RSSTwitter

quinta-feira, 14 de agosto de 2014


#fatkini

Vem chegando o verão. O calor no coração. Essa magia colorida. Coisas da vida...

A voz da cantora Marina Lima entoando a canção “Uma Noite e Meia” é, geralmente, o prenúncio da chegada da estação mais esperada do ano no Brasil. Pelos outros, não por mim...

Não que eu seja um daqueles adeptos ferrenhos dos tempo frio. Até porque moro em um local que não tem, exatamente, um inverno propriamente dito. Apenas chuvas intercaladas com um sol de lascar a cachola. Mas o que, realmente, não me apetece com a chegada do verão é essa coisa de todo mundo ter que se jogar na praia ou piscina!

Explicando melhor: a gente vive criticando e falando da ditadura do corpo imposta pela sociedade, mas, mesmo assim, acabamos por ajudar na propagação dessa ideia que todo mundo precisa mostrar um corpo magro, sarado ou qualquer coisa do gênero, quando nos negamos a exibir nossos corpos fora de forma, no sobrepeso, etc., com medo de sermos zoados pelas outras pessoas, não é verdade?

Eu confesso que sou uma dessas pessoas temerosas. Pois moro em uma cidade litorânea, mas entra verão, sai verão, e só me atrevo ir à praia nas minhas férias durante a semana, quando sei que terá pouca gente nas areias. O problema é que tenho um bucho que tenho sofrido para exterminá-lo e, saibam vocês, o meio gay é bem pior e crítico nesse quesito de julgar os corpos alheios. Porque se você não tem uma barriga tanquinho, você é simplesmente gongado e ignorado por todos. Agora imagina minha situação, né? Desfilar de sunga perante essas viadas narcisistas nem pensar!!!!!!!!!!

É por isso que dá vontade até de ser um desencanado hétero ( Mentira! Não dá não!), que tá pouco se lixando de mostrar por aí sua barriga de cerveja e nunca é criticado pelos outros só por conta disso, né verdade? Aliás, tá dando vontade até de ser uma racha, sabia? É que as meninas 'plus size' do hemisfério norte resolveram, nesse verão, mandar a vergonha para 'puta que Paris' e valorizar suas generosas curvas, posando de biquíni para fotos e postando-as nas redes sociais com a hashtag #fatkini

Fotos: Reprodução 




A campanha serve para elevar a autoestima das gordinhas, assim como chamar atenção para que o mercado da moda invista na criação de peças com números maiores. #fatkini
 

28 comentários:

Nelma disse...

Gostei, Alê!
Já passou da hora de cada um viver sua vida.É muito bom se aceitar,curtir a vida e ser feliz!

Anônimo disse...

Finalmente! os biquínis só foram diminuindo ao longo dos anos, o que tornou a roupa não muito acessível a todas as mulheres, já que é óbvio que rola sim certa insegurança em mostrar o buchinho num biquíninho, né! E acho estes biquínis grandinhos beeem mais estilosos!

Anônimo disse...

Ale parabéns, vamos parar de oprimir, de julgar pela aparência física.

Nao gosto de seus posts q julgam a aparencia fisica, já os desse tipo tenho q te parabenizar.

A real é q todo mundo um dia vai estar fora dos padroes, seja por velhice ou o q seja, é burrice apontar o dedo qdo apenas uns reles gatos pingados estao dentro dos tais padroes.

Anônimo disse...

Demonstro auto-estima tendo um estilo de vida saudável, buscando informação para melhorar cada vez mais,e não andando de bikini com gordura caindo pra tudo que é lado.
querem mostrar auto-estima? Mostrem de forma sabia e consciente e nao fiquem tentando colocar roupas que,definitivamente não demonstram elegância, conforto e atenção a própria saúde...
Quem é gordo por causa de doença? Pouquíssimos baby... So movie your ass bitches...

Anônimo disse...

Adorei! Me resumiu.. :D

Anônimo disse...

Até parece q todo gordo é doente e todo magro é saudável, isso é preconceito apenas isso. Ker ser preconceituoso pelo menos assuma.

Todo dia morre gente magra, gente gorda, etc. As pessoas tem direito de viver como querem.

Parem de fingir q estão preocupadas com a saúde dos gordos. É apenas questão estética.

Não vejo ninguem criticando pessoas em porta dos bares, q muitas vezes saem dirigindo e matando (verifiquem o numero de mortes por essa causa), e ainda se tornando alcoólatras cada vez mais cedo.

Parem de hipocrisia.

Aline disse...

Queria ser "gorda" como a moça da oitava foto...

Anônimo disse...

Desde quando auto-estima deve estar atrelada a forma fisica? Que mediocridade. qdo as pelanca tomar conta se mata entao?

Se a pessoa tá gorda deve se trancar em casa e nao curtir a vida?

Sr Alessandro, faça o favor de se bancar e desfilar suas gordurinhas na praia sim. Vc vai deixar um bando de idiota alienado ditar o q vc deve fazer? Vá incomodar esse povo mesmo.

O mais ridiculo é ver essas raxa se desesperando pra ficar magra, sem celulite, sem estrias, depiladas, maquiadas, cabelos esplendidos e os machos (heteros) são geralmente aceitos como nascem e ainda enchem a cabeça dessas fúteis de chifre.

Acorda povo!

Anônimo disse...

... Parabéns para vc que segue um estilo de vida saudável, mas n acho que as outras pessoas devam se esconder ou deixar de aproveitar uma boa praia se n estão nos "PADRÕES DE BELEZA"...iniciativa maravilhosa parabens pela campanha !!!!

Anônimo disse...

"Parem de fingir que estão preocupados com a saúde dos gordos". Excelente!!!

Anônimo disse...

O que importa é estar feliz! Conheço gordinhas felizes, desencanada e seguras. Se for assim, tudo ótimo.

Anônimo disse...

Achei bem legal as fotos, e os trajes. Valorizou o corpo da maioria, deu sustentação. Lógico q cada um faz e veste o q quer, mas é óbvio q tem roupas q valorizam muito mais e essas fotos nos mostram isso.
Infelizmente, o q tem de mulherada q ainda não se tocou disso não tá escrito! E não digo só de quem tá acima do peso não. Eu vejo q muitas brasileiras não sabem se vestir nem em ambiente de trabalho, é um show de cafonice e vulgaridade!

Anônimo disse...

até pq, mesmo quem nao é "saudável" tem direito a ir a praia, se divertir... vc diria a uma diabética, nao ponha biquini, nao vá a praia?
entao me poupe com sua falsa preocupação fia! esse preconceito travestido de preocupação com saúde dos gordos já foi desmascarado faz teeeeeempo! sooo last week, nao cola mais! tanto que dessa vez, dentre um monte de gente simplesmente dizendo: bacana, td mundo tem corpo pra ir a praia, basta ter corpo e ir à praia, vc foi a única que veio com esse mimimi véio e falido. supere-se!!

Beijos
Dan

Anônimo disse...

Já não era sem tempo de essa besteira de bikini body acabar. Por favor!! Vamos ser felizes!!! Parabéns pelo post AlÊ!!! ADOREI!!!

Kaká Gualberto disse...

Vamos nos permitir... o que importa é estar bem com você mesma!!
Confesso que eu não tenho essa auto estima, mas tiro o chapéu e invejo mesmo quem tem!! Queria muito alcançar esse estado de "descomplexo" com meu corpo. Muito mesmo.

Excelente post!! E vc ainda disse que estava sem inspiração heim rsrs.

Anônimo disse...

Nesse ponto os barrigudinhos de cerveja tem algo a nos ensinar, desfilam nas praias e piscinas com segurança, curtindo a vida. Nunca perdi praia ou viagem ou piscina por causa da forma física. Uso biquínis diferentes se estou mais magra ou mais gordinha, pra modelar o corpo. Não resisto ao sol.

Anônimo disse...

gente, quando vi essa menina de bikini vermelho com bolinhas branca, só pensei "como ela foi achar um bikini desse tamanho?????"

Anônimo disse...

pena que o maior número de biquini que posso achar facilmente é o 46. Que por acaso é o meu número quando estou maior, já que sofro com o vai e vem da balança.
Contudo, tenho extrema dificuldade de encontrar um sutiã de biquini ou mesmo os sutiãs para o dia a dia aqui no Brasil. Tenho as costas finas, mas o bojo equivale ao DD americano, o maior de todos.
Termina que há 20 anos eu não compro nem sutiã e nem biquini aqui, tenho sempre que encomendar o 36DD a todo mundo que vai pra fora.
As marcas brasileiras ridículas que dizem que fabricam agora com esse tipo de numeração vendem os sutiãs D, mas que na verdade são bojos A ou B entupido de almofada pra virar um D.
Agora imagine colocar mais volume ainda em cima de meu peito. É ridículo.
Desisti. Resultou que eu vou me submeter a uma redução de mama nos próximos meses...

Anônimo disse...

Bem lembrado o q a anonima acima falou. No Brasil NÃO se tem roupas de tamanhos diferenciados. Essa balela de moda plus size aqui. Aqui existem dois tipos de moda plus size: a barata de má qualidade, brega e a melhorzinha q é caríssima!
E mesmo essa melhorzinha não se compara as opções q existem em países como EUA, Inglaterra.
Aqui mesmo uma pessoa magra já tem dificuldade em escolher um biquini q não seja enfiado na bunda. Ou o corte é tosco, mal feito, ou é minusculo.
Cpmo se todas as mulheres quisessem desfilar com micros biquinis.
Eu sou magra, mas prefiro um biquini mais altinho, a lateral maior, acho q valoriza muito mais meu corpo, só q é dificil encontrar de boa qualidade, com estampas legais.

Fernanda

Anônimo disse...

"Quem é gordo por cauda de doença?" Meu Deus...fiquei chocada com essa frase!! Prefiro ser gordinha ou gordona do que essas loucas de academia que deformam seus corpos.Alê, se vc não quer ir à praia em Recife eu te recebo em Vila Velha ES com tapete vermelho na areia, lavo teus pés com água de coco e te sirvo a melhor moqueca capixaba, visse?

Anônimo disse...

A Forever 21 chegou ao Brasil, mas não trouxe sua linha Plus Size! Queria saber o porque. No site deles tem coisas tão lindas e com bom preço para as gordinhas.

Anônimo disse...

Credo ,isso não eh auto estima isso eh falta de noção !!!

Anônimo disse...

Anônimo 21:17, falta de noção é esquecer que a praia é um local PÚBLICO!! Todos possuem o direito de frequentá-la.
O gordo deve ficar trancado em casa, é? Ai ai, me poupe.
Isso é que dá permitir que uma criatura "cabeça oca" use a internet.

Anônimo disse...

bom, anônimo 21:17...

se vc for uma princesa de extrema beleza, por favor, nos agracie com a sua foto ou presença, para que possamos admirá-la e aprender o que é auto estima.

Se não for, o que provavelmente é o que ocorre, nos faça o favor de por em prática a sua singela opinião e fique trancada em casa para sempre, curtindo a sua falta de noção sozinha.

bjs bronzeados

Rafaela De Paoli disse...

Vem pro Rio Alê! Nas praias daqui tem espaço pra todas as formas e corpos. Eu particularmente não sou chegada a praia, prefiro bem mais a Serra e o frio. E acho que de uma forma geral nós brasileiras já somos bastante sensuais, sem precisar apelar para a vulgaridade. Então que os biquínis aumentem mesmo, para magras, gordas, enfim...Para que todas possam se sentir melhor naquilo que lhe parecer mais adequado. Afinal, não vejo nada de bonito naqueles modelos enfiados, cavados e espremidos.

Anônimo disse...

Bom anonimos que que tao grosseiramente responderam ao Anonimo das 21.17 auto estima eh se cuidar e cuidar da Saude e não mostrar as as banhas derramando pra fora do biquini! E provavelmente vc devem ser gordas.

Anônimo disse...

Auto estima é cuidar da saúde, especialmente da mente, pra ver se ganha um pouco mais de inteligência nessa cabeça de ervilha.

SOU GORDA SIM!

E daí?

Sabe qual é uma das vantagens de ser grande?

sento em cima dessa sua cara magra e te mato sufocada em menos de 5 segundos.

Marcia Baratto disse...

Aff... super entendo as meninas que postaram dificuldade com os números grandes. Eita dificuldade para achar um biquini 48 meu deus! Calcinha eu já desisiti. Não é nem por que não gosto de biquini cavado ou com a cintura baixa, é por que fica desconfortável mesmo na região das coxas e quadris, mando fazer que é mais simples.

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

Vem comemorar a semana do Dia Internacional da Mulher
Caso não esteja visualizando as imagens,acesse aqui
 
 
Duloren
Lançamentos Sutiãs Calcinhas Modeladores Diva Plus Size Cuecas
Frete Grátis
Dia internacional da mulher
Aproveite
Chat Online
Central de Atendimento:
Para realizar qualquer troca de produtos, seja por causa do modelo, tamanho ou cor, não há custo adicional para a 1ª troca e a Duloren oferece um prazo de 30 dias após o recebimento do produto. Caso a nova peça seja de uma referência diferente da peça devolvida, será gerado um crédito no valor do produto a ser trocado para a realização de uma nova compra. Para saber mais, acesse Política de Troca ou Devolução.
Custo e Prazo de Entrega:
O frete é grátis para qualquer lugar do Brasil em compras acima de R$ 120,00. 
Depois que o pagamento estiver confirmado, o envio do(s) produto(s) ocorrerá o quanto antes, mas o prazo depende de sua localidade. Para saber mais, acesse Entrega e Frete
Formas de Pagamento:
As compras podem ser feitas em até 5 vezes sem juros em todos os cartões, com parcela mínima de R$ 30,00.
Trabalhamos também com outras formas de pagamento, como débito, boleto bancário e PayPal.

Sobre a Duloren:

A Duloren, líder de mercado em moda íntima no Brasil, fundada há 53 anos, tem um forte e consistente DNA que está baseado na produção de tecidos altamente tecnológicos com desenhos, rendas e elásticos exclusivos, acrescentado à tinturaria própria e à fabricação dos seus insumos. Para atender as mais diversificadas solicitações do mercado consumidor, a Duloren produz e comercializa hoje as marcas Duloren e Femmina.

Com capital 100%% nacional, produz cerca de 1,2 milhão de peças por mês. A Duloren orgulha-se de ser inovadora e estar na vanguarda da estratégia de mercado. Através de avançados planos de marketing, a empresa é reconhecida como pioneira da moda íntima, lançando coleções simultaneamente

Atenção:  

Preços e condições válidas somente para este e-mail, em compras na loja online da Duloren.
Promoção válida até 08/03/2017.As condições podem se alterar após o envio dessa mensagem.
Confira todas as informações sobre produto, preço, tamanho e cor antes de concluir a compra.
Os descontos são válidos durante o período de divulgação e dependem da disponibilidade de estoque.