar que mora numa cidade que só tem gente rica e branca, que negro pode falar tudo e branco nada e patati patatá. Baboseiras essas de alguem que vem ser alienado o suficiente para nunca ter lido sobre a história da segregação racial no planeta Terra, já que esse povo se diz "descolado" e vive posando de inteligente, mas não possui a profundidade sequer de uma tampa de refrigerante.

É ridículo o fato de algumas pessoas teimarem em propagar o preconceito por questão racial em um país de população total de 194 milhões de habitantes, tendo o número de negros, amarelos, índios e pardos juntos somando mais de 107 milhões desses, segundo dados do IBGE. E mesmo com essa quantidade mais do que significativa, ter essa concepção que o Brasil vive em uma supremacia branca. Que merda é que essa gente tem na cabeça, me digam?

Pra me deixar mais estupefato com o ser humano, a leitora Fernanda Dias me enviou umas imagens mostrando o absurdo extremo que a polícia militar de Campinas-SP tem operado na abordagem de suspeitos de crimes. Vejam:


Fotos: Reprodução

 
Com o perdão da palavra, mas que filha putice escrota é essa? Não vou puxar para o lado em dizer que branco também comete crimes, mas vá se foder, meu! Aguentar uma sacanagem tamanha dessas é foda! O que eles estão querendo fazendo esse tipo de coisa? Fazer uma tropicália nazista? Se existem grande números de bandidos dessas etnias é porque existem canalhas como esses que não empregam pessoas pardas e negras por conta do preconceito!

Repudiar essa segregação que estão querendo fazer é mais do que um direito nosso, é um dever! Vamos parar com essa merda enquanto é tempo, para que as coisas não piorem para o futuro desse país, pois quem deve ser visto como suspeitos são esses babacas preconceituosos! Esses sim, são os verdadeiros marginais!

30 comentários:

claudia disse...

O racismo ainda é tão grande e forte neste país que fico besta tem horas sabia, ai vem com desculpas esfarrapadas, falam que é brincadeirinha e tudo bem!! vendo a novela Lado a Lado vemos que tudo continua igual, só tiraram os negros das senzalas mas ele continua sendo um ser inferior que precisa gritar para ser ouvido e respeitado..

LETICIA disse...

PARABÉNS PELO TEXTO!!!

Anônimo disse...

quem foi a infeliz??? da uma dica.

Cynthia Britto de Freitas disse...

Falou e disse tudo Alessandro!

Alessandro disse...

acho que não vale a pena dar dicas da infeliz. até porque ela adora barracos para aparecer. mas não é blogueira de moda não!

LAMENHA disse...

Alessandro, você mais uma vez com assuntos de utilidade pública. Não sei se você viu, mas saiu hoje no Jornal Hoje, uma materia de um casal que foi até uma concessionária da BMW na Barra da Tijuca -RJ, com o o filho de 7 anos, que é adotado e negro (o casal não). Ao chegarem na concessionária o gerente viu a criança, e pensando este ser um pedinte, expulsou-o do local. Mais um exemplo claro de preconceito. Os pais até criaram uma página no Facebook, com o titulo: Preconceito não é mal entendido.

Alessandro disse...

Lamenha, que absurdo isso? isso é um claro exemplo mais que claro de preconceito sim, né? pois o menino deve ter sofrido isso apenas por sua cor, pois não deveria ter aparência de ser um pedinte.

Anônimo disse...

Não é querendo ser a advogada do diabo, mas o problema é o sistema (como diz Capitão Nascimento em "Tropa de Elite 2", hehehe). A polícia prende o alvo mais fácil.
Dificilmente alguém influente é preso e condenado neste país (tá ok, tivemos o mensalão, que ainda meio que tá rolando), mas todos sabemos que a maioria dos presos são pobres, negros, com baixa instrução, enquanto que aqueles que cometem crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, desvios de recursos públicos, por exemplo, são em sua grande maioria brancos.

Daí a "preocupação" da polícia, pois provavelmente o foco aí é prender assaltante na rua, é policiamento ostensivo.

Enfim, sei que é triste, mas é a nossa realidade.

Alessandro disse...

mas é uma realidade que tem que ser mudada! tom de pele não quer dizer nada! exemplo, tem um negro e um branco para fazer teste pra um emprego. mesmo que o negro se mostre um pouco mais capaz pode ser que a escolha recaía sobre o branco. e isso é que não pode! ninguém precisa ser julgado por conta de pele! eu já fui assaltado 3 vezes, duas delas foi por brancos. e aí?

Anônimo disse...

gostei muito do texto, só acho q vc tinha q falar o nome de tal blogueira sim, primeiro pq muitas pessoas deixariam de prestigiar e segundo q já reparei q sempre vcs blogueiros criticam atitudes de outros mas nunca dão nome aos bois. Ai fica parecendo proteção pela "classe".

Anônimo disse...

O brasileiro em geral se diz nao preconceituoso, mas eh por esse tipo de atitude, mais comum do que se imagina, que percebemos o quanto nossa sociedade ainda tem diversos resquicios da epoca da escravidao...eh triste, mas acredito que ainda deverao passar algumas geracoes pra esse problema diminuir. Isso se nos, adultos, ensinarmos as nossas criancas a serem abertas, tolerantes e verem o mundo com outros olhos.

Alessandro disse...

então, acho que proteção não chega a bem ser a palavra certa. até porque pode ter gente que vai ler esse meu texto e pode até citá-la. não existe proteção com a classe. o que existe é não querer ficar de bate-boca e mimimi, com ela falando cobras e lagartos de um lado, querendo minimizar o preconceito das palavras proferidas e eu do outro lado a achando uma babaca por suas justificativas pífias. eu não escrevo para aparecer, para ser guru, para ser o mais seguido, amado e etc. eu escrevo o que tenho vontade de falar,apenas isso. só que grande parte da blogosfera curte bater boca virtual apenas para aparecer mesmo. então colocar o nome de X, de Y ou de Z só vai servir como propósito para as mesmas aparecerem. e meu propósito quando as pessoas lêem um desabafo meu como esse é para que elas parem e pensem no que estão fazendo com o mundo a sua volta.

Anônimo disse...

What's up friends, its great article about educationand entirely explained, keep it up all the time.
Here is my blog ... site de apostas

Anônimo disse...

Eu sei disso Alessandro, mas acho importante tanto aqui como em outros blogs começarem a dar nome aos bois. Pq eh algo q sempre percebi, esse mundo da blogosfera adoro meter o pau, mas ninguém nunca cita nomes, parece q não querem se queimar. E acho importante sim nesse caso, pq assim mais pessoas ficaram de olho nessa e em outras q por meio de comentários destilam seus preconceitos e quem sabe até um dia respondam por isso na forma da lei.

Alessandro disse...

eu até acho que os nomes deveriam realmente ser ditos. mas daí penso já na chateação em falar que é recalque, inveja, que é isso, que é aquilo. argumentos infantis, mas que sabemos que é o que mais acontece quando os blogueiros são criticados. já que a maioria, deles e de seus leitores, não conseguem argumentar além disso. então dessa chateação realmente o melhor a fazer é criticar o fato, quando necessário, e deixar as pessoas descobrirem por si.

claudia disse...

Disse bem Alessandro o caso do Rio foi o mais puro preconceito já que o menino estava acompanhado dos pais que já saíram de casa na intenção de comprar um carro novo, ou seja ninguém ia levar uma criança mal vestida, descalça e etc, o cara apenas viu um negrinho parado no meio da sua concessionária de carros importados e já saiu enxotando o menino..

Anônimo disse...

Alguém realmente leu a Ordem de Serviço? Alguém viu que tem hora/local que a viatura deve fazer a ronda perto do colégio?

Será que alguém não acha que pode ser um indivíduo de cor parda ou negra que está comentendo crimes ali?

Alessandro disse...

eu li a ordem de serviço sim! e ela é discriminatória sim quando pede para serem abordados indíviduos dessa e dessa cor, enquanto os brancos podem também ser marginais e passearem numa boa que não serão incomodados! até porque na tal ordem de serviço as características destacadas são apenas essas e não que os suspeito é assim ou assado. então qualquer um que seja pardo ou negro será abordado pela polícia, sofrendo constrangimento acaso não seja um marginal. sendo tratado dessa maneira apenas pelo tom de sua pele.

Anônimo disse...

Ok, você leu o documento ou somente essa imagem que publicou?

"...focando abordagens a transeuntes e em veículos em atitude suspeita, especialmente indivíduos de cor parda e negra com idade aparentemente de 18 a 25 anos, os quais sempre estão em grupo de 3 a 5 indivíduos na prática de roubo a residência naquela localidade..."

Alessandro disse...

descrição física não é apenas cor, se vc não entendeu a minha visão e a de outros tantos que reclamaram do teor racista dessa ordem! ele ordenou isso baseado apenas em tom de pele, ao invés de descrever os indíviduos de forma tal, tal e tal. e o que é atitude suspeita? eu mesmo sou pardo e não sou marginal, mas se chega polícia onde passo eu olho assustado. então passaria pelo constrangimento de ser abordado por isso, enquanto um amigo branco do lado não? entenda um pouco mais o teor racista da ordem ao comentar "Ok, você leu o documento ou somente essa imagem que publicou?".

Sara disse...

Gente, esse preconceito mal disfarçado de mal entendido, de descrição física, ou de uniforme de babá (vcs viram essa das babas nos clubes do Rj?) me deixam com um no na garganta sabe? A "classe média" vive a reproduzir a mentalidade tacanha da aristocracia burra do Brasil...é tão triste e ridiculo que as pessoas achem que a quantidade de melanina de uma pessoa faça dela menlhor ou pior...

Fernanda Dias disse...

meus parabens pelo texto ale...
depois que eu enviei as imagens pra vc... eu acabei vendo tbm outro episódio (acho que vc já até deve ter ouvido falar... sobre o caso da concessionária onde o filho de um casal cliente da loja foi destratado, sendo julgado como menino de rua - detalhe - ele era negro, e mesmo que fosse branca não era assim que devia ser tratada)... que pais é este???
parece que estamos em 1920... oooo povinho com mente pequena viu....
abraços alê...
cada dia me torno mais fã dos pimentas...

Anônimo disse...

Infelizmente no nosso país até os negros tem preconceito contra negros. Um exemplo é a minha família paterna. Todos são negros, a maioria dos meus tios tem horror de de relacionar com negros. Uma tia acabou de ter neném, ela é casada com um branco, e ficava a gravidez toda falando o quanto ela gostaria que a menina nascesse parecida com o pai, principalmente por causa do cabelo. Os meus primos idem, são casados com brancos e já ficam todos nessa expectativa de qdo tiverem filhos, serem mais parecidos com os cônjuges do que com nossa família negra. É triste viu?!!

Anônimo disse...

Oi Ale
Não sei se vc viu tb o bafafá de uma maternidade de SP, que foi "esclarecer uma dúvida" de uma mulher no blog (da própria maternidade), que perguntou o que ela podia fazer para alisar o cabelo da filha que era apenas uma CRIANÇA, e a pessoa que respondeu disse que é comum mães procurarem alternativas para alisar o cabelo dos seus filhos para deixar a criança MAIS BONITA.
Oi??? Já disse uma vez e repito, bonito mesmo é só loiro, cabelo liso, alto, magro, heterosexual e criastão????
Patético!! O que me irrita no nosso pais é esse preconceito por baixo dos panos, que morde bem forte e depois dá uma assopradinha para não chamar tanta atenção, para não chocar, sabe??
Me incomoda de um tanto isso, não sei se é pior que o rascismo explícito, porque desta forma fica como tudo está... estes dias vi um diálogo na novela das 18hs (lado a lado) onde a personagem da Patricia Pilar diz: "O menino é lindo, é claro que é um pouco ESCURINHO, mas é lindo!" o outro foi uma prisão de uma mulher por jogar búzios que era proibido por lei a pratica de "bruxaria e jogos de adivinhação". E o pior isso porque foi ambientado de diálogos de 1910, e já estamos em 2013 e ATÉ HOJE ouço pessoas falando com esse mesmo tom e conotação.
É muito triste ver um país de várias etnias e credos se desvalorizando e sendo preconceituosos com si mesmos até hoje.
Bjs Re

Letícia disse...

Achei o texto ótimo!!
E, vamoslá, pessoas de 18 a 25 aos (brancas, negras, pardas, asiáticas, mestiças, etc)andam em grupo!! Isso é o mais normal no mundo...
Assim, para ser uma descrição de um grupo específico seriam necessárias mais informações (altura, tatuagens, número exato do suposto bando, etc), o que não aconteceu...
Parabéns, Alessandro!!
Ps: Também acho melhor não revelar o nome da criatura infeliz... Para você se preservar.

Jogos Vorazes disse...

Otimo post, posso falar q preconceito no Brasil existe sim e é até mas forte q em outros lugares, porem a postura do brasileiro é de mascarar esse defeito em vez de discutir o problema. Quem ja passou por uma situação assim sente como se levasse um tapa na cara, é um conceito descabido e q continua tomando força nas midias sociais, atraves destas criaturas ignorantes q se espalham na rede.

0 Observador disse...

existe reality mais racista que BBB???

FALOMERMO!!!!! disse...

no blog das peladas um ou 2 reclamam da ausência de negras, eu logo opinei que brasileiros não acham mulheres negras bonitas!!!

Ariadne disse...

Boa Tarde,
Sou contra os vários tipos de preconceito neste país. O "racial" é o que certamente mais me revolta porque sou filha e neta e sobrinha de pessoas maravilhosas que por acaso são negras. Dito isso esse e-mail não está na integra, li o e-mail na integra e essa é a descrição de dois indivíduos que já estavam fazendo assaltos a região. Não era uma descrição aleatória! Vamos ter cuidado, muitas vezes uma informação incompleta acaba gerando injustiça. Aqui está o link da carta completa http://www.google.com.br/imgres?um=1&hl=pt-BR&sa=N&tbo=d&biw=1152&bih=639&tbm=isch&tbnid=ii-Y7jogMhEb8M:&imgrefurl=http://novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com/2013/01/24/pm-determina-revista-em-pessoas-da-cor-parda-e-negra-em-bairro-nobre-de-campinas/&docid=R1fSP4IyfJ1qxM&imgurl=http://novobloglimpinhoecheiroso.files.wordpress.com/2013/01/pm_racismo_campinas.jpg%253Fw%253D450%2526h%253D433&w=450&h=433&ei=QqYGUbuaM46u0AGL_4CwBQ&zoom=1&iact=rc&dur=497&sig=115681229448134396500&page=1&tbnh=151&tbnw=156&start=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:19,s:0,i:153&tx=33&ty=30

rosa disse...

Caça as bruxas não. É bom esclarecer as coisas. Muito bom, Ariadne.

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

As melhores peças com os menores preços para você.
Caso não esteja visualizando as imagens,acesse aqui
 
 
Duloren
Lançamentos Sutiãs Calcinhas Modeladores Diva Plus Size OQNV
Frete Grátis
Meu guia de lingeries
Chat Online
Central de Atendimento:
Para realizar qualquer troca de produtos, seja por causa do modelo, tamanho ou cor, não há custo adicional para a 1ª troca e a Duloren oferece um prazo de 30 dias após o recebimento do produto. Caso a nova peça seja de uma referência diferente da peça devolvida, será gerado um crédito no valor do produto a ser trocado para a realização de uma nova compra. Para saber mais, acesse Política de Troca ou Devolução.
Custo e Prazo de Entrega:
O frete é grátis para qualquer lugar do Brasil em compras acima de R$ 120,00.
Depois que o pagamento estiver confirmado, o envio do(s) produto(s) ocorrerá o quanto antes, mas o prazo depende de sua localidade. Para saber mais, acesse Entrega e Frete.
Formas de Pagamento:
As compras podem ser feitas em até 5 vezes sem juros em todos os cartões, com parcela mínima de R$ 30,00.
Trabalhamos também com outras formas de pagamento, como débito, boleto bancário e PayPal.

Sobre a Duloren:

A Duloren, líder de mercado em moda íntima no Brasil, fundada há 53 anos, tem um forte e consistente DNA que está baseado na produção de tecidos altamente tecnológicos com desenhos, rendas e elásticos exclusivos, acrescentado à tinturaria própria e à fabricação dos seus insumos. Para atender as mais diversificadas solicitações do mercado consumidor, a Duloren produz e comercializa hoje as marcas Duloren e Femmina.

Com capital 100%% nacional, produz cerca de 1,2 milhão de peças por mês. A Duloren orgulha-se de ser inovadora e estar na vanguarda da estratégia de mercado. Através de avançados planos de marketing, a empresa é reconhecida como pioneira da moda íntima, lançando coleções simultaneamente

Atenção:
Preços e condições válidas para a loja online da Duloren. As condições podem se alterar após o envio dessa mensagem.
Confira todas as informações sobre produto, preço, tamanho e cor antes de concluir a compra.
Caso haja diferença nos preços entre este e-mail e a loja online da Duloren, a condição válida e praticada será a da loja online. Os descontos são válidos durante o período de divulgação e dependem da disponibilidade de estoque.