RSSTwitter

sábado, 8 de outubro de 2016


Boa noite, Cinderela


CASO 1: Ainda cedo de uma noite de sábado, tipo 20, 21h, um rapaz está caminhando próximo de onde mora quando um carro para ao seu lado e pede uma informação qualquer. Ele responde e se prepara para seguir seu rumo, mas o motorista do tal carro, de forma simpática e sedutora, questiona se não quer uma carona. O rapaz resolve aceitar. Ao entrar no carro, papo bom rolando e acontece o convite de parar em um barzinho para tomar cerveja. Copo vai, copo vem, nem bem a primeira garrafa da loira gelada termina e o rapaz só lembra que acordou às 14hs do dia seguinte em sua cama.


Prejuízo dessa aventura: Celular e carteira roubados e 8 mil e quatrocentos reais de compras realizadas nos cartões de crédito.


CASO 2: Nessa mesma noite de sábado do caso acima, outro rapaz saí de sua casa para encontrar alguns amigos e juntos ir à uma boate onde rolaria uma festa open bar. Muita bebida, muita dança e paquera depois, cada amigo segue seu rumo e ele, todo trabalhando na vodka, resolve ir embora para casa já quase amanhecendo o dia. Lembra vagamente que um taxista acenou para que ele entrasse em seu carro. Lembra que vomitou. Lembra que o taxista lhe ofereceu uma latinha de Coca Cola depois disso, e o que aconteceu após isso, segue até hoje apagado de sua memória. Foi encontrado por uma vizinha caído no chão, desacordado, dolorido e ensanguentado.


Prejuízo dessa aventura: Celular e carteira roubados e 9 mil reais de compras realizadas nos cartões de crédito.


Não tenho vergonha alguma em admitir que sou um super mega master cagão quando o assunto é sair na noite, dar trela para estranhos, etc., sendo bastante criticado por amigos pelo meu jeito cauteloso de ser. Mas é que vivemos em uma sociedade onde tanta violência acontece a cada segundo que passa, que não dá para viver na tranquilidade de acreditar em pessoas as quais não se conheça, pois ainda não temos o poder de ler mentes para saber o que se passa em cada semblante simpático que te paquera na parada, não é?

Mas o que fazer? Viver com medo? Não sair nunca mais? Não colocar uma gota de álcool na boca? Virar uma mona monja enclausurada na torre de Rapunzel? Não, nada disso! Basta armar-se de cuidados, que dá para você se divertir "all night long" sem medo de levar coió!!!

Se espelhando nos dois casos relatados, o que podemos fazer para que esse tipo de golpe que, ainda bem, teve mais prejuízo financeiro do que físico? Porque, olha só, o "tal do Boa Noite, Cinderela", dizem os relatos, faz a pessoa ficar totalmente desnorteada, sem forças e a favor dos criminosos, fazendo suas vontades. Então a partir daí tudo que é de ruim pode acontecer, não apenas roubos. Pois, não raro, sabe-se de diversos casos de estupros, homicídios, suicídios provocados, etc. Fora que existe também o perigo da droga te levar a morte por intoxicação, já que é composta por doses generosas de substâncias que sozinhas são capazes o suficiente de derrubar uma pessoa, imaginem juntas?

Então o babado, meu amor, é nunca, nunca e nunca sair só para baladar!!! Assim como também nada de sair da balada para o motel, com aquele bofe gatinho que acabou de conhecer, visse? Sei que isso é uó, porém vale mais sua vida do que uma trepadinha, né? Se resolver mesmo assim sair alone, não aceite bebida de ninguém e nem deixe seu copo na mesa quando for ao banheiro. Caso isso aconteça, pegue um copo novo ao voltar. Ao sair dos locais, dê preferência a sair com turma, pelo amor de Imaculada Madonna! Como visto no Caso 2, existe até mesmo o perigo de ser vítima desse golpe por taxistas. Portanto, dê preferência em pegar esse transporte com outras pessoas ou então peça via aplicativos, já que os profissionais dos mesmos são cadastrados e fica mais tranquilo de confiar.

Bom final de semana e se divirtam com cuidado, tá? Porque as duas pessoas dos casos lá de cima são amigos meus e até hoje se encontram traumatizados com o que aconteceu, vivendo com medo de até colocar a cara. Afinal de contas, quem fez isso com eles sabem até o endereço dos mesmos, já que ambos foram deixados próximos de suas residências. Não aprendam isso da forma mais dura, ok?
Foto: Reprodução



Beijos do titio Alê.


 


11 comentários: