RSSTwitter

segunda-feira, 18 de março de 2013


É prostituição sim!

E cá estava eu catando as fofocas no blog da amada venenosa Fabíola Reipert, quando me deparo com a seguinte nota abaixo, dizendo que a tal virgem do leilão, Catarina Migliorini, teria subido nas tamancas ao ser chamada por alguém de prostituta na platéia de um programa de TV.



Mas espera lá! Pelo que sabemos isso lá não é nenhuma mentira, não é mesmo? Afinal de acordo com os nossos conhecimentos, e com o dicionário de língua portuguesa, o ato de se prostituir consiste em:  

1. Oferecer serviços sexuais com o objetivo de obter lucro. 

2. Colocar interesses materiais à frente de princípios ou ideias.



Então é deveras ilógico a pessoa se ofender ao ser tratada como prostituta, se é justamente isso que ela fez ao querer trocar sua virgindade por dinheiro!

Acho engraçado que esse pensamento não seja apenas o dela, mas de muitas pessoas que fazem o mesmo. Exemplos? Gretchen quando protagonizou vídeos pornográficos em sua carreira, ficava toda melindrada nas entrevistas quando os entrevistadores perguntavam sobre os tais vídeos, os chamando de pornográficos. A cantora (???) imediatamente respondia enfezada que não era pornô, e sim que filmes eróticos!!!???!!! Como se essa maquiagem da nomenclatura justificasse o fato que ela estivesse fazendo sexo explícito perante as câmeras...


E teve também o caso de alguma outra atriz pornô brasileira, se não me engano uma sobrinha ou algo no gênero da mesma Gretchen, que queria processar alguém da mídia por ter falado que ela era garota de programa, pois se auto-afirmava como atriz sensual (???)!!!!! Mas oras, fazer de sua vagina um ganha pão não é a mesma coisa que fazem as consideradas putas de carteirinha?

A diferença no caso é que essas meninas, que se melindraram ao serem chamadas de prostitutas, não fazem pista? É isso? Meu amor, pois pra mim são putas tanto as que estão na avenida, quanto as que casam/namoram por dinheiro, as que dão para o chefe pra subir de cargo, as (burras)  que dão para o porteiro da boate pra entrar de graça na balada, quanto você que leiloa a virgindade! Não tem diferença!!!!

As prostitutas merecem respeito como qualquer outro ser humano, é claro. Afinal, estão dando o que é delas e ninguém tem nada a ver com isso. Só não acho certo é alguém estar utilizando dos mesmos métodos e ainda assim não querer ser reconhecida como tal. 


Seja puta, mas seja digna consigo mesma e com os outros. E não queiram fuder com a inteligência alheia,  tá ok?

56 comentários:

Noelle Penha disse...

Falou TUDO, Alê!

Concordo com vc. A menina deixou o japonês na mão e diz estar ~analisando outras propostas~, pôs a periquita à leilão e não quer ser chamada de puta? Ah, faça-me o favor!!!

Nelma Kubrusly disse...

Falou e disse!Puta.

Anônimo disse...

é não e? concordo e prostutuição e kabou. Pior prosttituta que inda não deu, já esta rotulada, meu pai,é o fim dos tempos mesmo.

Jo disse...

Nossa, isso é tão relativo.

Eu escovo os dentes e não posso ser chamada de dentista por isso. Também corto meu próprio cabelo e não sou uma cabelereira. Tem gente que constrói a própria casa e não é engenheiro, arquiteto e nem pedreiro...

Prostituta é uma profissional do sexo, que vive de vender a experiência do sexo, se SUSTENTA por esses meios... é TRABALHO.

Sobre essa menina que vendeu a virgindade, justamente por ser virgem não dá pra dizer que ela era necessariamente profissional - a não se que ela se mantivesse nessa carreira.

Ela também NÃO DEPENDE disso pra pagar as contas e se sustentar. Ela viu uma oportunidade e usou!

E é por isso que muita gente se sente ofendida pela atitude dela: porque ela não precisava, mas fez.

Querendo ou não, muita gente que critica tem inveja, ou digamos, se sentem pessoalmente atingidos, porque também gostariam de ganhar um dinheiro "fácil", mas não tem a coragem de colocar a cara a tapa ao fazer esse tipo de coisa que vai receber julgamentos horríveis da sociedade.

