RSSTwitter

quinta-feira, 7 de março de 2013


Um Mórmon Saindo do Armário

 Hoje, como não tive tempo de falar sobre a palhaçada que foi terem escolhido como novo presidente da Comissão de Direitos Humanos do nosso país aquela criatura racista e homofóbica do pastor Marco Feliciano, resolvi mesmo foi mostrar para vocês que o problema em ser gay existe mesmo na cabeça de gente, no mínimo, enrustida! Porque ainda não entra em minha cabeça o motivo do povo viver se preocupando com o rabo alheio! Afffffffffffffffffffffff!!!!

A prova de que existem sim, pessoas religiosas e bem resolvidas quanto a sua homossexualidade e a dos outros, está no vídeo do jovem americano Jimmy Lee Hales, estudante da Brigham Young University, de Utah, nos Estados Unidos, que é gay e mórmon, e resolveu se assumir perante aos amigos e familiares. 

Para tanto, Jimmy resolveu gravar em vídeo as reações das pessoas quando declarava sua sexualidade e, embora todos se surpreendessem, ninguém foi visto sendo negativo perante tal fato. 

Sinal de que cada vez mais os homofóbicos, graças ao meu bom Deus, que eu não sei se é o mesmo do pastor Marco Feliciano e nem do Malafaia ( Marília Gabriela feelings ), estão se tornando figuras patéticas, desnecessárias e totalmente obsoletas em nossa sociedade atual.

Vídeo: Youtube 


Pra se ligar que o único monstro que habita o armário é você mesmo!

6 comentários:

Anônimo disse...

Sou evangélica e passei por isso recentemente, com um amigo que conheço há anos.
Ele me contou que era homossexual e que estava indo viver com um outro rapaz.
Pessoalmente, penso assim: eu prefiro amar e respeitar ele, pela pessoa que ele é, pelo que conheço dele e por tudo que já vivemos juntos. Somos diferentes? Sim, somos. Mas prevalece o respeito e a amizade acima de tudo.
Obviamente, e infelizmete, essa não é a opção da maioria dos evangélicos e, por causa da opção que fiz em manter a amizade desse rapaz, também acabei sendo julgada por muitos evangélicos.
Acho triste, acima de qualquer coisa, que as pessoas não se respeitem e que prefiram julgar à amar o próximo.
Eu sempre digo: Eu escolhi o AMOR em vez do ódio e creio que o Deus que eu amo, também é amor e prefere amar do que odiar. Não sei se estou certa ou não, mas não quero ser uma das pessoas que jogam pedras nas outras.

Anônimo disse...

Great post. I used to be checking continuously this weblog and I'm impressed! Very helpful info particularly the final phase :) I handle such info much. I used to be looking for this particular information for a very lengthy time. Thanks and best of luck.

Also visit my web blog :: minecraft for free
Also see my web page :: minecraft for free

Analice disse...

Muito legal o vídeo!E mais ainda o relato do anônimo acima!

Anônimo disse...

Hummm, ele é mórmon mesmo? não creio. Talvez ele seja como as pessoas dizem, sou católico, mas nunca vão a igreja, não seguem a religião em si, enfim, até a mãe é muito alegrinha, diferente das posturas dos mórmons, pelo menos dos que eu conheço em Salt Lake City, Utah.
De qualquer maneira ainda chegará o dia em que as pessoas não terão necessidade de explicar sua orientação sexual, assim espero.

Anônimo disse...

Parabéns pro anônimo lá de cima! O mundo seria melhor se existissem mais pessoas assim.

Alessandro disse...

se ele não fosse mórmon mesmo a comunidade religiosa já teria falado algo a respeito do vídeo, não é? pensa nissso!

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs