RSSTwitter

quarta-feira, 10 de abril de 2013


Playboy ladeira abaixo

Nos anos 80/90 até o comecinho da década atual, para sair na capa da revista Playboy tinha que ser maravilhosamente famosa e linda, ou uma dessas duas coisas. Então o que haviam eram capas maravilhosas, estreladas por gente do naipe de uma Luíza Brunet, Xuxa, Maitê Proença, Monique Evans, Bruna Lombardi, Vera Fischer, Lídia Brondi, Marina Lima, Claudia Raia, Lúcia Veríssimo, Luciana Vendramini, Chistiane Torloni, Ioná Magalhães, Sonia Braga, Betty Faria, Cristiana Oliveira, Maria Padilha, Alessandra Negrini, Mara Maravilha, Deborah Secco, Juliana Paes, etc. Todas mulheres mais do que desejadas de sua época, e muitas ainda sendo até hoje. Pois para sair na tal revista realmente tinha que ter cacife para vendas, com ensaios para lá de sofisticados e babadeiros. E mesmo quando aparecia uma que ainda não fosse tão estrela como essas citadas, eram de um naipe de uma Paquita, de uma Feiticeira, de uma Tiazinha, de uma dançarina do É o Tchan e por aí segue a constelação de mulheres que foram desnudadas em suas páginas, só para vocês sacarem como eram as coisas.

Sendo assim, todas as capas da tal pulbicação chamavam atenção absurda na banca de revistas, sendo expostas sempre em  destaque, com grandes posters e em primeiro plano. Algo que não acontecia com outras publicações com nudez feminina, que geralmente ficavam bem escondidinhas por contas de suas imagens tôscas, cafonas e explícitas.

Mas hoje em dia os tempos são outros e a Playboy já pode requisitar  "correndinho" o seu cantinho bem lá no fundinho das bancas, porque essa capa tá mais do que condizente com aquelas de putaria da grossa...

Foto: Reprodução


 Né verdade?

16 comentários: