RSSTwitter

sexta-feira, 31 de julho de 2015


Mulheres postam fotos de suas estrias, marcas, cicatrizes e celulites

A ditadura estética reinante, principalmente em cima das mulheres, faz com que as mesmas sofram a extrema pressão de se mostrar o tempo todo que são criaturas perfeitas, sem sequer uma pequena mancha no corpo. Um exemplo disso eu tive essa semana quando catei num site as imagens abaixo da cantora Britney Spears mostrando seu corpo com tudo em cima e uma pessoa comentou o seguinte: "Só eu que não reparei em mais nada que não fosse essa mancha escura na perna dela?"

Deu vontade de responder: FOI SÓ TU MESMO, POMBA LESA DUKARAI! Porque é de uma idiotice a pessoa achar que as pessoas, principalmente os famosos, tem obrigação de se mostrar com a pele da textura de um manequim de loja. Aliás, até os manequins também se arranham, descascam, etc., né verdade?




Então para que essa exigência  a uma perfeição inexistente? Porque cobrar tanto das pessoas? Quer dizer que se a pessoa, por acaso, sofrer algum acidente e ficar com cicatrizes ou até mesmo ter celulites, estrias o qualquer outra marca no corpo, não poderá mais colocar um biquíni ou coisa que o valha, só para não incomodar o olhar alheio? FODA-SE!

E sabe o que sempre é o pior nessa cobrança por perfeição feminina? É saber que é PORRA de uma outra mulher que tem essa atitude! Porque o tal comentário, é claro, partiu de uma. E macho lá tá preocupado com isso? Mas não tá mesmo, kiridaaaaaaaaaaaa! E não! Isso não é querer ficar colocando toda vez a culpa na mulher e sim não esconder a realidade que é isso que acontece mesmo. A mesma coisa acontece entre os gays, por exemplo, e eu não omito tal fato, pois precisamos combater essa opressão e ditadura que elege que padrão X é legal e padrão Y não é. Enquanto pensarmos dessa forma cafona que seres humanos necessitam ser iguais as fotos com filtro postadas no Instagram, seremos sempre umas merdinhas frustradas, pessoas sem evolução.

É por isso que fiquei deveras encantado com algo que vi durante essa semana, onde uma usuária do Twitter, a @princess_labia decidiu lançar uma campanha para promover o amor e a autoestima entre as mulheres com a tag #ThighReading ( “Leitura de Coxa” ), proclamando que as mulheres se orgulhassem de cada marca, grande ou pequena, que constasse de seu corpo. Pois cada uma delas era uma história a ser contada e não omitida por vergonha. E a surpresa veio com a grande adesão que o movimento nas redes sociais trouxe, esfregando na cara da sociedade que não é uma besteira assim que vai te definir como pessoa!

















Fotos: Reprodução


AME-SE!!!!!!!!!


Clutches Manolo Blahnik

A invenção da clutch veio facilitar, e muito, a vida da mulher. Pois nada mais uóh do que carregar uma lapa de bolsa enorme no ombro, né? Fora que a tal da clutch ainda impede que a travestchy se exceda nos objetos que vai levar aos eventos, né? Já que por ser pequena a estilosa bolseta só cabe, quando muito, um mini borrifador de perfume, o batom, as chaves de casa, o dinheiro da Angélica ( que tu não vai fazer a lôka de beber e digirir, por favor! ), preservativo ( vai que aparece um bofe corajoso querendo teu corpo? ) e um Halls preto, que é pra tirar o bafo de neca da boca...

Mas o babado é que nem todas as clutches são para todas as mãos. Ou, no caso, para todos os bolsos, fia. Podemos ver o exemplo da nova coleção Manolo Blanik, que está um arraso de linda, com modelos que são verdadeiras joias, todas incrustadas com cristais Swarovski. E são mais do que perfeitas para serem carregadas pelas fêmeas mais abastadas do planeta.





















Fotos: Divulgação 



Já as pobres vão ficar só no olhar... O precito da mais baratinha da coleção? Dois mil dólares! Ou seja, cerca de 6.680,28 dilmas. Um verdadeiro golpe no bolso...

 

quinta-feira, 30 de julho de 2015


Capa chique do dia: Vogue China de Setembro

Enquanto a diaba Anna Wintour  deve tá retirando cada 'Penn Taylor' de sua equipe com pinça, tudo por conta da badalada "September Isssue" da revista Vogue americana, todas as famosas chinesas finíssimas, grupo que inclui as atrizes, cantoras e modelos Li Bingbing, Du Juan, Zhang Ziyi, Liu Wen, Zhou Xun, Chris Lee, Vicki Zhao, Carina Lau e Fan Bingbing, estão na capa comemorativa da edição do 10º aniversário da Vogue China, onde foram fotografadas por Mario Testino.


Fotos: Mario Testino/Vogue China/Divulgação



Isso é que eu chamo de "a cara da riqueza!


E se os príncipes Disney fossem reais?

Não recordo at the moment se já falei aqui que nos meus tempos de criança viada eu ficava vidrado no corpo desnudo e musculoso do He-Man quando o desenho passava no Xou da Xuca.

O tempo passou, eu cresci ainda mais viada e saliente, porém agora desejando os He-Men de carne, ossos e neca, né? Que a gente precisa de comida de verdade para poder desenvolver a feminilidade da nossa personalidade.

Mas só que agora, já na idade + que adulta, me deparo com o trabalho super cool do artista filandês Jirka Väätäinen, sobre o qual já falei aqui e aqui, né que deu vontade de voltar aos bons tempos em que usava lancheira dos Ursinhos Carinhosos?

Nas imagens abaixo, Jinka, que também foi uma criança viada e era apaixonado, aos 7 anos de idade, pelo Eric de "A pequena sereia", reinventa os príncipes dos desenhos animados da Disney como se fossem pessoas reais, utilizando fotos de modelos humanos, pintura digital e photoshop.

( CINDERELA )
( A BELA E A FERA )
( A PEQUENA SEREIA )

( A BELA ADORMECIDA )
( POCAHONTAS )
( ALADDIN )

( HÉRCULES )
( TARZAN )