RSSTwitter

quarta-feira, 15 de julho de 2015


O racismo às avessas

Tem gente que nem se toca quando pratica o preconceito racial às avessas, né verdade? Fazendo, ou dizendo coisas, que mais atrapalham no combate ao racismo do que o contrário.

Um exemplo bem explícito disso aconteceu, semana passada, quando recebi algumas imagens via e-mail. Eram retratos de algumas pessoas, entre elas dois negros, sendo um mais claro e outro mais escuro. Para identificá-los a pessoa que remeteu o e-mail colocou na descrição do mais claro que era um rapaz de bigode sorrindo. Já na do mais escuro, que também usava bigodes e sorria, colocou apenas que ele era o “moreno”. De pronto respondi o e-mail questionando quem era quem de verdade, dizendo, justamente, que ambos sorriam e usavam bigodes, mas que ali não havia nenhum “moreno”. Os dois eram negros! A resposta chegou meio acanhada, envergonhada até, mostrando que as pessoas ainda sentem que é uma desqualificação chamar alguém de negro. Não atentando com isso que acabam elevando o preconceito ao colocar a palavra como algo depreciativo.

Esse tipo de coisa é algo que observamos desde priscas eras, só que as redes sociais, atualmente, parecem ter piorado isso um “bocadinho”, onde tem “nego” trocando os pés pelas mãos na defesa ao racismo, querendo bancar o politicamente correto, não notando que estão “cagando no pau”!

Foi o que aconteceu com a imagem que a cantora Madonna postou em seu perfil no Instagram. A foto é um momento fofo entre ela e seus filhos David e Mercy, onde os dois massageiam os pés da mamãe. Mas o povo sem noção foi lá comentar que ela estava sendo racista ao mostrar algo assim.

Foto: Reprodução/Instagram 



21 comentários:

Anônimo disse...

ridiculo! esse mimimi ja passou dos limites.

Anônimo disse...

Gente que ridículo, se fossem brancos não gerava polêmica nenhuma....esse povo perdeu a noção do bom senso.

nayanna disse...

Isso é falta de uma pia de louça pra lavar. Ô povinho........

Anônimo disse...

Nayanna esta corretíssima e depois de lavarem a louça vão ler um livro... Qta ignorância!!!

Anônimo disse...

Como tem gente trouxa!

Anônimo disse...

Os filhos não podem fazer massagem na própria mãe?? Se fosse os outro filhos estava tudo bem? Olha o preconceito nos olhos de quem vê.

tayara Cristina disse...

Acho que você tentou falar algo bom e se perdeu.

primeiro, não existe racismo as avessas, é historicamente impossível.

A história que você cita no começo do post é racismo, não é as avessas, é só racismo.

Seu post deu abertura pra gente racista, isso sim, infelizmente, agora estão falando que é mimimi e que preconceito está nos olhos de quem vê.

Sou negra e tentei te entender, mas na sua ânsia de falar sobre uma mãe branca e seus filhos serem cobrados por algo que não fizerem você acabou dando voz a mais gente racista!

Vanessa disse...

Oii Alessando.. Quanto ao início do seu texto, quero falar que já estive diversas, inúmeras vezes, nessa situação, sem saber que palavra usar para especificar. Não sabia se falava, negro ou moreno. E vejo que muitas pessoas passam por isso. Mas acredito que nem sempre (veja bem, "nem sempre") usam a palavra moreno, para especificar uma pessoa negra, com o intuito de desqualificar essa. Acho que há todo um alarde quanto a forma de tratamento e isso acaba deixando as pessoas sem saber como agir.
Digo por mim mesmo, muitas vezes fico nessa dúvida por medo da pessoa achar que estou sendo racista. E creio que esse medo acaba por dar a entender que estou racista, quando na verdade não estou, só fico confusa sabe.
Foi bom você falar nisso, acho que temos que levar as coisas com mais naturalidade.

Alessandro Araújo disse...

Tayara,não é para levar tudo ao pé da letra. O ponto é: tem gente que por não querer ser racista, acaba trocando os pés pelas mãos ao chamar as pessoas negras de morenas e ao criticar uma imagem que não tem nada de preconceito racial. Portanto, no pensamento dessas pessoas existem esse pensamento de que o negro está sendo desprestigiado se for chamado de negro, que é o que ele é, ou de que a imagem remete à escravatura, mesmo consciente que ali estão os filhos de Madonna em um momento de carinho. O "racismo às avessas" foi uma forma de interpretar as coisas. Desculpe-me se você ficou confusa,mas não enxergo a abertura que dei para o racismo no texto não

Alessandro Araújo disse...

Vanessa, então, eu entendo que não é para desqualificar,mas acaba acontecendo porque as pessoas acham feio chamar o negro de negro! E isso que não pode! Negro não é palavrão! Mas sei que tem gente que não faz isso por mal, apenas por ainda ter essa ideia ultrapassada de que chamar alguém de negro é insulto

Anônimo disse...

morando em Salvador e tendo uma pele super hiper branca, não me sinto a vontade para utilizar a palavra "moreno" ou "negro" para descrever uma pessoa. Pois se eu falo moreno, eu estou sendo condescendente e praticando o racismo. Se eu chamo "negro" eu estou sendo praticamente uma nazista.
Então eu achei uma solução fácil. Partindo do princípio que ninguém usa a característica da cor de pele para se referir a quem nasceu branco, eu também não o faço, quando a pessoa não nasceu branca. Eu uso uma característica pessoal, como "aquela que fala baixinho", ou "aquele que tem um sorrisão", ou "aquela que é falsa" e por aí vai.
O engraçado é que ninguém identifica. A própria pessoa responde: "ah, aquela moreninha?"

Anônimo disse...

A Tayara Cristina falou tudo corretamente e vc diz que ela ficou confusa?

Não, vc é quem precisa estudar sobre o tema e aprender o q é racismo reverso.

Alessandro Araújo disse...

Anônimodas 14:17,"seje menas"! Estamos conversando aqui,não precisa usar desse tom. Eu disse que ela ficou confusa com o meu texto e não que ela é confusa ou algo do gênero.

Alessandro Araújo disse...

Anônimo das 13:54, você arranjou uma ótima maneira de contornar o problema

Anônimo disse...

Nayanna esta corretíssima e depois de lavarem a louça vão ler um livro... Qta ignorância!!! [2]
Tive que repetir essa frase, pois não encontrei mais nada que externasse minha opinião sobre esse povo zzzz.
Um ato de carinho entre mãe e filhos vira racismo por que eles são negros massageando os pés dela e ela branca? Se fosse os outros dois filhos brancos estaria tudo bem então e seria um momento maternal fofo???
Eu entendi o que o anônimo das 10:35 quis dizer, só enxergou racismo NESSA foto quem no fundo tem algum racismo enraizado, é a única explicação plausível. MAS é lógico que não se aplica a todos os casos de racismo e preconceito que vemos por ai.

Érica Carmo disse...

Racismo reverso não existe! É um equívoco prático e conceitual!

Anônimo disse...

De todo modo, a foto é muito fofa.

Melanina disse...

Por que não a Ludinha e o Rocco?

Nanda Freitas disse...

É tudo racismo SIM!/e vamos incomodar até as pessoas mudarem mentalidade preconceituosa!

Nanda Freitas disse...

Perfeito!!

Anônimo disse...

Tá difícil viver nesse mundo viu!? Era do MIMIMI

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

toptherm
Top Therm
Top Therm
Top Therm
Top Therm