RSSTwitter

terça-feira, 15 de setembro de 2015


Pai que é pai, protege

Sempre achei/tive certeza que uma das missões dos senhores pais aqui na Terra, e quiçá também em outro plano, fosse proteger os seus filhos.Então, por isso mesmo, não consegui entender muito bem o celeuma que se acometeu na internet com a viralização da foto em que um pai protege seu filho pequeno da chuva enquanto ele próprio fica encharcado, já que na minha concepção isso meio que seria algo obrigatório a fazer com seu rebento, não?

Foto: Reprodução



Decerto que é uma foto bonita de se ver. Mas essa comoção por um gesto tão simples nos faz pensar que o mundo atual anda bastante carente em observar gestos de carinhos e isso é deveras preocupante... Não é?


 

14 comentários:

Anônimo disse...

A questão Ale é que tem tanto pai merda por ai que uma cena dessas impressiona. O meu pai mesmo, foi e é um péssimo pai, só convivo porque ainda não consegui sair de casa, porque por mim não faço questão de conviver.E olha que o meu pai é bom comparado a alguns pais de pessoas que eu conheço.

Tem muito homem merda por ai e eles têm filhos, ai da nisso. Fora que tem uns que nem assumem né, a mulher engravida e eles somem.Mas a culpa também são de muitas mulheres que não tem nada na cabeça e engravidam do cara mesmo sabendo que ele não vale nada, depois quem paga o pato é a pobre da criança.

Anônimo disse...

Eu moro em uma avenida que fica alagada quando chove, eu sempre protejo meu filho com o guarda chuva e os carros que passam nos dão banhos e mais banhos com água da chuva. Aposto que muitas das pessoas que curtem fotos assim, na sua vida real não tomam atitudes que coadunam com essa foto, mas gostam de parecer as melhores pessoas do mundo na Internet.

Anônimo disse...

Nem tenho o que dizer depois dos dois primeiros comentários (com os quais concordei!)

Dê disse...

Acredito ser bom gestos assim viralizarem por aí, ver um pouco de carinho não faz mal a ninguém....

Jéssica Brandão disse...

Pessoas que curtem a foto, sou uma delas, são pessoas que nunca presenciaram ou tiveram uma representação desse gesto. Quando disse para meu pai que queria muito ter uma convivência com ele ouvi simplesmente: "Nem tudo é como a gente quer". De certo não curti a foto pra parecer uma pessoa melhor, curti pq invejo esse garoto.

Céu disse...

Linda essa imagem.. não quero me gabar do meu Pai, mas sou abençoada por ter os dois , meu pai era daqueles que carregava pra cama quando pequenos , chorava quando ficávamos doente e literalmente tirava da boca pros filhos comerem. Meus valores como ser humano e exemplo de como um homem deve ser tenho dele. Amo D+ o meu Pai.

lisi disse...

É um gesto bonito sim, mas concordo contigo Ale, é meio que básico né não? Inclusive qualquer pessoa que estivesse com uma criança, sendo seu filho ou não, e tendo apenas um guarda-chuva faria o mesmo oras...

Nunca vi nem imagino o contrário.

caru disse...

Ele podia ter pego o filho no colo, assim os dois estriam mais secos!!

Clteles disse...

Sempre que leio relatos de pessoas que nao tem ou que tem pais que seria melhor que nao existissem, fico muito fragilizada, pois tenho um pai em quem nao consigo achar defeito. Nunca o vi mentir, agredir ninguem com gestos ou palavras ou ser menos do que o pai da foto.
Penso que se o homem da foto tivesse carregado o filho no colo, teria evitado o transtorno de ficar encharcado mas sua imagem nos mostra que mesmo em nossos dias ainda há esperança... ainda ha resquicios de humanidade nas pessoas.

Anônimo disse...

A foto é bonita sim, mas pra mim não chega a ser algo fantástico, meus pais foram assim, e tratando-se só do pai, o meu marido teria pego o filho no colo, mas tomaria chuva por ele, sem dúvida. Uma vez se enfiou num "brinquedão" de buffet pra resgatar o pequeno que tinha caído lá dentro, pra desespero dos monitores, pois ele é um cara grande, rsrs.

Dani Lara disse...

Concordo contigo

Anônimo disse...

Lisi, que comentou as 09:04, que bom que vc nunca viu e que pena que vc não é capaz de imaginar o contrário, sinceramente isso só mostra que vc é um pouco insensível a realidade ou vive num mundo de faz de conta ou não tem noção de como o mundo é duro e triste as vezes.

Só para te dar um exemplo:Minha tia tem vizinhos detestáveis, na minha opinião, e eles têm 4 filhos. Tratam as crianças tão mal, se eu fosse escrever aqui os casos que a minha tia já me contou...E ela só sabe disso porque o vizinho, pai das crianças, adora minha tia e sempre conversa com ela,contando os absurdos com a maior naturalidade e porque da casa dela dá para escutar o que se passa na casa deles.

Ai teve uma vez que minha tia tava saindo de casa e ele chegando na dele, e ele ao ver a minha tia foi pedir desculpas para ela, que ficou sem entender nada. Ai ele falou que estava pedindo desculpas pela noite anterior, pela gritaria e confusão, só que minha tia tinha ido numa festa nessa noite em questão e não sabia do que tinha acontecido, e ele começou a contar.

