RSSTwitter

terça-feira, 17 de março de 2015


"Babilônia" - As Primeiras Impressões


Inhaiiiiiiiiiiiiiiiii gentem! Cês tão bôwas ou melhoradas? Eu estou quase feminina após assistir ao primeiro capítulo da novela “Babilônia”, trama de Gilberto Braga que estreou, ontem, na Rede Bobo de Televisão e que já super me identifiquei com o personagem da diva Glória Pires


Afinal, a Beatriz é rica, poderosa, sensual, chique, malvada e vive com a perereca no cio!!!!!!!!!!!!!!!! Tem como não amar? Sem falar que nesse início a novela conseguiu ser melhor que todas as anteriores que passaram depois de “Avenida Brasil”, né não, bicha do lixão?


E por falar em “Avenida Brasil”... Achei que Adriana Esteves foi bem, dentro do que se propõe o personagem stalker dela, mas notei que a atriz ainda conserva os tiques de Carminha na sua atuação para a Inês. Vocês não acharam? Isso ficou ainda mais notório ao contracenar com Glorinha, que já interpretou outras vilãs antes, mas que sua interpretação para Beatriz não lembra em nada Maria de Fátima de “Vale Tudo” ou Raquel de “Mulheres de Areia”, por exemplo, mesmo que todas tivessem em comum a ambição.


Vídeo: Globo

 
Fora que, meu amor, Glorinha dominou toda a novela ontem! E o termômetro desse sucesso é que sua personagem já bombou na internet e virou meme que vou usar para a vida!






Já a Regina, mocinha sofredora da trama e interpretada por Camila Pitanga, sinceramente, me deu um sonoooooooooooo! Quantas vezes você já não assistiu Camila fazendo esse mesmo papel da boa moça batalhadora e explosiva? Desde sempre, né? Mostrando que sua icônica Bebel de “Paraíso Tropical” foi mesmo um caso único, já que parece que a linda morena não conseguiu repetir, até hoje, um personagem tão cativante.


E que 'sofrência' essa mocinha passa já no começo da trama, hein? Mãe prestes a morrer, pai assassinado pela amante, se apaixona e fica grávida de um cara casado e, nesse meio tempo, ainda se vira como garçonete para pagar o cursinho? Essa novela é mexicana? Cadê Paola Bracho?


Vídeo: Globo


Momento fofo e acertado dos autores: o beijo entre os monstros sagrados da nossa dramaturgia: Nathalia Timberg e Fernanda Montenegro, que vivem um casamento de 30 anos na trama, e já cala aquela cansativa questão de se vai ter beijo gay ou não. Beijo é beijo, ôrra! Então, se no mundo real e no das novelas tem beijo entre homem e mulher, deve ter também sempre o beijo entre pessoas do mesmo sexo, né verdade? Porque armário é lugar de guardar roupa e já passou da hora das pessoas ficarem se espantando com um reles beijo.



Aliás, em relação ao público preconceituoso um dos autores da novela, o João Ximenes, manda um recado mais do que direto: “Vai ter gay na novela. Vai ter gay, muito gay. Mas relaxa, também vai ter muito imbecil retrógrado homofóbico. Sorria, você vai se sentir representado”.


Vídeo: Globo





Mas bem, meu bem, o babado é que esse primeiro capitulo de "Babilônia" foi super tenso, ágil, elétrico e bem amarrado, não se perdendo em momento algum e já mostrando as características de seus personagens principais para o público se inteirar em como serão suas histórias daqui para frente. 


E quer saber? Tá prometendo que será uma novela deliciosa de acompanhar e periga superar "Avenida Brasil" no gosto do público! Eu assim espero. E vocês, o que acharam?



Vídeo: Globo

7 comentários: