RSSTwitter

quarta-feira, 2 de abril de 2014


Campanha de Maquiagem Inspiradora

Geralmente as campanhas publicitárias de maquiagem mostram a mulher como exemplo máximo da mais pura perfeição, bastando apenas de alguns retoques para enaltecê-la com seus mágicos produtos, né vero? Nos fazendo crer que, com apenas o uso daquele batom ou sombra "bapho", a pessoa se tornará tão bela quanto a modelo presente nos anúncios de beleza.

Já a linha de cosméticos Dermablend resolveu fazer o contrário e mostrar qual é a verdadeira função da maquiagem: esconder aquilo que você não deseja mostrar. Seja por vaidade, ou mesmo por não querer se expor ao preconceito de outrem, já que a linha de cosméticos corretivos da marca são utilizados por pessoas com leves ou graves problemas de pele, e assim sendo, a sua publicidade pode ser vista por todos sem conflitos maiores nesse quesito, mesmo sendo poderosa e impactante, por não se tratar apenas de vaidade, e sim sobre libertar-se de estigmas sociais para viver uma "vida normal".




Vídeo: Dermablend


Vídeo: Dermablend




Acho super louvável que as pessoas que sofram problemas da pele tenham a opção de mascará-las, se assim desejarem. Só não concordo é elas façam isso apenas para se adequarem aos olhos das outras pessoas...

12 comentários:

Anônimo disse...

Mas é óbvio q as pessoas fazem por elas e pelos outros. Acho q é muito utopia pensar q nesse caso não se deve fazer para se adequar aos olhos dos outros. Por favor, todo mundo quer ser aceito e nesses casos são casos graves. É muito fácil qnd não temos graves problemas vir com esse discurso. A mulher com esse sério problema de acne me lembrou uma amiga q tinha uma pele assim, até pior. É chocante, e me lembro do sofrimento dela, pq não é fácil, não é bonito de se olhar, não é fácil lidar. Todo mundo quer ser aceito, quer ser bacana e sinceramente não vejo algo tão terrível nisso, é natural e faz parte, Principalmente qnd se tem um problema realmente sério como nos casos mostrados.

Alessandro disse...

Sim, meu amor! Mas o discurso do meu texto é que a pessoa faça se quiser! Quem estiver puta que pariu para que os outros pensem, que ande feliz e de cabeça erguida do mesmo jeito! Só isso!!!

Caroline Beltrame disse...

Eu lembro desta moça da acne. Ela ficou bem conhecida no Youtube por isso mesmo, por fazer tutoriais de pele para pessoas com o mesmo problema que elas.
Essa coisa de aceitação é meio complicado. Acho que primeiramente a pessoa faz algo para "se aceitar", se sentir melhor e depois em segundo plano vem a sociedade.
Sei como é isso. Tenho uma pequena cicatriz acima da boca e demorei anos para conseguir aceitar isso e nunca foi motivo para outras pessoas me julgarem. Eu sempre me julguei primeiro e esse é o principal problema. Quando você se aceita primeiro, tudo fica mais fácil. Começar de cabeça erguida é o primeiro passo para todos os problemas

Beijos!

Hard Sakura

Anônimo disse...

Alê, meu primeiro emprego foi na Dermatus, uma farmácia de manipulação no R
RJ, eles faziam uma base excelente que era muito usada pelos atores da Globo, pq como era manipulada era feita exatamente na cor de pele da pessoa! Enfim, vi lá um trabalho exatamente assim, a base era desenvolvida para pacientes da Santa Casa que tinham problemas severos de cicatrizes de acne, cicatrizes de acidentes, vitiligo, etc que se sentiam mal pq vamos combinar, por mais que vc se aceite, algumas pessoas se sentem constrangidas por serem apontadas na rua como se tivessem uma doença contagiosa. Um desses casos foi de uma menina de 14 anos que não saía de casa, pq tinha vitiligo no rosto
e tadinha tinha muita vergonha pq na escola sofria o bullying, o maquiador da farmácia conseguiu com o farmacêutico uma base exatamente no tom dela, quando a menina maquiada se olhou no espelho e se viu com o tom da pele do rosto homogêneo ela começou a chorar, os pais dela, o maquiador e todos nós que estávamos na farmácia choramos juntos. Acho que foi um dos momentos mais lindos que já vivi na vida profissional, ver que uma coisa desenvolvida por vc pode dar bem estar e confiança para uma pessoa! Ela saiu de lá radiante e decidiu naquele dia voltar pra escola e fazer a sua festinha de 15 anos! Bacana não?

Beijos
Ana Cintra

Anônimo disse...

claro que as pessoas vao fazer para se sentirem aceitas. ou vc ja teve a experiencia de ter vitiligo como o primeiro caso, e sair com a cara metade branca metade negra, na rua, e sentir todos os olhares julgando vc? quem estiver puta que pariu pros outros, como vc disse, que saia sem nada, mas é incrivelmente dificil encontrar alguem assim, porque infelizmente todas essas pessoas passam por discriminaçao desde a infancia e é muito facil simplesmente ACHAR que alguem vai ter uma atitude dessas. É MINHA OPINIAO OK ALESSANDRO, NAO FIQUE BRABO POR EU ESTAR EXPRESSANDO-A.

Anônimo disse...

Nossa, muito legal a campanha e os produtos certamente são perfeitos. Também acho difícil lidar com a opinião dos outros justamente porque já nascemos querendo ser aceitos pelos pais, pela família, pela sociedade. Não deve ser nada fácil ter um problema destes e sair de cara lavada na rua. Admiro quem tem este total desprendimento.

Alessandro disse...

Então, eu sei que existe esse apelo para aceitação, mas deve-se combater isso do preconceito, não só para as pessoas que não possuem uma pele de pêssego como qualquer outro tipo, porque nem todo mundo, nesse caso, tem condições de pagar por produtos caros. Agora imagina uma menina do subúrbio porque tem vitiligo e não pode comprar esses produtos, vai fazer o que? Ficar dentro de casa? Usar burka? O vídeo expressa bem que não precisamos esconder o que somos. Por isso que volto a dizer que a pessoa use para seu bel prazer, assim como qualquer outra pessoa que não tenha problemas de pele usa e não só para aparecer mais aceitável para os outros!

Pri Bretas disse...

Eu sofri com psoriase durante 17 anos e tentava de todas as formas mascarar minha doença que se alastrou por todo corpo. Infelizmente nenhuma maquiagem amenizava a situação....fico feliz qd vejo uma propaganda dessa. As vezes a gente quer so se sentir normal, sem ser alvo de olhares e comentários maldosos, preconceituosos. Falo por mim...pelo q eu sentia.
:)
Obrigada por disponibilizar esses vídeos ale! :)

Alessandro disse...

Pri Bretas por nada, linda! Beijos

Letícia Pontes disse...

Que bonita campanha!
O que para a maioria de nós pode parecer ser "simples", pra essas pessoas podem ser a causa de feridas profundas. Louvável!

Cris disse...

A minha mãe tem essas manchas brancas, vitiligo, ela não é negra, ela tem pele clara e no rosto quase não aparece, pois ela usa muito protetor solar sempre
mas nas mãos, dá pra ver bastante, já que os braços pegam mais sol..
ela não liga, e eu pra ser bem sincera nem noto mais, por conviver 25 anos com ela assim... mas já teve gente que perguntou pra ela se é contagioso, teve gente que olhou com 'medinho' , ou 'nojinho' , como se fosse algo pavoroso..
sendo que é apenas uma pele sem pigmentação, não tem nada de anormal ali!
uma colega minha já me perguntou 'o que sua mãe fez na mão??'
e eu achando que ela tinha machucado, olhei rápido.. e não vi 'nada' ... daí ela continuou 'pq está tudo branco.. queimou? o que ela fez?'
aí expliquei o que era...
ela tem nas mãos, nos pés, no rosto, embaixo do braço, no joelho.. a única que incomoda mesmo ela, é uma bem em cima da cabeça, que daí por causa da mancha, o cabelo ali nasce branco.. mas ela pinta.. e tudo certo..
=)

Anônimo disse...

E sabe de uma coisa, às vezes você só quer passar despercebido. Vcs falam muito em julgar, blablabla. Mas a maioria das pessoas olham por curiosidade, às vezes são olhares piedosos, às vezes maldosos, mas no fim olham pq vc tem estampado no meio do rosto algo muito incomum. Igual ver uma girafa verde de bolinhas preta. E ser diferente, com atitude, cansa... Daí existem recursos para todos, inclusive para se sentir lindo por que os olhares dos outros não lhe são mais dirigidos com aquela cara de interrogação. São neutros. E, afinal, qual problema em querer ser só mais um, esteticamente, falando. Ter atitude é outra coisa...

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs