RSSTwitter

segunda-feira, 31 de agosto de 2015


Miley Cyrus, a queen do VMA 2015

Se ânus atrás alguma vidente do tipo mãe Dináhda falasse que a Hannah Montana seria uma das coisas mais refrescantes e libertadoras do cenário musical POP atual, você iria pedir o dinheiro da consulta de volta e denunciá-la no "Conselho Evidências by Chitãozinho and Xororó", né não? Pois nunca no planeta Terra que aquela garota sem sal e pré-fabricada dos estúdios Disney viria se transformar em algo assim, sendo no máximo algo parecido com as sonolentas Taylor SwiftzzzzzzzzzzZZZzzzz, Selena 'flop' Gomez ou Katya Pereyra da vida. 

Mas o babado é que Miley Cyrus, a artista por trás da tal ex-garota Disney, tem se mostrado cada vez mais interessante, mostrando que ela sim, mesmo sem ter essa pretensão, pode um dia ser considerada uma artista com a ousadia de uma Madonna.

Ontem, na apresentação do "VMA 2015", a menina simplesmente arrasou numa cerimônia que, se não fosse por ela, teria sido um tédio absoluto de assistir!
















Fotos: Reprodução





Assistam ao vídeo da performance final da cantora no VMA e que contou com a participação de várias drag queens da RuPaul's Drag Race:






Ah! E essa música que Miley canta é "Dooo It" que consta do seu novo álbum “Miley Cyrus and Her Dead Petz” e que ela disponibilizou gratuitamente aqui para todo mundo escutar.


Oremos por um mundo com mais Miley e menos Taylor, por favor!


34 comentários:

Meyrivan Gomes Viana disse...

Deus me livre Ale. Acho ela super sem noção, essas roupa de quem só quer chamar atenção, música que é bom nada, só aparece na mídia por que fumou maconha não sei onde, por que apareceu pelada, por que usou uma roupa esquísita. Mas tudo bem, gosto é gosto, e respeito você gostar dela. Beijoooooooo

ronaldo disse...

Acho ela desnecessária, bagaceira demas, nem música que presta ela tem, se ela fosse tão boa, batia de frente com Nick....

Alessandro Araújo disse...

Isso também foi falado sobre Madonna quando ela apareceu lá nos anos 80 :)

Anônimo disse...

De Miley Cyrus coisa boa que ela tem ao meu ver são: o corpo, os olhos e a voz que é maravilhosa.

Acho ela muito forçada e essa lingua pra fora me da uma preguiça imensa, alem do desespero por ser vista como descolada and crazy.
Nao gosto e pronto.

Anônimo disse...

Teria que tomar muito todinho ainda, e nem assim vai chegar aos pes da Madonna, de quem eu nem sou muito fã, aliás. Que nojo dessa língua enorme e bagaceira, que moleca feia.

Anônimo disse...

Nunca parei pra ouvir nada dela, mas estou amando as atitudes. É a única autêntica desse balaio todo.
É óbvio que não será entendida pela grande maioria. Exatamente como vc falou, como Madonna.
E o melhor que ela faz isso naturalmente, não como lady gaga que chegou anunciando uma revolução que nunca veio. Miley está estraçalhando os paradigmas!
Eu quero é mais!

Alessandro Araújo disse...

Eu não a acho forçada,pelo contrário, parece que tá pouco se lixando pra o que falam e se diverte muitoooooooooooo!

thais disse...

Também acho que ela se diverte...

Anônimo disse...

Acho que ela é maravilhosa e tem é muita vontade de SER - no mais puro sentido: sem se preocupar com o que estão pensando, sem querer se encaixar e lutando para que todos possam apenas SER, como ela é. Essa é a mensagem. Além do que, ela tem voz de sobra (em todos os sentidos, incluindo qualidade vocal) e usa sua imagem para abrir espaço para os que não entram na "caixa". Isso, sim, é prestar serviço.
Linda, maravilhosa, cheia de atitude.

Anônimo disse...


Alguém poderia me explicar por que para algumas pessoas somente a nudez e bizarrice é POP e LIBERTADORA?

Quanto à Madona agradecemos por ela ter evoluído.

Quer ser maravilhosa? Use drogas, fique nua e de preferência diga que é bissexual.

A minha questão não é contra isto, mas sim porque ser "normal" causa tanto espanto?

Muitos criticam a TS, a menina pega os foras, as briguinhas e transforma em musica, para mim isso é um grande talento! Qdo eu levo fora só choro, bebo e quero morrer, nunca produzi nada com meus foras.


Se fosse para ser somente uma questão de espetáculo por favor na próxima chamem o circo de soleil.


Anônimo disse...

Acho ela fraquíssima como cantora. Ficar pelada não traduz talento. Um milhão de vezes prefiro a rihanna bagaceira mas tem boas musicas. Tb queria entender pq ficar pelada, fumar maconha e dizer q é bi o povo acha tão interessante. Essa dai é q nem a Rita ora só causa pelas roupas

Anônimo disse...

não acho que a questão é a nudez ou as drogas. Mas que são eficientes pra incomodar os "normais", não tenha dúvidas que funciona. É pelo botão do foda-se ligado mesmo. Se pra ela isso significa se assumir bi, problema dela. Eu não sou e isso não me provoca. Apenas me diz que se eu quiser um dia assumir que de agora em diante só quero me vestir de gatinho, eu posso também. É só apertar o mesmo botão.
Ninguém precisa levar as mensagens literalmente, é só uma questão de atitude!

Alessandro Araújo disse...

Reproduzirei aqui uma recente entrevista da Miley para Marie Claire pra que vocês possam analisar um pouco o que ela pretende mostrar,ok?


“Desde os meus 11 anos, me diziam: 'Você é uma pop star! Você precisa ser loira, ter os cabelos compridos e colocar roupas coladas e brilhantes'. Enquanto isso, eu era uma garotinha interpretando uma jovem de 16 com peruca e muita maquiagem. Eu usava até salto alto!", contou ela à publicação.

"Eu fui criada para ser alguém que eu não era, o que provavelmente causou alguma dismorfia, porque eu fui moldada para ser uma pessoa linda o dia todo, todos os dias, e quando eu não estava naquele programa, eu pensava: 'Quem sou eu?'", completou Miley.

O trauma de Miley, que estreou como atriz com apenas 9 anos, na série Doc (estrelada pelo seu pai, o músico e ator Billy Ray Cyrus), começou cedo. "Quando você olha para fotos retocadas digitalmente, perfeitas, você se sente uma merda. Eles clareiam mulheres negras, diminuem sardas e mesmo quando eu fico fuçando no Instagram, penso: 'Eu sou assim?'. É uma decepção total. É louco como as pessoas têm que decidir como devemos ser", finalizou a cantora e atriz.

Alessandro Araújo disse...

"Existe muito sexismo e preconceito com idade. Kendrick Lamar canta sobre LSD e isso o faz dele legal. Se eu o faço, sou uma puta drogada“

Alessandro Araújo disse...

Enfim, é triste ver que o machismo impera ainda.Um astro do rock chapado e tirando a camisa, é cool. A Miley fazendo o mesmo é uma desesperada por atenção :)

Anônimo disse...

Eu estava lá nos anos 80 quando Madonna estourou, Borderline, Holliday, Lucky Star e a icônica Like a virgin fizeram um super, mega sucesso, falavam que ela cantava mal e era verdade, mas as musicas eras estouradas. A Miley, acho legal, diferente, mas realmente não consigo ouvir uma música dela e querer ouvir de novo e de novo e de novo...

Anônimo disse...

Mostrar a bunda não dá mais ibope. Tem que mostrar a perseguida no maiô estilo "borath". Ela acusa os outros de sexista, mas ela SUPER REFORÇA O ESTERIÓTIPO DE QUE MULHER PARA FAZER SUCESSO TEM QUE MOSTRAR A CHANA. MACHISTA É ELA!
Vamos aguardar pra ver se vai sair disso, porque as músicas da Madonna são composições próprias, e eram hits mundiais. Produzir sucesso musical em escala mundial não depende de bunda.

Ligia disse...

De acordo com a entrevista da Miley para Marie Claire, o que é citado como quebra de ditadura na verdade é a expressão de uma repreensão sofrida no inicio da carreira.

Agora porque quem não sofreu esta pressão, como ex. a Taylor tem que ser tachada de chata ao expressar seus sentimentos nas músicas.

"Taí" um comportamento que para mim é tão igual:

Os certinhos, caretas ditam regras de comportamento e criticam os liberais, ousados quando estes querem usufruir da liberdade e serem autênticos.

Os liberais, ousados criticam os certinhos, caretas quando estes , caretas por serem criticados quando querem estes querem usufruir da liberdade e serem básicos.

Isso para mim é: liberais e caretas ditando regras de como devem se comportar a sociedade segundo seus critérios.

Oremos por um mundo com mais Miley (legal) e menos Taylor, por favor (ditando regra contra o comportamento do outro...)

Não entendo...

Ligia disse...

(corrigido)
De acordo com a entrevista da Miley para Marie Claire, o que é citado como quebra de ditadura na verdade é a expressão de uma repreensão sofrida no inicio da carreira.

Agora porque quem não sofreu esta pressão, como ex. a Taylor tem que ser tachada de chata ao expressar seus sentimentos nas músicas.

"Taí" um comportamento que para mim é tão igual:

Os certinhos, caretas ditam regras de comportamento e criticam os liberais, ousados quando estes querem usufruir da liberdade e serem autênticos.

Os liberais, ousados criticam os certinhos quando estes querem usufruir da liberdade e serem básicos.

Isso para mim é: liberais e caretas ditando regras de como devem se comportar a sociedade segundo seus critérios.

Oremos por um mundo com mais Miley (legal) e menos Taylor, por favor (ditando regra contra o comportamento do outro...)

Não entendo...

lIGIA disse...


(CORRIGIDO, ESCREVER NO CEL É COMPLICADO!!!)

De acordo com a entrevista da Miley para Marie Claire, o que é citado como quebra de ditadura na verdade é a expressão de uma repreensão sofrida no inicio da carreira.

Agora porque quem não sofreu esta pressão, como ex. a Taylor tem que ser tachada de chata ao expressar seus sentimentos nas músicas.

"Taí" um comportamento que para mim é tão igual:

Os certinhos, caretas ditam regras de comportamento e criticam os liberais, ousados quando estes querem usufruir da liberdade e serem autênticos.

Os liberais, ousados ditam regras de comportamento e criticam os certinhos, caretas quando estes querem usufruir da liberdade e serem básicos.

Isso para mim é: liberais e caretas ditando regras de como devem se comportar a sociedade segundo seus critérios.

Oremos por um mundo com mais Miley (legal) e menos Taylor, por favor (ditando regra contra o comportamento do outro...)

Não entendo...

Anônimo disse...

Tá uma verdadeira mistura de Xuxa rainha dos baixinhos com Elke Maravilha! hahahaha E o que dizer do Jared (Anaconda) Leto agarrando a Cyrus?! =o

Anônimo disse...

A tal da Taylor é só uma cantora de música brega. A tal da Miley não faz mais do que o papel de suposta sex, jovem , revolucionária, mas que na verdade está procurando se livrar do estigma de estrela da Disney e poder continuar uma carreira de sucesso. Tudo marketing.

Anônimo disse...

Me belisca que alguem chamou ela de "unica autentica" kkkkkk
So pode ser brincadeira, viu?!

caru disse...

Mais biscates, drogadas, peladas, loucas para aparecer e sem talento algum!! me poupe Alessandro! gosto não de discute mesmo!

Anônimo disse...

Nada contra a nudez, mas achei tudo de um mau gosto atroz.

VERÔNICA disse...

#teamtaylor

Lyra disse...

Ale, há tempos que eu não via alguém falando em favor da Cyrus. Não conheço muito do trabalho dela, mas se vier mais coisas boas do jeito dela, assim meio Crazy Sexy Cool (pegando emprestado o nome do álbum do TLC)ao invés da Sandy americana Swift eu apoio.

Anônimo disse...

Gosto muito dela.

Anônimo disse...

Nojo dessa garota!

Anônimo disse...

nojo desta garota. 2

Anônimo disse...

E depois a Bjorn que é esquisita...

The Last disse...

pra finalizar: performance e música chatas!

Anônimo disse...

Acho que a Miley hoje tem licença poética, ela criou o personagem e tipo o snoopy dog, pode fazer o que quiser, fumar maconha, aparecer pelada, cantar, atuar. Não sou fã dela, apesar de gostar de Adore you, muito" Mas acho que ela criou essa persona e realmente tem sido interessante. Que ela não caia na mesmice...

Anônimo disse...

Interessante como as pessoas tem percepções diferentes! Alguns disseram q a acham autêntica e que ela está se divertindo! Eu só vejo desespero nesse comportamento!

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

Moda com preços incríveis você encontra aqui!
Moda com preços incríveis você encontra aqui!

Não quer mais receber nossos e-mails? Cancele aqui
Não consegue visualizar o e-mail? Acesse este link

Adicione conteconosco@posthaus.com.br aos contatos
 
 
Até 5x sem juros Troca e Devolução Grátis Atendimento 47 3331-6666 | 11 4062-5476
Posthaus
Feminino Plus Size Infantil Calçados Masculino Lançamentos Promoções
Vestidos Blusas Macacões Saias Camisas Calças Marcas
 

Estas ofertas são válidas até 09/02/2017 ou enquanto durarem os estoques.
Frete Grátis (Entrega Normal) nas compras acima de R$ 199,99 para as regiões Sul e Sudeste do Brasil.
Parcele as suas compras em até 5x sem juros. A parcela mínima é de R$ 29,90.
Caso haja divergência de preço ou descrição do produto entre este e-mail e o site, a condição válida a ser praticada será a do site.

Você recebeu esta mensagem porque se cadastrou na nossa loja e optou por receber e-mails promocionais.
Respeitamos a sua privacidade e caso não queira mais receber nossos e-mails
acesse aqui.
Sentiremos a sua falta :(                                                       Veja a política de privacidade do Posthaus.com

Central de atendimento disponível de segunda à sexta-feira das 8h às 20h, e sábado das 9h às 18h.
Quer falar com a gente?
conteconosco@posthaus.com.br ou 47 3331-6666 | 11 4062-5476
Endereço: Rua 7 de Setembro, 1069, 1º andar - Sala 10A - Centro - 89010-207 - Blumenau - SC - Brasil

Não consegue ver a imagem? Clique aqui.