Ela não deve ser tratada como prostituta porque simplesmente não é! - Se você perguntar a opinião de uma profissional do sexo, ela certamente não concordaria. Não necessariamente por compreender a menina. Justamente poderia ser o contrário, uma profissional poderia se sentir ofendida por colocarem ambas na mesma categoria... a menina não é profissional, não trabalha com isso. São categorias bem distintas.

Como eu disse no começo, eu me comporto como uma dentista, cabelereira ou até professora por várias vezes na minha rotina. Isso não me classifica como uma profissional da área.

E não adianta dizer que respeita as prostitutas, porque obviamente nesse contexto você usou o termo de forma pejorativa, como se uma garota que fizesse o que bem entende com o que é exclusivamente dela merecesse ser julgada e rotulada por isso! Você não respeita nem as prostitutas, nem garotas que "se prestam a um comportamento semelhante"...

Só lamento pra você, mas isso foi hipócrita e preconceituoso.

Alessandro disse...

Mas apagou o comentário porque? Quem vende o corpo é prostituta sim! E quem está sendo preconceituosa é ela por não admitir isso! Não tem essa de prostituta é aquela que é profissional do sexo! afinal foder qualquer um aprende em duas trepadas! agora não venha dar liçãozinha de moral dizendo que o que a Catarina faz é diferente do que as meninas, que essas sim, dão a cara pra bater e estão pelas esquinas vendendo o corpo! elas, ao menos, não são hipócritas quanto essas meninas!

Anônimo disse...

Eu tb concordo, em todos esses casos, assumam e ponto final.

Anônimo disse...

Seja puta com dignidade. Alem de puta ainda demonstra ser uma burra.

Anônimo disse...

PUTONA SIM!!!! Tenha a dignidade de se assumir sua hipocrita

Jo disse...

querido, eu não apaguei nada... se você ou outro moderador quer censurar minha opinião, apenas façam e admitam!

Alessandro disse...

se nós quiséssemos isso, não teria respondido o seu comentário, não é mesmo? tá querendo fazer a Catarina e não assumir também o que é ou o que fala? rsrsrsrs

Anônimo disse...

Pior é essa cretina ficar falando q ainda não consumou o ato com o babaca do japonês....PQP!! Que preguiça dessa história toda!!

Anônimo disse...

Essa história, desde o início, me enojou. Gente, cadê valores !? Concordo com o "dar o que é seu e ninguém tem nada a ver com isso". Mas ao menos admita que faz isso. Não tente colocar uma roupa de pureza e aceitação! Essa menina é sim vagabunda e da pior espécie e mais rampeira, com moral zero, porque não admite para si mesma qual é a sua situação! A pessoa se expor dessa forma e não quer ser jogada na fogueira ( parece blogueira que mostra tudo o que compra e depois reclama quando caem encima falando de exibicionismo). E pela lógica, se já foi programa de tv, revista masculina, o próximo passo é - desculpe - filme pornô !! e se pagar bem, ela faz !

Anônimo disse...

Essa história, desde o início, me enojou. Gente, cadê valores !? Concordo com o "dar o que é seu e ninguém tem nada a ver com isso". Mas ao menos admita que faz isso. Não tente colocar uma roupa de pureza e aceitação! Essa menina é sim vagabunda e da pior espécie e mais rampeira, com moral zero, porque não admite para si mesma qual é a sua situação! A pessoa se expor dessa forma e não quer ser jogada na fogueira ( parece blogueira que mostra tudo o que compra e depois reclama quando caem encima falando de exibicionismo). E pela lógica, se já foi programa de tv, revista masculina, o próximo passo é - desculpe - filme pornô !! e se pagar bem, ela faz !

Camila disse...

ela já deve ter dado o "lólis" a rodo e guardando a periquita pra dizer por aí que é virgem.
Virgindade está ligado a inocência, e isto ela já não é faz muito tempo.
Oscar Marone comprova.

Jo disse...

hahaa... olha, de forma geral eu gosto muito do blog e tal. Só dei uma opinião, e não apaguei não.

Sugiro que você confira com os demais moderadores do blog antes de me acusar. Até porque minha opinião não tinha nada demais, eu não me envergonharia dela pra querer excluir.

Se por acaso não foram vocês, então talvez meu computador tenha vida própria ou foi um caso sobrenatural hãn?! Mas não fui eu... :)

Agradeço toda sua atenção e pode voltar ao seu trabalho, não sou nenhum tipo de troll da internet...
Só quis compartilhar minha opinião, e o importante é que você leu, então não há a necessidade de ser algo público mesmo. Só acho pena que você só se sentiu ofendido pela parte que te toca, e não foi capaz de considerar razoavelmente o lado da menina.

Enfim, bom trabalho.

Alessandro disse...

Jo, o que falo aqui no meu texto é de dignidade de assumir o que faz. Essa menina vendeu o corpo, portanto é prostituição sim! O seu comentário não foi apagado por ninguém daqui. Até porque não temos esse costume. Só apagamos acaso estejam nos ofendendo. Como o seu não estava fazendo isso, apenas me acusou de preconceituoso, hipócrita e pejorativo, algo que não fui. Então não havia razão alguma de apagá-lo. Tanto é que me surpreendi quando fui responder e não vi o mesmo. E não, eu não me senti ofendido com suas acusações. Só entenda que do mesmo jeito que você discorda do meu ponto de vista, eu também tenho direito de discordar do seu sobre a minha pessoa e responder. Simples assim

Anônimo disse...

Li em um livro, que existem certas pessoas que não nascem pessoas,mas que nascem monstros, porque faltam traços de humanidade e caráter que as distinguem das demais pessoas.

Não sei se estou sendo radical, mas acho que é esse o caso dessa menina. Quer dizer, qual caráter e moral essa menina tem? De onde ela herdou esses traços? Não imagino que os pais dela a criaram para ser assim, mas que isso foi algo que nasceu com ela.

Falta alguma coisa nela que a faz diferente da maioria de nós, e que distorce completamente o modo como ela vê o mundo e, por esse motivo, ela consegue justificar na cabeça dela que as coisas que tem feito são coerentes.

Viajei na interpretação do livro...

Anna M. disse...

Puta e feia.

Madi Muller disse...

Desde que eu li sobre essa historinha baixa fiquei com nojo dessa menina.Vergonha alheia!

Anônimo disse...

PUTA PUTA PUTA. Deve ser chamada e tratada como tal.

Luana disse...

Pois eu nem sei o que me enoja mais nessa história de leilão de virgindade. Talvez pelo fato de que esses leilões de virgindade acontecem em tudo que é prostibulo do mundo com crianças de 12,13,14 anos, que são "vendidas" como mercadoria. Acho que isso é muito mais revoltante do que uma garota imatura e mediocre que apenas quer os seus 15 minutos de fama como qualquer pessoa sem talento que de repente ganha alguma atenção.

Candi disse...

Améééééém, alguém em sã consciência! Achei que fosse só eu quem pensasse assim! Faz Hoooooooooras que eu ando falando isso por aí, e me desculpe a franqueza, mas é isso mesmo: quem dá o rabo em troca de dinheiro é puta! #ProntoFalei!

Anônimo disse...

será que realmente ocorreu tal proposta ou foi só jogada AND será que ela realmente é virgem?
será que as putas não ficam ofendidas com gente como essa criatura aí, gente? eu ficaria...

Juliana RNA disse...

Feia, feia, feia de dar dó e ainda tem quem pague uma fortuna por esse traste.

Que homens nojentos e doentios tb, eu hein?

Anônimo disse...

Na boa, ngm eh puritano, mas fazer da sua vida sexual um leilão e um evento eh faltar moral, limites! E pior, fazer disso como se fosse algo normal e legal incentivando cada vez mais o desrespeito entre as pessoas. Andamos egoístas ja. E ainda tratamos do que temos de mais intimo como um objeto à venda, nao nos sobra mais nada. Dignidade, amor, irmandade, nada! So o apreço pelo dinheiro, acima de qlq coisa.

Anônimo disse...

Minha gente vcs ainda acreditam em papai Noel?? Eu acho que toda essa historia e tudo mentira,não existe japonês Porcaria nenhuma e tudo marketing,onde já se viu uma menina feia dessa perder essa fortuna! Isso e tudo H dessa oportunista..

Anônimo disse...

Se essa historia é mentira, essa guria é muito pior do q imaginei. Pq fazer a fama e não deitar na cama? É uma doente, mercenária.

Ju Passos disse...

SEXO + DINHEIRO (ou outros benefícios) = PROSTITUIÇÃO.

E ponto final!

Jackie Lima disse...

Que bom que o nosso país ainda tem gente sensata! Fala sério, esta estória de leilão é óbvio que é puro marketing: Primeiro "leiloa", depois o cara não aparece, aí ela decide não dar a mercadoria(além de tudo, caloteira!), e agora "estuda outras propostas". Já ví muita coisa em nome da fama, mas essa garota é tão repugnante que não merece nem a nossa atenção!

Nathália disse...

"Seja puta, mas seja digna". FAIL!
Gente, pra quê polemizar tanto o fato de a menina ter se prostituído ou não?
Jamais vou entender porque tanta gente perde tempo discutindo isso. A prostituição é uma profissão digna como qualquer outra, mas sem dúvida, mais degradante!

Elaine disse...

É igual a essas mulheres que dão para jogadores de futebol, que tem um empreguinho de assistente de palco e se dizem "modelo e atriz". Tudo para não dizer a verdade que todos já sabem: são putas!

lea disse...

apoiado, ela e prostituta sim, quer dizer que porque é virgem muda o que, não vai ser paga pra dar a xana montana tb??? se ofender é bom ne? bjs

Anônimo disse...

Ale eu adoro qdo a sra. solta a liguinha, vc é d+!

Eu fico em duvida se foi marketing mesmo. Acho que ela entrou nessa e a proporcao foi além. Tambem acho que ela foi bem espertinha e se aproveitou bastante da proporcao que a coisa ganhou pra faturar uma bela bolada.
Tenho um pouco de dificuldade em concordar com a necessidade dela assumir qualquer coisa, afinal o que ela faz ou deixa de fazer é probelma dela e nesse caso oque ela fez foi bem explicito. Agora eu preciso concordar com vc que nao da pra negar tambem né, afinal de contas ela negociou sexo, pronto!
Por fim, eu preciso ser franca e dizer que eu sempre tento compreender a menina. Ela viu uma oportunidade e agarrou, porem a bela é jovem e tem um pouco de dificuldade em lidar com isso e pra piorar o relacionamento familiar dela certamente mudou, a sociedade de um modo geral certamente taxa ela, os amigos, aqueles que convivem com ela no dia a dia, em fim... ganhou bastante mas nao deve ser facil nao...

Aline

Anônimo disse...

Ale eu adoro qdo a sra. solta a liguinha, vc é d+!

Eu fico em duvida se foi marketing mesmo. Acho que ela entrou nessa e a proporcao foi além. Tambem acho que ela foi bem espertinha e se aproveitou bastante da proporcao que a coisa ganhou pra faturar uma bela bolada.
Tenho um pouco de dificuldade em concordar com a necessidade dela assumir qualquer coisa, afinal o que ela faz ou deixa de fazer é probelma dela e nesse caso oque ela fez foi bem explicito. Agora eu preciso concordar com vc que nao da pra negar tambem né, afinal de contas ela negociou sexo, pronto!
Por fim, eu preciso ser franca e dizer que eu sempre tento compreender a menina. Ela viu uma oportunidade e agarrou, porem a bela é jovem e tem um pouco de dificuldade em lidar com isso e pra piorar o relacionamento familiar dela certamente mudou, a sociedade de um modo geral certamente taxa ela, os amigos, aqueles que convivem com ela no dia a dia, em fim... ganhou bastante mas nao deve ser facil nao...

Aline

Anônimo disse...

Excelente post, Alessandro!
Concordo totalmente!

Cleo disse...

Ale, vou dar palpite em sua conversa com a Jo. Já aconteceu comigo de publicar um comentário e depois ele ter desaparecido. Na época achei muito estranho e achei que talvez vcs tivessem excluído porque o assunto era polêmico. Então,concluo, é algum " tilt". Mas voltando ao assunto: é uma vagabunda, mesmo. bjs

Marcia disse...

Dignidade de assumir o que se faz?

Quando foi que você virou um tremendo machista, puto de marca maior, se permite o uso do termo, já que este para você 'só' traz 'dignidade' para quem o ostenta.

Ora, o corpo é dela, a interpretação para o que ela fez, também é dela. Ela continua com o direito de achar que o que fez não é prostituição, ou seja o que se diz sobre uma mulher que não segue os padrões sobre o que é 'perder a virgindade'.

E eu que achava que só pastores fundamentalistas, daqueles que acham que todo gay não é digno, é que pensam que suas regulações morais são as únicas válidas para descrever o mundo. Mas pelo visto, estou enganada.

A misoginia anda solta, já que nenhuma mulher pode fazer o que quiser com o corpo e ser livre de ser julgada por algo que só lhe diz respeito.

E sim, estou aqui lendo e comentando, por que sou dessas feministas radicais que acham que toda mulher, a Grechten inclusive, é gente. Independentemente do que pensa e faz, mesmo que seja contrário a minha moral, já que direitos iguais implica na saudável ideia de que cada vive os seus do jeito que der na telha, sendo que cada um de nós é responsável pelo respeito ao direito do outro. Para a constituição não há diferença alguma entre você e a Gretchen, vocês são ambos iguais. E seria digno da sua parte reconhecer isso. Dever moral mesmo, coisa que se espera de um ser humano.

O seu post nem de longe é uma defesa das prostitutas, é sim uma defesa raivosa do que as mulheres não deveriam fazer com o próprio corpo, separando as dignas das não dignas.

Sinceramente, o que te importa? Quem te deu o direito de dizer o que vale e o que não vale para outras mulheres? O machismo?

O que ganhamos com post como este, além do ódio óbvio e generalizado contra qualquer mulher que não seguir determinados padrões morais?

Ah, mas é sua opinião. É verdade, graças as feministas radicais, numa democracia, não vale nem um centavo a mais do que a opinião da Catarina e não tem nenhuma autoridade moral sobre a dela.

Anônimo disse...

Parabéns Ale!
Eu sempre achei isso. Ano passado fui preterida numa promoção porque a colega de trabalho se permitia ser "íntima" do chefe em reuniões após o expediente. As mulheres tem que se unir contra estes tipos que só mancham a nossa reputação. Tá na hora da sociedade colocar o nome nos bois.
Bjs,

Alessandro disse...

Cleo, pois é. tb achei esquisito, pois eu recebo os comentários via e-mail, então quando fui responder o dela tinha desaparecido. mas como ela mesma disse, o importante é que eu li. beijos

Alessandro disse...

Meninas, que bom saber que vocês tem uma opinião formada de que mulheres não precisam se vender. e quando se vendem, não precisam ficar indignadas quando são acusadas de prostituição. se vendem o corpo, tem mais é que assumir isso, não? beijos

Anônimo disse...

to achando essa discussao mto pesada... posso nao concordar com oq a menina fez, mas isso tem a ver com minha posição, nao com uma verdade absoluta. como disseram aí em cima, ela continua sendo humana, e tendo direitos sim, e acho que chamarem de putas, vagabnundas, sujas, poxa... depois discutimos direitos humanos aqui, soa muita contradição!! tem gente que pensa exatemnte isso de gays, negros, mulheres...e nao entra na cabeça deles que estao errados tb entende? ou seja, acho que, mesmo se nao concordamos, nao custa abrirmos um pouco a cabeça e sermos mais humanos, pq podemos estars endo iguias essas pessoas radicais que criticamos em outros posts... pq naos abemos nada da vida dessa garota, da criação dela, do que ela passou,e das prostitutas em geral para saber oq levou cada uma delas a tomar as decicoes que tomaram...

sem polemica, apenas uma reflexao... q eu julgo valida, acho que rever nossos valores sempre é valido.

abçs

Dan

Alessandro disse...

Dan, entendo teu ponto de vista sim. Mas só quero dizer que todas as citadas, principalmente a Catarina, foi divulgado que nenhuma estava passando fome, e fizeram pela coisa do dinheiro fácil mesmo. e o problema que elas fazem o mesmo que as meninas que estão na esquina e mesmo assim não querem reconhecer que o que fizeram foi prostituição.

Anônimo disse...

eu entendo Ale, como eu disse, tb nao concordo com o estilo de vida dela, mas sempre acho muito pesado qdo vejo comentarios do tipo: puta, suja, vagabunda... pq independente de questoes que envolveam dinheiro, se ela passava fome ou nao, nao sabemos como foi a infancia dela, adolescencia, se ela sofreu algum abuso, a que tipo de estimulos ela estava exposta,ou seja, nao temos ideia de como é a vida dessa e de outras garotas entende? já ouvi cada caso nessa vida, de arrepiar! e a maioria nao tinha relação com questoes financeiras...as vezes são disturbios de outra ordem... por isso, por mais que seja uma escolha que eu, particularmente nao concorde, até pq é sim muito degradante, prefiro nao julgar de maneira tao pesada qto a mulherada fez aqui, pq desconheço oq está por tras disso...

nao acho que todas tb tem razoes obscuras por tras, mas muitas sim, erntao, prefiro nao julgar...

Beijos Ale!!!

Dan

Alessandro disse...

Dan, o que acho que pega é a glamourização disso, sabe? as meninas hoje em dia estão perdendo os valores, e assim sendo, procuram o caminho mais fácil, independente se tiveram boa vida ou não.

Anônimo disse...

Isso tb me preocupa e muito, a mídia dá muito espaço para pseudocelebridades...qual sua profissao? personaliddae da mídia! é oq mais ouvimos por aí! vai ver oq a pessoa precisou fazer para chegar a ser uma "personalidade" da mídia... geralmente caminhos beeem degradantes... bem triste! acho que isso sim a midia deveria falar sobre, e muito!!

Bjosss

Dan

Alessandro disse...

é disso que falo. as meninas cada vez se desvalorizam mais em troca de aparecer! beijosssssssss

Anônimo disse...

o pior é a midia em cima dessa P%$%#

Moda...y otras cositas mas! disse...

Nossa Alê, que babado que tá isso aqui. Bem, não acho legal o povo que tá chamando a menina e galinha, puta, vaca, vadia e tudo mais. Até pq não precisa ser prostituta pra ser galinha né verdade? Conheci várias galinhas e nunca soube que elas cobravam pela putaria. Era 0800 mesmo.
Agora, que é fato que o que ela fez foi prostituição, foi né!? Vendeu o corpo e recebeu em grana. Se isso não é prostituição tb não sei o q é então!
bjs
Mary

Alessandro disse...

Mary, pois é. Mas tem gente que ainda assim consegue defendê-la dizendo que a menina não se prostituiu! É a tal da inversão de valores!

Beijos

disse...

O Alê não esta criticando o q elas fazem com o corpo delas. Ele só acha hipocrisia ela vender a virgindade e achar q não é prostituta naquele momento. É a hipocrisia dela, achar q é melhor q prostitutas q se assumem. Procurem o significado da palavra prostituição.

-Prostituição é a troca consciente de favores sexuais por dinheiro.
- Atividade de quem obtém lucro através da oferta de serviços sexuais.

Portanto, se ela consumir o ato e ganhar por isso, ela é, ou melhor, foi prostituta naquele momento. É muito mais simples do q se acha.
O termo é esse! Se ela ganhar dinheiro com isso, é prostituição.
Ninguém tá xingando essa mulher pq ela se prostituiu, ou vai, mas sim pq ela é uma hipócrita, uma malandra q se acha especial e diferente de tantas mulheres q se prostituem. Pelo contrário, ela vale muito menos, mas não pq está vendendo a virgindade (q é dela) mas vale menos, pq não assume seus atos, jogou na mídia isso tudo e se acha diferenciada. Valor tem a mulher q assume seus atos, q bate no peito e fala faço mesmo! Pq ela, a Gretchen se acham diferentes de uma mulher q fica na rua? Pq elas se acham especiais?
Não são! Não valem nada, pq não assumem suas escolhas. Sou muito mais uma Bruna Surfistinha q usou a mídia, ficou conhecida e assumiu, não veio com papinho furado.
A revolta é de achar q as pessoas são idiotas!

Marcia disse...

Olha quem está achando que ela se acha melhor do que qualquer prostituta são vocês.

E o termo é prá lá de pejorativo, tanto que muitas preferem profissional do sexo.

E as meninas estão perdendo os valores?
E os homens que as contratam não estão perdendo nada mesmo...

Acho terrível essa regulação sobre o comportamento das mulheres. Tem muita menina prostituta que faz sexo por dinheiro por que quer. E isso é perda de valores para quem?

As meninas deveriam se valorizar? Eu acho mais coerente os homens pararem de ser preconceituosos, já que esta miopia de gênero é um pé no saco.

Anônimo disse...

Termo pejorativo pq? profissional do sexo, prostituta, dá tudo na mesma, é só um termo, não muda em nada. Ok, a Catarina e a Gretchen são profissionais do sexo, pergunta pra elas se elas vão aceitar essa terminologia. Não, vão. E vc acha q pq? Pq elas q não são, só q elas são ou foram, é isso. Vai ver como essa Catarina ficou indignada e depois vem argumentar q ela não é hipócrita e q não se acha melhor.

Luciana disse...

Muito bem!! disse tudo, aquelas que casam por dinheiro também se prostituem e as vezes nem se dão conta disso.. ou preferem nao ver!

Érica disse...

Concordo! Respeito a todas que trocam sexo, amor e etc por dinheiro, benesses materiais e afins...rs. Tem que assumir!

Gilda Furacão disse...

é jovem e sadia? por que não alugar o utero materno, gentem?! bem melhor do que sair vendendo a vagina poraí...

Anônimo disse...

Gente o que é essa história de valores?! O que são esses tais valores ou a inversão deles? Quem define isso? Acho muito parodoxal defender os direitos dos negros, dos homossexuais e das mulheres como já vi várias vezes aqui e depois publicar um post como esse, propagando um certo tipo de moralismo (machismo mesmo) quanta ao comportamento dessa menina. Não sei nada de seu história, mas estou chocada com o julgamento que as pessoas fazem dessa menina. Qual é o problema dela leiloar a virgindade dela e não querer ser chamada de prostituta? O corpo é dela e ela tem direito sim de não querer ser rotualada do que quer que seja. Só para constar, o que se chama de valores é o que racistas utilizam para dizer que negro é inferior, que os homofóbicos utilizam para dizer que "normal" é homem com mulher, que a mulher tem que ser "pura" e ser preservar.

é uma opinião...

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

Moda com preços incríveis você encontra aqui!
Moda com preços incríveis você encontra aqui!

Não quer mais receber nossos e-mails? Cancele aqui
Não consegue visualizar o e-mail? Acesse este link

Adicione conteconosco@posthaus.com.br aos contatos
 
 
Até 5x sem juros Troca e Devolução Grátis Atendimento 47 3331-6666 | 11 4062-5476
Posthaus
Feminino Plus Size Infantil Calçados Masculino Lançamentos Promoções
Vestidos Blusas Macacões Saias Camisas Calças Marcas
 

Estas ofertas são válidas até 09/02/2017 ou enquanto durarem os estoques.
Frete Grátis (Entrega Normal) nas compras acima de R$ 199,99 para as regiões Sul e Sudeste do Brasil.
Parcele as suas compras em até 5x sem juros. A parcela mínima é de R$ 29,90.
Caso haja divergência de preço ou descrição do produto entre este e-mail e o site, a condição válida a ser praticada será a do site.

Você recebeu esta mensagem porque se cadastrou na nossa loja e optou por receber e-mails promocionais.
Respeitamos a sua privacidade e caso não queira mais receber nossos e-mails
acesse aqui.
Sentiremos a sua falta :(                                                       Veja a política de privacidade do Posthaus.com

Central de atendimento disponível de segunda à sexta-feira das 8h às 20h, e sábado das 9h às 18h.
Quer falar com a gente?
conteconosco@posthaus.com.br ou 47 3331-6666 | 11 4062-5476
Endereço: Rua 7 de Setembro, 1069, 1º andar - Sala 10A - Centro - 89010-207 - Blumenau - SC - Brasil

Não consegue ver a imagem? Clique aqui.