RSSTwitter

terça-feira, 11 de novembro de 2014


Elas, As Cornas

Apesar do título ser jocoso, gostaria de falar sério nesse post sobre assunto um tanto quanto complicado, que vem a ser a chamada infidelidade. Mas quero exercitar aqui não as questões como ego, o dito respeito, normas de sociedade, etc., já o que gostaria mesmo saber/discutir  é sobre paixão, desejo, amor, sentimentos e vontades. Coisas essas que nos fazem não olhar mais da mesma forma aquele que se encontra ao nosso lado, pois muitas vezes esse ser só permanece em nossa vida de forma invisível, já que em 99,9% dos casos, apesar de negarem, a traição, quando acontece, não só por culpa de apenas um lado. E é por isso que pergunto: O QUE AFINAL AS CORNAS QUEREM?

Foto: Reprodução



Sim! Porque a pessoa namora, noiva, casa, se amiga, o que "guérelho" for, mas o orgulho, por vezes, é tanto que acham que sempre a culpa da outra parte! Que a safada é outra parte! Que é outra parte que tem a  natureza libidinosa! E que a traída, no caso, é que vai ter vergonha de sair nas ruas e ser apontada e tal.

Mas já parou para pensar que faz tempo que você não consegue ser a mesma do início do seu relacionamento? Que você não consegue mais se arrumar pensando em agradar o parceiro? Que aqueles jogos sexuais de outrora já não fazem mais parte do cotidiano de vocês? Que muitas vezes ele pode até te chamar para algo diferente e você nega dizendo que não tem tempo porque está ocupada fazendo algo corriqueiro e que pode ser deixado para depois sim, minha querida! Pois o amor deve ser sempre cultivado e tratado como assunto de primeira página e não aquela lavagem de louça...

Desapega disso mulher e trata teu homem como ele deve ser tratado! Pois só assim você poderá exigir o mesmo dele. Agora se você dá pouca importância em adubar o sentimento e ainda culpa a outra parte de encontrar algo desse tipo lá fora, meu amor, você está querendo muito dando, literalmente, tão pouco, né?

Falo isso por já ter visto sucessivamente acontecer essa situação, tendo inclusive casos na minha família. Casos esses onde a mulher não tratava o homem com carinho, não dialogava com ele, não fazia mais sexo e, então, ele acabou achando uma outra pessoa e constituindo outra família fora do casamento. E a culpa disso tudo você acha que foi apenas do homem? Ok, tudo bem. Você vai me dizer que na maioria das vezes isso acontece com o casamento ainda não desfeito. Mas você acha que só quem tem insegurança, receio, medo em arriscar é só você? Que o homem também não sofre, não pena, não ama e não deseja ter uma mulher de cinema toda vez ao chegar em casa?

Infelizmente muitas mulheres ainda preferem viver num relacionamento de fachada em que são bastante conscientes que os homens não gostam mais delas, optando, porém, por continuarem casadas, omissas, passivas e sem paixão. E tendem a se assustar quando o homem se liberta dessa merda toda e vai procurar a real felicidade.

Sabendo disso, que tal você fazer a sua parte ao invés de acusar a sua sucessora de destruidora de lares, hein? Respeito temos que ter sim, mas sempre visando que ninguém vai ser feliz do lado de quem não ama verdadeiramente. Pois como bem acertadamente comentou a querida Rê: "ninguém rouba ninguém não! Casamento feliz, onde as pessoas estão completas, não entra terceiro!". E ponto final.

59 comentários:

Anônimo disse...

Eu curti isso!!

Anônimo disse...

Acho que não deve cair somente sobre a mulher o papel de "motivadora" do casamento. Quando o homem ou mesmo a mulher começar a procurar algo fora do casamento é hora de ser sincero com o outro, e consigo mesmo, e terminar o contrato. Afinal, ninguém deve ser obrigado a ficar com quem nao quer.

Claudia disse...

Aleh, vc tem fãclube? Quero entrar!! ;)
Adoro seus posts.
beijocas.

Alessandro Araújo disse...

Anônimo, concordo. O grande problema das mulheres é criticar geralmente quando elas não fazem por vezes nada para salvar o relacionamento. Tipo, se o marido dar suas escapadas, tudo bem, mas basta ele querer algo sério com outra que a coisa já muda de figura. é isso que não consigo aceitar nas mulheres de forma alguma.

Carol disse...

Concordo com você, algumas vezes é pela natureza do homem, mas nessas vezes é notada a tendência desde o namoro, são os famosos garanhões. Outras vezes, na maioria, o casamento vira uma merda horrível, uma prisão e na hora da traição os dois com certeza já haviam cogitado a separação ou pelo menos estavam cansados. Eu conheço muitas mulheres que acreditam que o casamento é o grande final feliz, e que depois disso não haverá esforço nem dificuldades. Mas os homens precisam continuar acreditando que estão com mulheres perfeitas, lindas em tempo integral, entre outras coisas, não é? O casamento dá início a muito trabalho, isso sim, mas vale a pena. Dizem que a mulher se casa esperando que o homem mude, mas ele nunca muda e o homem se casa esperando que a mulher nunca mude, mas ela muda. Mas se é a natureza do cara, aí melhor partit pra outra né não?

Alessandro Araújo disse...

Claudia, tenho não! faz um pra eu? kkkkkkkkkkkkk. beijos

Mariana disse...

Bem complicado opinar sobre....já que cada caso é um caso; Creio que desde que o mundo é mundo sempre houve aquela máxima de que quando um não quer dois não briga, e que na realidade estamos sempre tão ligados a convenções que esquecemos de ser felizes....temos que ser um casal até acabar um com a vida do outro, ou podemos nos divorciar antes mesmo que a cumplicidade acabe, por não haver mais desejo?...jogo de egos!
Tive um belo exemplo de divórcio bem sucedido dentro de casa, e até onde sei (e só nos dias de hoje, entendo)é que existe milhares de formas de dar errado e na maioria das vezes dá, mas todas às vezes tem como ajeitar, sendo sozinhos ou juntos.

É a teoria de que toda "ação traz uma reação" juntamente com "alguém sempre tem que ceder"! Quase físico!
Palavra de casada com várias situações pra contar!

Agora, para tudo e me diz, mulher que não quer dar pro marido tem mais e que ficar sem mesmo! Tem de monte querendo oq tu nao quer.....e se o marido nao te satisfaz, ensina meu amor!Homem, pode comer de penca por aí, mas oq eles gostam mesmo é de ver como eles conseguem fazer uma mulher gozar enlouquecidamente!

Carol disse...

Muito interessante o texto.
Existem dois tipos de casos, esse que a culpa é de ambos. Afinal assim como nós mulheres idealizamos um relacionamento os homens também idealizam, o importante é nunca deixar morrer o carinho, o amor, o prazer, cada atitudezinha de amor que deve ser praticada todos os dias.
Estou presenciando uma situação dessas na familia, e a culpa é de ambos, tanto do marido quanto da esposa. Um não da mais a atenção que o outro merece, ambos só reclama. Aí...da nisso né.

Mas lembrando também que existem pessoas que traem simplesmente por que querem, e não respeitam seus companheiros (as. Esses merecem se ferrar na vida.

beijos

Carol disse...

É verdade, existe tb o tipo de homem egocêntrico, canalha mesmo, que só pensa em si mesmo. Que adora se vangloriar para os amigos contando que pegou não sei quantas e como. Existem mulheres tb que adoram um homem casado, acho que é algo interior, de provar pra si mesma que é melhor do que outra. E essas, não julguem que não vão ter que penar bastante pra manter esse homem quando ela se tornar a oficial (e se chegarem a isso, o que é raro). Bom, acho que não dá pra generalizar né? existem pesquisas que apontam para o fato de um número enorme de mulheres se sentirem atraídas por uma aliança enorme na mão esquerda. Nem sempre o homem tem a cabeça boa pra se afastar de tanta oportunidade que aparece fácil. É algo realmente complicado. O que não dá tb é a esposa ter medo de ter que estar sempre na linha pq se não vai perder seu homem, comofaz?

Anônimo disse...

Existem todos e vários motivos para traição:pode ser por que acabou o amor, porque o casal quer, um ou os dois companheiros desleixam, safadeza também,...

Ninguém rouba ninguém, se o outro foi trair foi por que quis e ninguém obrigou. Quem tem menos culpa é o novo eleito.

Mas o amor pode acabar, estas coisas podem acontecer.por isso Os relacionamentos exigem dedicação sempre.

Mas as vezes as pessoas se dedicam e o outro trai por canalhice mesmo.

Aí é seguir a vida e tentar ser feliz.

Ana Zambelli disse...

è...tudo começa em kza...antes de acusar temos de nos olhar, sem pudor e ver o culpado da situação. as vezes somos as culpadas. achamos que o homem vai estar sempre la, por mais chata que sejamos.....mais quando menos vimos, ja perdemos eles.....

Casamentalhaço! disse...

Adoro as polêmicas do Alê!

Como falei no outro post, há situações e situações. Há sim o caso do cara ser sem-vergonha, mas tbm tem muita piranha por aí.

Acredito que o post se refere àquele casal morno, que o cara não trai e nem sai procurando, que a mulher não se arruma mais e não tá mais interessada em sexo.

Eu vivi essa situação e, infelizmente, fui a terceira pessoa. Sem querer e sem dar em cima. Sabe qdo vc conhece alguém incrível, mas que namora, daí rola só amizade? O problema foi que ele sentiu a mesma coisa... e não dava mais pra disfarçar. Daí ficamos. Dois dias depois ele terminou com a namô e agora, 1 ano e meio depois, estamos noivos.

Não me considero uma "destruidora de lares" ou "ladra de namorados", apesar de ter convivido com este rótulo um bom tempo, até todos os amigos em comum perceberem que o negócio era sério. E não acho que ele errou ao ficar comigo antes de terminar. Ele tbm estava inseguro quanto ao que sentia por ela e por mim.

E a quem me pergunta se eu não tenho medo que ele faça o mesmo comigo, digo que a probabilidade é de 50% de dar certo ou errado. Ele só vai repetir esse comportamento se eu der motivo, e olha, eu não dou.

E, se chegar um dia que ele não me fizer feliz, quem vai procurar a felicidade em outro local ou com outra pessoa, serei eu.

Sou a favor da felicidade. Sempre com respeito pela pessoa e pela história que viveram juntos, é óbvio.

Anabelly

disse...

Eu acho q a infidelidade masculina acontece mais, pq a grande maioria dos homens sabe separar sexo do amor. P/ nós mulheres é muito complicado entender isso. Mas os homens conseguem, eles podem amar as mulheres deles, mas um chip no cerébro sabe distinguir o amor de sexo puramente. Com a mulher é mais complicado, tanto é q mulheres casadas na maioria das vezes, qnd traem é pq estão apaixonadas mesmo. Eu não acho q só a mulher tem q ser motivadora, mas muitas vezes a falta de sexo, carinho parte muito mais do lado feminino do q dos homens. É difícil ser mulher, ser mãe, trabalhar, ser dona-de-casa, menstruar, ser 1000 e uma utilidades. Mas eu acho q o q falta muitas vezes é um dialogo aberto entre o casal. Aí é q entra a terceira pessoa. Homem é bicho carente, mais do q a mulher. Nós mulheres nos completamos com filhos, nossa profissão e dezenas de outras coisas. Homem é muito mais complicado, o homem em determinada situação sempre fica em 2 ° plano. Óbvio q existem canalhas, mas tbém existe mulher sacana. Acho q o importante é abrir o jogo, aceitar q muitas vezes nós erramos e tentar dar um UP na relação. O ser humano (homem ou mulher) gosta de ser bem cuidado.

Cae Fernandes disse...

É ...realmente às vezes nos descuidamos do nosso amor...
Bjooos

Anônimo disse...

Eu cuido muito bem do amor, mas é recíproco. Um vai cultivando o amor do outro. Mas fico um olho aberto e outro tb!

disse...

Ai e adorei o "querida" Rê!!!! :)

Dafne disse...

Generalizar é foda viu, eu conheço de perto casos em que o cara não era um cafajeste descarado, muito pelo contrário, era um amor, um querido, e aí do nada decide que quer "trocar" de mulher. Sem brincadeira.
E geralmente é culpa do CARA sim, que não sabe casar, não sabe como funciona! Aí qualquer coisinha acha que não quer mais e vai embora. Do tipo "troquei de trabalho" ou "to passando por uma crise" e acha que tem que mudar tudo, inclusive a mulher. Uma falta de maturidade e de psicólogo gente!

E, o mais importante, quer outra pessoa? ACABA então seu covarde! Quando eu pensar em olhar pro lado vou saber que chegou a hora de terminar, e farei isso. Errar é humano, agora querer justificar? Vamos lá, né.

Tamyris disse...

Boooooooooooom, acho que a partir do momento em que você está num relacionamento (seja ele namoro, noivado ou casamento) e assume compromisso, tem que ter dignidade o suficiente pra chegar e dizer: "me sinto atraído por outra pessoa e quero terminar tudo". O problema é que quem sente isso, geralmente mantém o relacionamento em 'banho-maria' e tenta com outra pessoa só pra ver se vale a escapada.. e se o(a) companheiro(a) não desconfia, faz isso várias e várias vezes.. Acho uma puta falta de sacanagem..

Em relação aos casados que vivem procurando "a grama do vizinho", tem várias justificativas, mas a principal delas é FILHADAPUTICE mesmo.. Já foi provado em estudos que o homem que trai é menos inteligente que o que NÃO trai.

Tem que ser muito burro pra estar casado, e na maior parte das vezes ter filhos também, pular a cerca e achar que nunca vai ser descoberto.. Depois toma um processo e tem que dar as calças pra ex. Não é melhor terminar e seguir a vida putiando do jeito que gosta? Pra mim isso é falta de coragem também, de assumir que não quer nada sério com ninguém.

Inclusive tenhos dois ex, casados, um tem filho e tudo, e voltaram a me procurar, depois de 4 ANOS que não falo com um, e 6 que não falo com o outro. Minha vontade foi de entrar em contato com as respectivas esposas pra dar uns conselhos, porque pelo jeito não tão dando conta e o casamento aparentemente perfeito não é tão perfeito assim..

Enfim, pra mim quem trai é filho da puta mesmo.. Porque nada justifica fazer com isso com uma pessoa que se pelo menos você não ama mais, um dia amou.. Não tá bom? Não tá mais dando liga? Senta, conversa, tentar dar um jeito.. Não resolveu? Bola pra frente que o mundo tá cheio de gente solteira doida pra entrar num relacionamento..

=)

Tamy disse...

Ah, esqueci de contar que uma vez conversei com um cara casado, que tinha a família perfeita e SEMPRE traía a mulher.. Perguntei: "cara, porque que você trai ela, você não gosta da tua mulher, ela não te satisfaz?" Ele disse: "claro que sim, eu amo ela, ela é linda, tem um corpo maravilhoso mesmo depois de duas filhas, se esforça um monte na cama pra me satisfazer mas eu tenho a necessidade de ficar com outras mulheres.. eu gosto da sensação de beijar uma pessoa diferente" OU SEJA, o cara tem tudo mas mesmo assim não é o bastante e a mulher é uma tonga também.. que mulher não percebe que está sendo traída há mais de dois anos? Pelamor..

Ana Paula disse...

Momento depoimento pessoal: tinha um relacionamento longo (mais ou menos 5 anos) que terminou porque eu descobri uma traição.
Ele foi um sacana, FDP. Mas eu tive muita culpa em tudo que ele fez. Negligenciava nosso relacionamento há muito tempo. Não tinha mais nenhuma empolgação em estar com ele e não me esforçava pra melhorar isso.
Hoje, sinceramente, acho que a melhor coisa que me aconteceu foi essa traição. Sem isso, eu estaria com ele até hoje, em um relacionamento meia boca, só por achar ele gente boa e tal.
Sem dúvida que cada caso é um caso. Então, no meu, eu resolvi tirar o melhor proveito possível da situação.
Em resumo, nunca mais me permitirei ter um relacionamento mais ou menos por comodismo. E se eu amar realmente o homem que está comigo, com certeza agirei de maneira que a rotina não seja um peso, e que a 'chama' fique sempre acesa.
E, se uma traição acontecer, não se sintam vítimas. E nem se façam de vítimas também. Traição é um risco que todas as pessoas que se relacionam sofrem. Acho que o segredo é fazer a sua parte da melhor forma possível pra que o parceiro nem tenha interesse em outra pessoa.
No mais, é vida que segue! E sem arrependimentos!

Alee - coletandodias.blogspot.com disse...

#Tenço

Mas quer saber, quando a mulher e se acomomoda é porq ela quer cair fora mesmo.
Para mim, até hoje, quando ficou morno a tendencia foi esfriar e apodrecer.
Até hoje nunca senti a necessidade de reavivar o fogo. Então estes foram para a próxima lindamente.
Assim como eu tb fui lindamente para o próximo.

Anônimo disse...

Alessandro, me perdoe, mas discordo em alguns pontos com vc.

Na nossa socieddade monogâmica, um relacionamento, em tese, é feito a dois, culpar a mulher somente é resultado de nossa cultura extremamente machista q culpabiliza sempre o sexo dito inferior. Se a mulher se acomodou, pode ter certeza q alguma atitude masculina contribui para isso, por exemplo, negligência, afinal, o cuidar tem de vir das duas partes envolvidas. Partiria de AMBOS, ter maturidade o suficiente e assumir o rumo infeliz do relacionamento e tomar uma atitude a respeito: terminar, tentar outra vez etc. E não ficar empurrando com a barriga esperando alguém "melhor" para si.

obs. : se a mulher tem medo de ficar só, o homem também, afinal, o mesmo enrola no relacionamento ruim até a espera de alguém, certo? Porque ele, também, não assume a péssima condição de sua relação e a terminar? Porque que a tarefa da manutenção da relação recai só para a mulher?

Espero não ter parecido agressiva, é q sempre q observo uma opinião q tende a limitar a causa de uma conduta em um determinado genêro, uma orientação sexual, um etnia etc , sempre fico comum "pé atrás" antes de aceitá-la plenamente.

disse...

Vcs repararam q a maioria achou machista a visão do Alê, mas o contra argumento é super feminista? O Alê deu um ponto de vista, dizendo q as mulheres muitas vezes deixam a relação amornar e a maioria aqui só diz q os homens são canalhas.
Só q se esquecem q mulheres tbém traem. Aliás, ultimamente a maioria dos casais q conheço a traição partiu da mulher. Não é só homem q é canalha não, esse pensamento sexista tá por fora faz tempo!

PAULA disse...

Casamento é uma coisa complicada... Tanto para o homen como para a mulher. Muitas pessoas depois do casamento, mudam muito. Este é o grande problema, alguns querem incorporar o casal sorridente do comercial de margarina... isto nao dá certo. Casamento tem brigas, tem momentos difíceis, claro! Pra que mudar tanto depois do casamento, isto vale para o homem e para a mulher. Eu e meu marido temos casais de amigos que saem de casa só para falar de filhos, reforma da casa, troca do carro... chatinho, né? Nós tb temos este tipo de assunto, claro. Mas ainda queremos sair, tomar um porrezinho e dançar muito. Pq virar outra pessoa depois do casamento?

Renata Nogueira disse...

Alê, concordo com a Rê, ninguém acaba com o casamento de ninguém, a não ser os próprios envolvidos nele. Viver com uma outra pessoa, que foi criada de outro jeito é difícil e uma conquista diária. Eu, por exemplo, que ainda tenho pouco tempo (3 anos) acho que o primeiro ano é difícil, pois é adaptação pura! Mas vale a pena e vale mais ainda investir naquela pessoa e se lembrar sempre que vcs nunca serão um só, serão apenas dois que decidiram caminhar juntos.Bjs!

Nina disse...

Nossa... arrasou! Concordo em gênero, número e grau! Beijos!

Helena disse...

Alessandro, se tiver fã-clube teu, por favor, reserve a carteirinha de alessandrete para mim, tá? O texto tá bem bom, dá a real e é bem assim que as coisas acontecem... Quem não dá assistência, sabe como é... Como disse a Anabelly ali em cima, aquela que é criticada por ser a "outra" ou a "destruidora de lares" é, muitas vezes, uma pessoa com quem o cara tem mais afinidade, só isso. Quem não conehce uma amiga (ou colega, ou parente) que trata o marido como traste? Aquelas que fazem um verdadeiro bullyng com o próprio namorado/esposo/noivo/companheiro dizendo "o fulano não faz nada certo", "o fulano é um inútil" estão, na verdade, fazendo propagandas contra si mesmas. Pô, se o cara é tão ruim/idiota/imbecil, cai fora! Se é bom, trata de valorizar porque a mulherada tem mesmo é inveja de quem tem "homão" em casa... Para mim, quem vive reclamando do boy e ainda fica com o cara é insegura ou acomodada. Ou as duas coisas. Em tempo, Alessandro, poderias ter, de vez em quando (uma vez por mês, uma vez por semana, sei lá) um post do tipo "pergunte ao Alessandro", acho que ia render... Nelson Rodrigues tinha uma coluna no jornal na qual dava conselhos amorosos aos leitores, mas respondia sob o pseudônimo de Susana Flag... Bjo!!

Alessandro Araújo disse...

Helena, vai que perguntam como eu faço bilú-bilú? Então melhor não, né? kkkkkkkkkkkkkkkkk

Alessandro Araújo disse...

Meninas, claro que cada caso é um caso. No meu texto virei meu olhar para a que se faz de vítima e que muitas vezes contribui para que a traição aconteça. e vamos concordar que é grande parte dos casos, né? ficar culpando os outros sem ver que o seu lado também foi parte disso é querer fechar os olhos e ser hipócrita. a frase da Rê para mim conseguiu dar essar visão no alvo.

Anônimo disse...

Acredito que as pessoas possam buscar suas felicidade seja lá como for, mas sem destruir o coração de outra pessoa. Como a maioria é egoísta e pouco se importa com o sentimento dos outros, então a coisa sempre fica feia. Acredito que este post seja fruto do outro post polêmico. Qualquer pessoa pode achar q seu casamento já acabou e procurar a felicidade em outro lugar, isso é totalmente certo. O errado é fazer a outra pessoa que na maioria das vezes ainda não sabe que vai ser trocada de idiota..e o pior, em rede nacional. Nem sempre a pessoa é trocada pq a outra não fez o dever de casa..as vezes é trocada pq o cara ou a mulher (tanto faz) se apaixonou pelo outro. Normal certo? E dizer que ninguém rouba ninguém é uma frase pronta, mas sabemos que não é bem assim. Seu coração é de uma pessoa por um tempo, mas quem disse que pra sempre?!
O errado nunca será viver o amor com outra pessoa e terminar o casamento e sim a FORMA como vc faz isso. Trair, mentir e sacanear aquela pessoa que te dá a coisa mais importante do mundo que é o amor, é muita, mas muita sacanagem...e pior, a falta de respeito e a humilhação que faz essa pessoa passar. Já conheci pessoas que não faziam idéia do que o marido estava aprontando e o resto do mundo já sabia que ela ia se dar mal...Vcs não acham isso muito cruel?
É claro que não existe receita de bolo e cada caso é um caso, mas fazer a coisa certa sempre será a melhor opção. Ninguém é preso a ninguém. Se o casamento está ruim, termine. Não venha com esse papo de acomodação, já vi pessoas terminarem sem estar afim de mais ninguém, simplesmente não toleravam mais o relacionamento. Termine primeiro uma relação onde um dia existiu amor, cumplicidade e em alguns casos até filhos e uma família...e em seguida viva outra coisa com outra pessoa. Aquela que foi "trocada" ou dispensada irá sofrer, é claro, mas com certeza não tanto quanto aquela que além de trocada, foi feita de palhaça, enganada, traída, ouviu mil mentiras, se sentiu a pior das pessoas e pra algumas pior, em rede nacional, mundial, em todas as revistas e televisões...gente, respeitar o sentimento das pessoas é necessário. Não faça com os outros o q vc não queria pra vc, essa é a grande verdade. De quem é a culpa quando o relacionamento acaba pouco importa se os dois se respeitarem e fizerem isso da maneira certa. O problema é q a maioria não faz isso e a "outra" como também pouco se importa, ajuda e muito na coisa ficar pior. É isso!

Regiane Ivo disse...

Alê, quero fazer parte do seu fã-clube!Rsrsrs
Esse assunto é babado... Minha opinião é de que ninguém trai gratuitamente. A traição só acontece quando algo sobra ou falta em um relacionamento e a maioria das vezes é quando a paixão encontra a porta da rua, porque só amor não segura relacionamento nenhum.
Já li uma crônica de Nelson Rodrigues em que a protagonista tinha um casamento morno quase a ponto de separação, para pirraçar a vizinha que ficava de agarração na porta com o marido, ela começou a fazer o mesmo, todo dia ela esperava o marido na porta e ficava de agarração com ele também... Acabou se apaixonando pelo próprio marido e a vizinha retraída com a agarração da outra, deixou a própria agarração de lado e foi ter um casamento morno... Final bem Nelson Rodrigues. Rsrsr
O ponto é... As pessoas esquecem que um relacionamento nunca pode deixar de ser um namoro.
Bjus

Anônimo disse...

Também concordo com quem disse q está por fora o seximo, porém acho contraditório, após afirmar isso, aceitar completamente o argumento q é justificável a traição porque a mulher não cuidou da relação, pois a mulher tem q cuidar do homem etc...Fato é q não tenho uma relação sozinha, para o relacionamento dar certo os envolvidos tem d cuidar da relação, não vejo sexismo algum nesse pensamento.

Anônimo disse...

Só para acabar
Alessandro comentou:

"Meninas, claro que cada caso é um caso. No meu texto virei meu olhar para a que se faz de vítima e que muitas vezes contribui para que a traição aconteça. e vamos concordar que é grande parte dos casos, né?"

Tenho lá minhas dúvidas com isso, se cada caso é um caso, como podemos dizer q a maioria dos casos é x ou y. E diga-se de passagem q o pensamento normalizado é q o homem tem de ter uma em casa e outra na rua, é aquela dicotomia da mulher: a puta e a virgem maria.

Alessandro Araújo disse...

Anônimo comentou: "E diga-se de passagem q o pensamento normalizado é q o homem tem de ter uma em casa e outra na rua, é aquela dicotomia da mulher: a puta e a virgem maria."

e é por não querer se fazer de puta para o homem que ama que acabam acontecendo traições, né meu abôr?

um dos pontos do homem procurar, não todos, do homem procurar jantar fora de casa é esse: mulher que por ser casada acha que tem que ser travada com o marido. captou a essência?

Anônimo disse...

Achei o post machista!Esta postura (traição) atualmente é realidade tanto de homens qto de mulheres. O relacionamento é um contrato, não cabe somente à mulher exercer o papel de eterna diva. O casal precisa juntos lutar diariamente para manter a atmosfera que encantou o início da relação. Isso é muito difícil. Trata-se de um exercício diário levando em conta quando se é casado.

Anônimo disse...

"mulher que por ser casada acha que tem que ser travada com o marido. captou a essência?"

Clap, clap, captei a essência, vc resumiu muito bem a base da cultura brasileira: a mulher brasileira, apesar dos vários movimentos feministas, é ´criada para ser travada no tangente a sua sexualidade e esse pensamento é naturalizado tanto por homens como por mulhres. Já conheci casos em q o homem(!!!) ficava desconcertado porque a namorada sentia prazer em faver um oral nele, ele achava q isso era coisa reservada às "putas"... A questão é q ambos contribui para a desestutura de uma relação, no entanto, só o comportamento da mulher, q sim contribui para a traição, é destacado e criticado, enquanto q o do parceiro ( o q traiu) é até desculpavel.

obs.: é muito bom poder estar em um espaço da internet em q as opiniões diferentes são respeitadas, obrigado Alessandro pela atenção, ainda q estejamos discordando

Tamy disse...

Interessante mesmo como o povo aqui respeita a opinião alheia.. Discordando mas dialogando.. ADOREI!

Alessandro Araújo disse...

mas eu compreendo que ambos podem vir a desestruturar uma relação. só que no caso do meu post eu estou mostrando um lado, justamente o da mulher que se acha vítima quando ela pode ter sido a principal causadora. a minha visão no texto é essa, mas não dizendo que os homens são os certos. só que quis mostrar dessa vez o lado dessa mulher que se acha a vítima. amanhã posso vir a falar justamente dos corneadores, depois da que é chamada destruidora de lares, etc. só queria que tivessem entendido que estou falando de um exemplo específico e que sabemos que vem a ser um grande número que age dessa maneira, achando que os culpados só são os outros e sendo omissa em sua própria culpa.

Anônimo disse...

Entendi sua pespectiva Alessandro, apesar de não concordar no todo, durante a leitura do post concordava com vc em algumas coisas outras não, achei mais interessante expresar o q não concordava, pois fica mehor para um aprendizado, eu revejo os meus conceitos, analiso-os, descarto-os ou não. Mas o interessante foi a educação com q foi recepcionada uma opinião diferentte, mais uma vez, adorei sua posição ao responder, vc é muito educado, ainda q continue não concordando em tudo com vc

Alessandro Araújo disse...

fico grato em ver que existem leitores como vc que sabe discordar expondo sua opiniõ sem precisar agredir. bom mesmo, viu? beijos

Vanderleav disse...

Disse tudo Ale viver de aparências não dá!

Mariana disse...

Ia escrever minha opinião mas li os comentários anteriores e achei muito complicado opinar sobre uma coisa em que cada caso é particular.

Letícia disse...

Parabéns! Adorei o texto! E infelizmente sim, sempre recaí sobre a mulher estar atenta a esses "sinais" de desgaste.....

Anônimo disse...

Entendi muito bem sua colocação Alê. Tenho uma amiga que descobriu a traição e ficou possessa com o marido, mas no fim relevou. E acredito sim, que uma parcela é culpa dela. Lembro da gente saindo pra jantar e ela toda bagunçada, eu falava: amiga, se arruma mais, a resposta era: não preciso, já sou casada. E foi engordando, foi se descuidando. Ele convidada pra fazer academia ela não queria, ele por motivos de saúde foi perdendo peso, cuidando da alimentação e ela nada. Ai até eu entendo ele. Até pq é meu amigo tbm, um ótimo pai, supri todas as necessidades da família, mas a mulher só no desleixo, chega uma hora que cansa.
E isso serve de exemplo pra minha vida, sou noiva e sempre tento estar bem, pra eu me sentir bem e para meu noivo tbm. Se eu estou isenta de passar pelo mesmo que minha amiga? De maneira nenhuma, mas vou fazer meu melhor em todos os sentidos para que isto não acontece. Até pq ele me trata com muito amor e respeito e o mínimo que tento fazer é retribuir.

Anônimo disse...

QUEM NÃO TEVE FILHO DURANTE A RELAÇÃO NÃO PODE DAR PALPITE! Eu fui traída porque estava amamentando, e não tinha vontade, a barriga cheia de pontos, e o CANALHA não teve a decência de esperar esse período passar! É o que acontece na maioria dos casamentos. Homem vê a trabalheira que uma criança dá e cai fora!

Anônimo disse...

Bem machista esse texto hein, Ale?
Ambos tem que se respeitar e não é só a mulher que tem que fazer a lição de casa. bjos

Alessandro Araújo disse...

Não existe machismo se você entender o que quis passar. Bjos

Anônimo disse...

Descobrir que foi traído é um dos momentos mais difíceis na vida de uma pessoa. Você sente tudo ao mesmo tempo: raiva, tristeza, insegurança, culpa, se sente exposto, idiota e etc.

E você chora e sofre dias a fio se perguntando porque isso aconteceu com você. Logo você que é uma pessoa tão legal, tão sincera e que sempre jogou limpo...

Geralmente, uma traição ocorre quando as coisas não andam lá muito bem, mas nunca justifica. Isto porque, o que se espera num relacionamento é o mínimo de sinceridade e conversa.

Nem dá pra vitimizar o traído, como também não dá pra lhe atribuir a culpa...

Tem muito homem sacana por ai, que vive um relacionamento legal, que diz que ama, que bate no peito dizendo ser fiel e no final acaba deixando o ego, a vaidade e a vontade falar mais alto.

E o terceiro é só o terceiro. Sempre achei errado julgar a amante como a malvada, como a bicht da história.

Errado é o seu parceiro, com quem você vive um relacionamento. Que não soube cair fora quando o relacionamento ficou ruim ou que não jogou limpo com você.

Ser traído é como abrir um buraco no seu peito, é uma dor física, porque, por mais que você seja ciumenta ou até imagine que isso possa acontecer, quando a certeza chega é barra pesada.

Mais como nada na vida é pra sempre, um dia você acorda e resolve que cansou de sofrer pelo erro do outro e resolve se permitir ser feliz de novo.

Todavia, uma coisa é certa: nunca mais você enxergará a pessoa do mesmo jeito. A máscara da "pessoa perfeita" cai e você descobre que o princípio encantado é um sapo, cheio de defeitos.

E cabe só a você decidir cair fora ou seguir a diante...

Anônimo disse...

Desculpa gente, mas não dá pra engolir o papo anos 20 do tempo da minha vó, que a mulher tem obrigação de salvar seu relacionamento (casamento/namoro/o caralho que for). Um relacionamento é formado por 2 pessoas (basicamente), portanto as 2 pessoas são responsáveis pelo mesmo (e não esse discurso machista de jogar td nas costas da mulher, como se o homem fosse um Deus que tem que ficar sentadão só esperando os agrados). É a velha máxima quando 1 não quer 2 não brigam, se o relacionamento tá uma buósta termina!! Pra mim não há justificativa nenhuma para traição do que a falta de caráter, e da forma que foi colocado no texto é como se desse um aval ou certificado para os homens que se sentirem insatisfeitos no relacionamento para traírem suas companheiras, pq afinal elas não fizeram por merecer o imensurável sacrificio masculino de se manterem fiéis a alguém que sequer os agrada como deve...
Ah! por favor! Que coisa mais ridícula!

Alessandro Araújo disse...

Outra que não entendeu o que eu quis dizer :(

Anônimo disse...

que texto machista. "Homem espera uma mulher de cinema". Dá licença. Um casamento é feito por duas pessoas, essa historinha de "motivar" o marido foi muito estúpida. Primeira vez que leio um texto ruim no Pimenta, que decepção.

Alessandro Araújo disse...

Justamente pelo casamento ser feito por duas pessoas é que deve se auto analisar e não só culpar uma parte, acaso você não esteja fazendo sua parte. Essa é a ânsia de criticar o texto sem interpretar o que quero passar, preferindo a acusação de machista, é o que tentei mostrar no texto. Geral prefere acusar antes de se colocar em análise. É triste, mas é uma realidade.

Anônimo disse...

Da maneira que foi colocado parece que a pessoa traída é a única culpada, "perdoa-me por me traíres" Nelson Rodrigues, mas esse senhor era um reacionário FDP. O buraco é mais embaixo, se a coisa já não está rolando é muito mais honesto chegar pro outro e dizer, não dá!
Traição dói. Dói muito.

Anônimo disse...


O FATO É MULHER PERDOA TRAIÇÃO E HOMEM NÃO... ELES PODEM TUDO TRAEM MENTEM, MEU IRMÃO TRAIU A ESPOSA GRÁVIDA DE NOVE MESES, QUANDO ELA TEVE A CRIANÇA DEPOIS DE 15 DIAS TERMINOU TUDO COM ELA PRA FICAR COM A OUTRA DEPOIS QUEBROU A CARA PEDIU PERDÃO E VOLTOU PRA CASA.

miss Prática disse...

Quanto drama, meu povo...foi traída, traia também e vivam felizes p/ sempre! Divórcio dá muito trabalho!!!

Marcela disse...

É tudo tão complicado quando falamos de relacionamentos né, mas eu concordo em partes com você. Acho que a maioria das mulheres relaxa quando casam, como se já estivessem "com o jogo ganho", devemos sempre tentar fazer nosso relacionamento dar certo, tanto o homem quanto a mulher. Mas também acho que se as coisas não estão bem das pernas, o ideal seria tentar conversar e salvar tudo, e caso não der certo, termina tudo e pede o divórcio.
Acho que o mais importante nessa história toda é pararmos de ficar apontando o dedo, tanto pra quem trai quanto pra quem é traído, porque só quem passa pela situação sabe como as coisas são, só os dois sabem né

Anônimo disse...

No fim, pra mim só fica uma certeza: quem trai é um filha da puta, em qualquer circunstância, pelo simples fato de você mentir descaradamente para quem vc diz amar. Quem não quer mais se relacionar que se exponha e diga ao outro. Não é fácil, mas é mais honesto. Viver com ética e generosidade sempre, sem mais, sem exceções...

anna disse...

Sensacional! Um choque na realidade da vida de muita gente@!

JuDolores disse...

Ave Maria! Nem consegui terminar de ler! Credo!

O modelo padrão de relacionamento é que é todo cagado, minha gente!

Não tem adubo certo quando a sociedade "manda" que o cara bote gáia...Não tem tempero esse que resolva o fato de que a monogamia compulsória não é o modelo ideal. (E os casais podem ser monogâmicos, exclusivos sexualmente se assim combinarem, mas nunca deve ficar subentendido)

O assunto é mais complicado que simplesmente: " a mulé desleixou o cara foi praticamente obrigado a quebrar o acordo de fidelidade"

Se bem que quase nunca tem acordo, ninguém conversa nessa joça e aí me aparecem textos feitos esses!

Affão!

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs