RSSTwitter

segunda-feira, 7 de abril de 2014


Resenha - "A culpa é das estrelas"

Fui na ânsia de ler ”A culpa é das Estrelas”, escrito por John Green, pela badalação, confesso. Ânsia essa que terei que refrear no futuro, pois sempre acabo me decepcionando com esses livros que “todo mundo” tá lendo e elogiando...

Sabia que o tema era pesado, no caso a trama versa sobre Hazel, uma adolescente com câncer terminal que, por um milagre da medicina, tem seu tumor encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver por mais alguns anos. E aí é que ela conhece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer um garoto bonito chamado Augustus Waters e eles vivem uma história de amor entre os trancos e barrancos da tal doença.


Bem, pelo que havia lido sobre, eu achei que isso seria tratado de forma mais leve, divertida, romântica e não tão chata quanto foi! O problema é que não consegui me envolver nem com a trama, arrastadíssima por sinal e, muito menos, com seus personagens mal trabalhados, que carecem de ter um pouco mais empatia com o público leitor. É triste? É. É melancólico? É sim. É uma overdose de chatice elevada ao extremo? É e muito!



Mas entendam que não é por conta do fatalismo da doença na trama que a coisa desandou para mim não, tá? Afinal, já li outros livros, e assisti outro tanto de filmes, que eram focados em alguma fatalidade do tipo e, mesmo assim, conseguiram me emocionar e fazer gostar dos mesmos. O problema de ”A culpa é das Estrelas” é que nada parece ser atraente o suficiente para prosseguir nas suas páginas. Tanto é que demorei um bocado de tempo para terminar um livro de apenas 288 páginas, pois o tesão de ler não aparecia nunca no decorrer da leitura, fazendo com que eu fizesse aquilo apenas por obrigação de saber como terminaria a história.


Resumindo, só achei mesmo interessante foi o autor do livro colocar a “culpa nas estrelas” quando o erro desse livro ser tão enfadonho deve ser creditada apenas a ele próprio... E não! Definitivamente não irei pagar para ver a adaptação cinematográfica, que tem estreia no Brasil agendada para o dia 05 de junho e cujo trailer você pode catar aí embaixo.

Vídeo: FOX Filmes do Brasil

13 comentários:

Leca Lichacovski disse...

Alguém que me entende! \o/

Daiana Bogo disse...

Ale,

Ja leu "Como eu era antes de vc" Jojo Moyes? Do meu ponto de vista é um livro espetacular, chorei e sorri com ele. Recomendo.
Tenho o arquivo em pdf inclusive, se quiser posso te enviar.

Abraço!

Sabrina Bittencourt Fagundes disse...

achei fraquíssimo. oi? onde é pesado issae

Ana Carolina Teixeira disse...

Eu gostei do livro, mas realmente não é de outro mundo como dizem. Acho que se eu tivesse 15 anos, a trama seria mais interessante, já que o livro é totalmente voltado para o público adolescente. Vale a dica para best sellers com temas tristes, não deixe de ler os livros do Khaleid Hussein, "O caçador de pipas", "A cidade do sol" e "O silêncio das montanhas", são viciantes!

Anônimo disse...

É livro juvenil né? É voltado para adolescente, então a maioria dos adultos não vai curtir.

Anônimo disse...

Esse livro é mais para adolescente. Minha filha e as amigas são apaixonadas nele.

Helena disse...

Eu gostei muito do livro! Além de ler eu recomendei pra amigos que leram e também gostaram. Acho que você não gostou por esse motivo mesmo que as pessoas citaram, é um livro voltado pra adolescentes. Um livro que fala de uma doença séria, em crianças e adolescentes, mas que no final deixa uma grande lição, o que importa nessa vida não é quanto tempo de vida você tem, mas sim aproveitá-la ao máximo ao lado das pessoas que você ama! Piegas? Talvez... Mas eu gostei! Acho que eu tenho uma alma adolescente! kkkkkkk...

Alessandro disse...

Gente, desculpem, mas eu adoro literatura adolescente! Então não foi por isso que eu não gostei

Ana Paula disse...

Achei chatérrimo, nao fui em frente. Li recentemente A Lua de Mel (sofhie kinsella) é muuuuito bom, dei muita risada!

Anônimo disse...

Eu achei bem infantil. Tbm gosto de leitura juvenil, mas esse é beeeem juvenil mesmo. Fora q é chato, o menino ainda é bacana, mas ela é um purgante de chata. Mas o filme acredito q vá ser bacaninha, melhor q o livro. No filme provavelmente as partes chatas serão cortadas.

Leocádia Joana disse...

0 único infanto-juvenil que li todos os sete foi do Harry Potter, outros do gênero, não tenho a mínima paciência!

Anônimo disse...

Também li, na empolgação das críticas favoráveis. Achei meia boca, talvez por ser pra adolescente, sinceramente eu não recomendaria pra alguém que estivesse com câncer.
Recomendo: TEMPO É DINHEIRO de Lionel Shriver, esse é um soco na barriga.
Também é sobre alguém que descobre ter câncer, alguém que espera a aposentadoria pra "aproveitar a vida" e é atropelado pelas circunstâncias. Analisa o relacionamento entre parentes, amigos, que se afastam por não ter coragem de enfrentar a doença.

juliano cesar de oliveira disse...

Oi adorei sua resenha....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

toptherm
Top Therm
Top Therm
Top Therm
Top Therm