O que aconteceu é que ele foi buscar as 4 crianças e a mulher no ponto de ônibus, que são uns 15 minutos andando, e só levou 2 guarda chuvas (NÃO SEI PORQUE NÃO COMENTEI ISSO ANTES) porque estava chovendo pouco, mas na volta caiu um temporal e os filhos ficaram todos molhados, porque segundo ele "crianças são fortes e não tem problema de pegarem chuva de vez em quando" e quando eles chegaram em casa a mais velha, de 12 anos, o menor tem 6 anos, ficou revoltada e começou a brigar com ele e nisso ele ficou muito nervoso e deu uma surra nela.Sabe o que mais ele disse pra minha tia? Que eles estavam na cozinha e ele ficou com tanta raiva que começou a bater nela com as coisas que estavam na geladeira, bateu nela com uma caixa de ovos, que estava cheia, e depois bateu nela com uma garrafa e com o que ele viu na frente.Disse que sujou a cozinha toda e depois fez ela limpar!

Minha tia ficou horrorizada e falou que ele deveria se controlar, que Deus não gosta disso, isso porque ele e a mulher vivem na igreja e se dizem super religiosos (na minha opinião aquilo que eles frequentam é uma seita) então ele deveria ter mais paciência com a família e com a filha que é adolescente e essa fase e complicada.

Mas na realidade minha tia queria era brigar com ele e falar umas boas verdades, mas por ser vizinho, por ter que ver ele quase todo dia e tal ela preferiu não brigar.

E esse é um dos casos que ela já me contou hein, só um.E eu conheço vários outros exemplos de pais como ele ou até piores. Então desculpa te tirar do conto de fadas mas essa é a realidade familiar de muitas pessoas. Isso sem mencionar outros abusos maiores, que muitas crianças passam e nunca contam para ninguém.

Enfim, não concordo quando vc diz que qualquer pessoa faria o mesmo que o cara fez, porque muitos não o fariam. Vc no mínimo escreveu isso a esmo, sem realmente pensar, refletir. Falta de empatia com quem sofre, com quem não tem um pai assim, já que vc pelo visto nunca sofreu com isso.Bom para vc e para quem teve uma família boa e estruturada, mas tenta se colocar no lugar de quem sofre para ver como vc vai se sentir, talvez assim vc entenda.


Anônimo disse...

Todos sabemos que existem monstros, pessoas bem escrotas mesmo, mas a maioria faria o que o cara fez. Entendo que isso aí é o razoável, por isso algumas pessoas que comentaram nao acharam tão sensacional. Caso contrario nos choca, como esse vizinho da sua tia. Mas nunca ter visto pais sendo crueis ja é tambem demais, eu vejo agrssoes fisicas e verbais de arrasar com as crianças, revoltantes. e tem aqueles sem noçao, que vao na calcada segurando a mao da crianca que vai reste aos carros... Acho q mesmo sem uma agrssao direta, estao sendo tao avoados, sei la se nao deixariam os meninos pegarem chuva.

Anônimo disse...

Rente aos carros, quis dizer

Postar um comentário

Apimente bem gostoso com o seu comentário, gostando ou não do que foi publicado, mas tente ao menos ser coerente e educado na opinião dada, visse? Eu não sou obrigado a escutar desaforos no meu espaço e te devolvo o baile com gosto de gás! rsrsrsrsrs

Vem comemorar a semana do Dia Internacional da Mulher
Caso não esteja visualizando as imagens,acesse aqui
 
 
Duloren
Lançamentos Sutiãs Calcinhas Modeladores Diva Plus Size Cuecas
Frete Grátis
Dia internacional da mulher
Aproveite
Chat Online
Central de Atendimento:
Para realizar qualquer troca de produtos, seja por causa do modelo, tamanho ou cor, não há custo adicional para a 1ª troca e a Duloren oferece um prazo de 30 dias após o recebimento do produto. Caso a nova peça seja de uma referência diferente da peça devolvida, será gerado um crédito no valor do produto a ser trocado para a realização de uma nova compra. Para saber mais, acesse Política de Troca ou Devolução.
Custo e Prazo de Entrega:
O frete é grátis para qualquer lugar do Brasil em compras acima de R$ 120,00. 
Depois que o pagamento estiver confirmado, o envio do(s) produto(s) ocorrerá o quanto antes, mas o prazo depende de sua localidade. Para saber mais, acesse Entrega e Frete
Formas de Pagamento:
As compras podem ser feitas em até 5 vezes sem juros em todos os cartões, com parcela mínima de R$ 30,00.
Trabalhamos também com outras formas de pagamento, como débito, boleto bancário e PayPal.

Sobre a Duloren:

A Duloren, líder de mercado em moda íntima no Brasil, fundada há 53 anos, tem um forte e consistente DNA que está baseado na produção de tecidos altamente tecnológicos com desenhos, rendas e elásticos exclusivos, acrescentado à tinturaria própria e à fabricação dos seus insumos. Para atender as mais diversificadas solicitações do mercado consumidor, a Duloren produz e comercializa hoje as marcas Duloren e Femmina.

Com capital 100%% nacional, produz cerca de 1,2 milhão de peças por mês. A Duloren orgulha-se de ser inovadora e estar na vanguarda da estratégia de mercado. Através de avançados planos de marketing, a empresa é reconhecida como pioneira da moda íntima, lançando coleções simultaneamente

Atenção:  

Preços e condições válidas somente para este e-mail, em compras na loja online da Duloren.
Promoção válida até 08/03/2017.As condições podem se alterar após o envio dessa mensagem.
Confira todas as informações sobre produto, preço, tamanho e cor antes de concluir a compra.
Os descontos são válidos durante o período de divulgação e dependem da disponibilidade de estoque.